CM+ | simples e completo //

Cultura

3 perguntas para…. Jérémie Laheurte

tumblr_lmhji3s_JEREMIE

O ator francês Jérémie Laheurte esteve no Rio de Janeiro neste sábado (30) para participar da coletiva de imprensa  do filme ‘Azul é a cor mais quente’.

Ele respondeu a 3 perguntas feitas exclusivamente pelo Cinema e Muito +.
Confira:

Para você, o que foi mais interessante nesse projeto?
Descobri um novo jeito de trabalhar. Com  Abdellatif (Kechiche, diretor), tive a oportunidade de atuar conforme meus sentimentos, sem pensar muito. Todos os atores estavam envolvidos em contar uma boa história, e as coisas precisam ser simples e bem feitas. Acho que esse foi o maior aprendizado.

Quais são seus cineastas franceses preferidos?
 Abdellatif e François Ozon.

Você já tem muitos planos para 2014?
Sim, estou procurando novos projetos, de preferência no cinema. Também pretendo parar de fumar (risos).

 

 

tumblr_mtqmioepCi1qiglx9o1_500
Jérémie e sua namorada, Adèle Exarchopoulos

 

Filme do jogo ‘World of Warcraft’ tem data de estréia definida

WOW__

 

O filme inspirado no game World of Warcraft, da Blizzard,já tem data de estréia.
O longa mais esperado do mundo gamer será lançado no dia 18 de dezembro de 2015!
O longa da Legendary Pictures e Universal Pictures terá direção de Duncan Jones, diretor de Lunar (Moon) e Contra o Tempo (Source Code), e filho do músico David Bowie, e será escrito por Charles Leavitt.
Os produtores são Charles Roven e Alex Gartner da Atlas Entertainment. O longo também terá co-produção de Chris Metzen.
Enquanto o roteiro do longa metragem é mantido em segredo, não faltam complicações ao redor da produção. Sam Raimi – de “O Espetacular Homem-Aranha” – iria dirigir o filme, mas abandonou o projeto e acusou a Blizzard de ‘atrapalhar’ o projeto, que agora está nas mãos de Duncan Jones.

Expos em SP: Chanel e Kubrick

01chanelli_b_426x639

 

The Little Black Jacket – Chanel’s Classic revisited by Karl Lagerfeld and Carine Roitfeld
Era pra ser um casaqueto preto, apenas, mas falando em Chanel, o básico é sempre o extraordinário. A exposição chegou ao Brasil no final de outubro, na OCA (parque Ibirapuera) em São Paulo. A marca de luxo, vendedora de sonhos, revolucionou a indústria da moda com peças originais, transparecendo simplicidade e elegância desde que Coco Chanel viu seu talento para moda.
De todas as peças clássicas e únicas, foi o tailleur preto quem teve maior destaque e até hoje, depois de ser reiventado, exala paixão e encanto.

A exposição é um projeto Karl Lagerfeld com a ajuda de Carine Roitfeld, ex-editora da Vogue francesa. O estilista fotografou suas musas Chanels e amigos descolados vestindo a jaqueta de maneiras próprias e únicas. Há muita gente famosa: de Sarah Jessica Parker, quem transformou a sua jaqueta em vestido de cabeça, até Vanessa Paradis, que a desliza pelos ombros.
A modelo britânica Alice Dellal prefere adaptar a dela para refletir seu estilo inspirado no punk.

A exposição vem para o Brasil depois de passar por vários países como Tokyo, Nova Iorque, Berlim, Paris, Milão entre outro, e traz consigo 113 fotos de celebridades de grande influência nos últimos anos, vestindo a peça da maison francesa, fotografadas por Karl Lagerfeld, designer da marca de 1983.
A partir do dia 31 de outubro até o dia 01/dez/13, todos os dias, das 10 as 19h. Entrada gratuita.

.

