Boneco de Neve

Baseado no livro de mesmo nome, ”Boneco de Neve” conta a história de Harry Hole (o alemão Michael Fassbender, de ”Shame” e ”Prometheus”), um investigador policial que acaba entrando num macabro caso com sua parceira Katrine (Rebecca Ferguson, de ”Missão: Impossível – Nação Secreta” e ”A garota no trem”): Katrine descobre que várias mulheres estão morrendo na cidade de Oslo, na Noruega, no dia em que começa a nevar. As mortes seguem um padrão, e as pistas levam ao político Arve (J.K. Simmons, do ótimo ”Whiplash: Em Busca da Perfeição”).

Enquanto investiga o caso, Harry precisa vencer seus vícios e entender seu relacionamento com a ex, Rakel (Charlotte Gainsbourg) e com o filho dela, Oleg (Michael Yates). Oleg está numa fase rebelde e gera muitos problemas para a mãe, que procura a ajuda de Harry para conversar com o filho. Já Katrine percebe que Harry duvida dela e vai em busca da verdade, antes que mais alguém morra. Com personalidades opostas, essa dupla precisa esquecer as diferenças e focar nos fatos apresentados.

O filme é interessante por mostrar um assassino que faz questão de matar um tipo específico de mulher (algo no estilo de ”O Perfume”), mas o fato de ser muito rápido, com menos de duas horas de duração, deixa algumas pontas soltas na história. Algumas cenas de Arve não fazem o menor sentido e ficam perdidas na trama, assim como Oleg, o adolescente sofrido que quase não abre a boca e vive assustado. Fassbender está bem no papel, mas é compreensível que os fãs do livro escrito pelo norueguês Jo Nesbø, que tem mais de 11 livros publicados no Brasil, fiquem desapontados, pois a publicação é muito melhor desenvolvida.
O filme teve a direção de Tomas Alfredson (”O espião que sabia demais”).

 

Cotação: Bom

 

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012.
Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ”Coluna Clichê” sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image

Leave a comment