CM+ | simples e completo //

All posts by Clarissa Cavalcante

image Anjos da Lei

Policiais precisam investigar grupo de estudantes que estão traficando drogas

image Penetras Bons de Bico

Dois amigos adoram invadir casamentos, porém, dessa vez a situação se complica

image A Estranha Vida de Timothy Green

Um menino muito especial vai mudar a vida dos moradores de uma pequena cidade.

A Sogra

A SOGRA

 
‘Até que a sogra nos separe’ foi uma das opções de títulos em português para o filme ‘A Sogra’, que chegou ao Brasil em 2005.
Nessa comédia, conhecemos a história de Charlie (a cantora Jennifer Lopez), uma trabalhadora temporária que possui diversos empregos e que acredita no amor verdadeiro.
Um belo dia, quando está na praia andando com os cães de um cliente, ela dá de cara com Kevin (o lindo francês Michael Vartan, da série de TV ‘Alias’) e fica encantada com ele.
Após se encontrarem várias vezes no mesmo dia, eles conversam e começam a sair.
Tudo na vida dos dois está ótimo, porém, a mãe de Kevin, Viola (Jane Fonda, a eterna ‘Barbarella’), uma poderosa âncora de TV é despedida de sua emissora e tem uma crise nervosa, fato que a faz ser internada numa clínica.

Quando Viola já está melhor e tem alta, ela decide que irá passar algum tempo ao lado de Kevin.
Porém, ao descobrir que ele está em um relacionamento com Charlie, ela vê na moça uma rival e decide infernizar a vida dela.
Ela só não esperava, no entanto, que Charlie fosse tão esperta quanto ela.
Situações bizarras, como a famosa cena em que Viola enfia a cabeça de Charlie no bolo, fizeram dessa comédia um dos maiores papéis de Jennifer Lopez nos cinemas.
O final é previsível, mas o filme é interessante e diverte.

 

Cotação: Bom
Ideal para: pessoas que gostam de comédias, fãs de Jane Fonda, fãs de Jennifer Lopez

ParaNorman

paranorman

O menino Norman (voz de Kodi Smit-McPhee), de 11 anos, é diferente das outras crianças de sua idade.
Ele conversa com sua avó morta, é fã de filmes de zumbis, vê fantasmas enquanto anda pela cidade a caminho da escola e sofre com o bullying praticado por Alvin (voz de Christopher Mintz-Plasse).
Ele é amigo do fofíssimo Neil e tem uma irmã chata chamada Courtney (Anna Kendrick).

Um dia, ele começa a ter estranhas visões durante uma peça na escola, e é procurado por seu tio maluco, Mr. Prenderghast (John Goodman), que conta a ele sobre um antigo ritual realizado na cidade, que deve protegê-la de uma maldição.
Porém, quando Norman vai ajudar no ritual, várias confusões acontecem e ele acaba ressuscitando os mortos, inclusive uma menina da época da Inquisição.

Filmado seguindo a técnica do stop-motion, ‘ParaNorman’ é um filme bem feito, rico em detalhes e que trata com delicadeza a questão do bullying escolar, tão comum nos dias de hoje.
O filme, que demorou mais de um ano para ser concluído, chegou ao Brasil em setembro de 2012.

Cotação: Muito bom
Ideal para: fãs de animações, pais com filhos pequenos

image Malu de Bicicleta

Filme nacional surpreende. Confira nosso texto

Paranoia

Paranoia-Disturbia_1280x1024
Shia LaBeouf era apenas um adolescente quando foi notado por Hollywood nesse suspense, filmado em 2007.
Em ‘Paranóia’, ele é Kale, um garoto que após um surto na escola, é obrigado a ficar em casa com uma tornozeleira que monitora todos os seus passos e não o deixa ultrapassar o limite do jardim de sua casa.

Entediado, Kale se diverte observando seus vizinhos, a bela Ashley (Sarah Roemer, atualmente na série ‘The Event’) e o esquisito Robert Turner (David Morse, inspirado).
Após ser surpreendido por Ashley enquanto a espionava, ele se junta a ela e Ronnie (Aaron Yoo) para descobrir o que acontece na casa do senhor Turner, pois Kale suspeita que ele seja um assassino de mulheres.

O filme impressiona pelo elenco enxuto (somente 6 atores, incluindo Carrie-Ann Moss, que interpreta a mãe de Kale) e pela construção do mistério sobre o carro de Turner, sua manias esquisitas, e o susto que dá em Ashley no supermercado.
O final do filme é surpreendente.
Pequenos sustos, pontuais, fazem desse filme, dirigido pelo experiente D. J. Caruso (também diretor de ‘Eu sou o Número Quatro’), uma boa pedida para fãs de histórias de suspense/mistério.