 

tn2_stanley_kubrick_1

Retrospectiva e Exposição Stanley Kubrick

Stanley Kubrick, um dos cineastas mais brilhantes dos últimos anos, vai ganhar destaque em uma homenagem na 37ª Mostra Internacional de Cinema. Será realizada uma retrospectiva de seus filmes, junto à uma exposição.

 Algumas das obras mais renomadas do cineasta, roteirista, produtor e fotógrafo estarão de volta às telonas no MIS – Museu da Imagem e do Som em São Paulo com objetivo de reviver as singularidades estéticas, cheias de peculiaridades filosóficas entrelaçadas as obras de Stanley.

Entre os títulos em exibição estarão: Laranja Mecânica, O Iluminado, Spartacus, AI: Inteligência Artificial (dirigido por Steven Spielberg) e uma edição especial mostrando sua trajetória em Stanley Kubrick: A Life in Pictures (direção Jan Harlan, 2001).
A exposição contará com audio e video de matérias, documentos originais, objetos que fizeram parte de cenas de suas obras, e fotos de seus longas -metragens.

Mais do que trazer uma cronologia do artista, desde o início de sua carreira até os últimos filmes que concebeu, a exposição apresenta a singularidade de sua obra e suas influências em seções dedicadas aos clássicos como Lolita (1962), 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968), Laranja Mecânica (1971) e O Iluminado (1980).

A exposição acontece até o dia 12 de janeiro de 2014 (terças a sextas, das 12h às 21h; sábados das 10h às 22h; domingos e feriados das 11h às 20h).

No MIS, os ingressos estão custando R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia).
Ingressos para a mesma data da visitação à venda nos horários: quartas às sexta-feiras, das 12h às 20h; sábados, das 10h às 21h; domingos e feriados, das 11h às 19h. Terças-feiras: Ingresso gratuito.

Banda Mimesis – A Memória em Seu Lugar

Mimesis Memoria

Mais um vídeo da Banda Mimesis pra vocês:

Se nos perguntam qual é a cara da Mimesis, só há uma resposta possível: a banda tem duas caras em uma. Um toque retrô dos anos 60 e 70 combinando elementos do indie e folk rock do século XXI. Ultrapassar nossos limites respeitando a vontade de ser o que somos. Essa é a nossa receita de fazer um rock surpreendente com aquela impressão de que “eu já ouvi isso antes, mas não sei de onde…”, atingindo um público diversificado com natural simplicidade.

 

Mimesis:

César do Couto: guitarra e voz.
André Filho: teclado.
Luca do Couto: guitarra.
Iuri Nascimento: baixo.
Emerson do Couto: bateria.
e-mail: [email protected]

 

Câmeras: Rhuan, Gabriel, Dayane e Ju.

Busca Implacável 2

TAKEN 2

Quero começar essa matéria esclarecendo uma coisa: eu estava louco pra ver esse filme! Por isso, talvez, vocês sintam uma pontinha de desilusão nas próximas linhas; não que o filme seja ruim – e não é mesmo, diverte e tem boas cenas – mas a questão é que o Busca Implacável 1 é fora dos padrões, inovou em algumas áreas e surpreendeu a muitos que achavam que o gênero de ação já estava esgotado.

O que aconteceu com Busca Implacável 2 (Taken 2, no original)?

Do início do filme até a primeira cena de ação – que só se inicia realmente aos 29 minutos de filme, com uma longa perseguição no centro de uma cidade Albanesa – tudo acontece perfeitamente: as expectativas do público são bem dosadas com cenas de tortura intercalando cenas da família de Bryan Mills (Liam Neeson) um ex-agente da CIA e sua ex-esposa Lenore (Famke Janssen) e filha Kim (Maggie Grace).

