Apenas o Fim

apenas_o_fim

 

Um filme jovem, feito com e para jovens. O longa ganhou prêmios de Melhor Filme do Júri Popular e Menção Honrosa do Júri Oficial no Festival do Rio 2008, entre outros, e foi dirigido pelo talentoso Matheus Souza.

Na trama, um casal vivido por Érika Mader e Gregório Duvivier (hoje em dia no megasucesso da web ‘Porta dos Fundos’) está se separando.
Ela decide largar tudo, mudar de vida, sair do Rio de Janeiro.
Ele, claro, fica decepcionado. Então, durante uma hora, o casal discute, briga, se ama, e encontra com os mais diversos personagens na PUC Rio, onde aconteceram as filmagens.

Eles conversam sobre vida, morte, amor, cinema, videogames, trabalho, futuro, Super Trunfo, sexo, saudade e viagens. As cenas em preto e branco são fofas e os atores conseguem expressar bem a cumplicidade que existe entre os personagens. Os atores Nathalia Dill, Álamo Facó e Marcelo Adnet fazem pontas.
A personagem de Nathalia, uma hippie chamada Taiara, é irritante. A atriz, que sempre faz o papel de mocinha meiga e indefesa, está ótima.

‘Apenas O Fim’ é um filme engraçado, diferente e solar. Gregório é um achado do cinema brasileiro, é carismático e faz com que o espectador torça por seu personagem.
Ideal para quem gosta de filmes de romance ou é fã do cinema nacional.

 

Cotação: Muito bom

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image