Cotação: Muito bom
Ideal para: fãs de Shia LaBeouf, pessoas que gostam de filmes de suspense

Sombras da Noite

sombras92

 

A parceria entre Johnny Depp e Tim Burton já dura alguns anos e oito filmes depois, eles criaram um mundo novo e tão sombrio quanto a animação ‘A noiva cadáver’, do mesmo diretor.
‘Sombras da Noite’ chegou aos cinemas brasileiros em junho de 2012.

A história começa com a mudança da família Collins da Inglaterra para os Estados Unidos. Barnabas (Depp, incrível como sempre) está apaixonado pela jovem Josette, porém um feitiço faz com que a jovem morra num terrível acidente, plano da bruxa vingativa Angelique (Eva Green).
Apaixonada por ele, o transforma num vampiro por não ser correspondida. Assim, ela faz com que toda a cidade de Collinsport, no Maine, se volte contra ele. Barbanabas é trancado, vivo, dentro de um caixão e nele permanece por 200 anos.

Em 1972, Barbanas é libertado e ressurge na casa da família Collins, para o desgosto de sua parente Elizabeth (Michele Pfeiffer, lindíssima). Na mansão vivem Carolyn (Chloe Moretz), filha de Elizabeth; o irmão de Elizabeth, Roger (Jonny Lee Miller) e seu filho David (Gulliver McGrath), que vê o fantasma da mãe morte; a médica Julia Hoffman (Helena Bonham-Carter)e Willie (Jackie Earle), um criado antigo.
Surge também na mansão Vicky (Bella Heathcote), a nova tutora de David, uma menina quieta, agradável, e que esconde um grande segredo.  A família Collins, unida, deve deter Angelique, para que ela não faça mais nenhuma maldade contra eles ou contra os moradores de Collinsport.

‘Sombras da Noite’ conta com a participação mais que especial do roqueiro Alice Cooper, numa festa oferecida por Elizabeth e é a versão para o cinema da série de televisão Sombras da Noite, que foi exibida entre os anos de 1966 e 1971 nos Estados Unidos.
Só no Brasil, o filme foi visto por 925.069 pagantes. Um dos destaques do filme é Gulliver McGrath, que vive o atormentado David.

 

Cotação: Muito bom
Ideal para: fã de Tim Burton e Johnny Depp; pessoas que gostam de filmes de fantasia

Educação

education_xlg

 

Nesse filme, baseado num texto do conhecido escritor inglês Nick Hornby (roteirista de ‘Um grande garoto’, com Hugh Grant), conhecemos a história de Jenny (a fofíssima inglesa Carey Mulligan), uma menina de 16 anos que mora com seus pais no subúrbio de Londres, estuda numa escola para meninas e quer estudar literatura inglesa em Oxford.

Um belo dia, Jenny conhece o sedutor David (o norte americano Peter Sarsgaard,na época das filmagens com 39 anos), se encanta por ele e assim, iniciam um romance.
De início, os pais de Jenny, Jack e Marjorie (Alfred Molina e Cara Seymour) são contra, pois David é muito mais velho. Porém, David tem uma lábia muita boa, e convence os sogros que deixará Jenny em casa no horário combinado, entre outras coisas, e assim conquista a confiança deles, até o ponto em que deixam a filha viajar com ele e seus amigos (coisa inimaginável em 1961).
Ele proporciona a Jenny uma educação (por isso o nome do longa) interessante, levando-a a peças, museus, jantares e leilões, coisas as quais não tinha acesso antes do romance.
Ele é formado na ‘escola da vida’ e assim, a menina se encanta por ele, e a cada minuto que passa o espectador se dá conta de que confiar no rapaz não é uma boa idéia.

David e seu amigo Danny (Dominic Cooper, excelente) tem hábitos estranhos, e em certo momento do filme chegam a ser rudes com Jenny, sem nenhum motivo aparente.
Ao longo do filme, segredos de David são descobertos, principalmente nos últimos 25 minutos, quando o mundo de Jenny desaba.
Porém, apesar do sofrimento, a jovem desabrocha e vira uma mulher, muda o jeito de se vestir, de se pentear, começa a usar maquiagem e numa cena triste, a diretora de sua escola a chama para uma conversa e a alerta sobre os perigos de um relacionamento entre um homem e uma mulher com tantos anos de diferença. Mesmo assim, a jovem não a ouve.

‘Educação’ é um filme excelente, que mostra sutilmente os dilemas da adolescência nos anos 60.
Apesar de ser um drama, é um alerta para jovens meninas, que se acham muito maduras, espertas e que, no final, acabam sofrendo as consequências de seus atos. Destaque para a linda Rosamund Pike como Helen, namorada de Danny.
O filme foi Indicado ao Oscar 2010 em três categorias – Melhor Filme, Atriz (Carey Mulligan) e Roteiro Original.

Cotação: Muito bom
Ideal para: pessoas que gostam de dramas, fãs de Carey Mulligan

Monte Carlo

A jovem Grace (Selena Gomez, de ‘Os Feiticeiros de Waverly Place’) está juntando dinheiro para poder ir a Paris junto com sua amiga Emma (Katie Cassidy).