Até aí tudo bem, apesar de eu achar que demorou muito para começar a ação, sei que se a ideia é manter as características do primeiro filme o roteiro seria desenhado assim:

1-     Enrolação pra contar história e fazer o público se aproximar dos personagens;

2-     Cena do sequestro;

3-     Liam Neeson matando todo mundo que aparece na frente com golpes que só agentes da CIA sabem usar, no melhor estilo John Reese;

4-     Resgate, comemoração e créditos;

Fui ver o filme com essas expectativas, se ele seguisse essa ordem seria ótimo como no primeiro filme, entretanto, a história levou muito tempo pra chegar à cena do sequestro (ótima por sinal), o ritmo na parte central do filme é perdido tanto porque a ação se concentra, em grande parte, na filha adolescente (Maggie Grace) que tem a função de salvar o pai e a mãe, tanto na demora em chegar no ponto crucial do filme (Liam Neeson matando geral sem dó nem piedade, fala sério, todo mundo só foi ver o filme por causa disso!). Sem falar que um sequestro por motivo de vingança não é tão forte quanto o sequestro feito no primeiro filme em que capturam a Kim (filha adolescente) com outras garotas inocentes, drogam elas e vendem como escravas no mercado negro.

Enfim, chega de críticas ao filme, vamos partir pra análise da Adrenalina!

            Busca implacável 2 tem a duração de 91 minutos e um total de 7 grandes sequências de ação.

Considero como a melhor sequência de ação a fuga de carro que começa em 1 hora 4 minutos e 22 segundos de filme, é muito empolgante e tenso ao mesmo tempo. Considero a melhor cena de ação a luta final em que Bryan Mills (Liam Neeson) enfrenta o que parece ser outro agente, pois as habilidades de lutas são parecidas (basicamente técnicas de Aikido. Essa cena começa em 1 hora 38 minutos e 18 segundos e é a última luta de verdade do filme.

Quanto ao nível de brutalidade/realidade: Há pouco sangue aparecendo no filme, mas o que aparece é bem realista, as lutas são brutas e há uma quantidade enorme de ossos quebrados (sempre dos inimigos, é claro).

qualidade da ação é variável durante o filme. Há muitos planos picotados para dar àquela sensação de ação quando na verdade a luta está sendo feita bem devagar, porém algumas cenas são muito bem montadas e não incomodam tanto a vista.

roteiro da ação está bem amarrado na história, contudo o argumento do filme é fraco, se fosse possível comparar com algo eu compararia com uma comida requentada no micro-ondas. =0

trilha sonora está presente no filme em diversos momentos, menos nas cenas de luta (o que é uma escolha da direção, mas me incomoda um pouco), não chega a ser ruim, mas poderia acrescentar mais à ação se fosse mais presente.

protagonista do filme é um personagem #superagentedaCIA que quase nunca erra um tiro e mata vilões com as mãos como se fosse formigas ou mosquitos #adoro.

Então vamos para a pontuação do filme:

·        Quantidade de sequências de ação + nota da melhor cena/sequência: 7 + 9 gramas;

·        Veracidade da ação: 24 gramas;

·        Qualidade da ação: 10 gramas;

·        Roteiro: 5 gramas;

·        Trilha sonora: 6 gramas;

·        Total: 61 gramas de adrenalina em 91 minutos de filme

 

Fiquem agora com os extras do filme:

Sinopse:

Bryan Mills é um ex-agente da CIA e está separado de Lenore, mas se mantém sempre próximo da filha Kim. Um dia, ao pegá-la para mais uma lição de direção, Bryan vê o atual namorado de Lenore deixar a casa dela às pressas. Logo descobre que ele cancelou uma viagem à China, onde Lenore pretendia passar um período de descanso ao lado da filha. Bryan convida ambas a encontrarem com ele em Istambul, na Turquia, onde terá que realizar um serviço nos próximos dias. Elas topam e o encontram na cidade. Bryan não esperava era que Murad Krasniqi (Rade Serbedzija), o pai de um dos sequestradores mortos por ele ao resgatar a filha, deseja vingança. Para tanto elabora um plano onde não apenas Bryan corre risco de morte, mas também a filha e a ex-esposa.

Fotos:

Tapete Vermelho Se Beber Não Case 3


Ken e Justin no tapete vermelho

A colunista esteve no evento a convite da distribuidora.

Na noite de terça feira (28), os astros internacionais Bradley Cooper, Zach Galifianakis, Ed Helms, Justin Bartha, Ken Jeong, Heather Graham e o diretor Todd Phillips estiveram no cinema Odeon, no Centro, participando do tapete vermelho e da pré estréia do filme ‘Se Beber, Não Case 3’.

Na trama, que fecha a trilogia de filmes do Bando de Lobos, Alan (Zach Galifianakis) está deprimido devido à morte de seu pai. Preocupado com o cunhado, Doug (Justin Bartha) sugere que ele vá até um lugar chamado New Horizons, que pode torná-lo um novo homem.
Alan apenas aceita a sugestão após Phil (Bradley Cooper) e Stu (Ed Helms) concordarem em levá-lo, juntamente com Doug.
É o início de uma nova viagem do quarteto, que acaba sendo interrompida bruscamente pelos capangas de Marshall (John Goodman). O malfeitor está atrás de Chow (Ken Jeong), que lhe aplicou um golpe milionário, e acredita que os amigos ainda possuam contato com ele.
Após sequestrar Doug, Marshall dá a Alan, Stu e Phil um prazo para que encontrem Chow e devolvam as barras de ouro por ele roubadas, caso contrário todos morrerão. O que o trio não esperava era que, para reencontrar Chow, teria que ir até Tijuana, no México, e também em Las Vegas. (fonte: AdoroCinema)

O elenco foi muito simpático, mesmo depois de mais de duas horas de atraso.
O ator Zach Galifianakis, que chegou ao Rio de Janeiro na manhã de ontem e ficou aborrecido com a quantidade de paparazzis esperando no aeroporto, esclareceu sua visão sobre o fim da trama:

“Vai ser divertido rever tudo isso um dia. Mas estamos tão felizes, mais do que tristes, estamos felizes”

Ed Helms também falou:

“É um pouco triste. Terminamos essa jornada e não vou mais trabalhar com os meus companheiros. Mas estou muito orgulhoso de fazer parte dessa turma sensacional. Nos tornamos muito amigos”, disse.

Bradley Cooper fez sucesso com as fãs, que esperaram na chuva para tirar uma foto com o ator.
Apontado como um dos maiores galãs de Hollywood, ele contou suas impressões sobre a praia de Ipanema e disse que não poderá aproveitar muito a cidade:

“A praia de Ipanema é maravilhosa! O dia estava lindo e tirei muitas fotos. Infelizmente, não vou aproveitar muito o Rio, logo estaremos indo embora”

A linda Heather Graham também falou:

“Gostei muito de fazer parte dessa série, o elenco é muito bom e ter Todd na direção com certeza nos deu mais segurança”

Sobre o Rio de Janeiro, ela acrescentou:

“Todos ficamos maravilhados com o Rio, e eu ainda vou ficar uns dias por aqui. Quero conhecer o Cristo ainda e tenho planos de visitar o Brasil com mais calma”

Ken Jeong e Justin Bartha não falaram muito com a imprensa, só posaram para algumas fotos com fãs e logo entraram para a sessão especial do filme, somente para convidados.
O filme ‘Se Beber, Não Case 3’ chegará aos cinemas de todo o Brasil no 30 de maio.
A classificação indicativa é de 14 anos.

Que tal fechar uma sala de cinema pra você?!

Saiba como alugar uma sala de cinema para você e quais empresas oferecem esse serviço!

Informações sobre a Meia-Entrada

Depois de responder a muitas questões sobre as leis de meia entrada por email, resolvi colocar aqui todas as informações que possuo.

Classificação indicativa

As tabela abaixo esclarecem sobre a classificação indicativa nos filmes e na TV.