CM+ | simples e completo //

Destaques

David Schwimmer, o Ross de ‘Friends’, vai fazer nova série

DavidSchwimmer_900-600-06-11-12

 

David Schwimmer, que interpretou Ross na série “Friends”, vai produzir e estrelar a nova série “Irreversible”, disse na sexta-feira (31) o site da revista “The Hollywood Reporter”. O programa será produzido para a emissora norte-americana ABC.
“Irreversible” será uma comédia baseada no programa israelense de sucesso “Bilti Hafich”.
David Schwimmer, protagonista do programa, vai intepretar um escritor. Não há data confirmada para a estreia do novo seriado.
O ator intepretou Ross durante as dez temporadas da série, que foi produzida entre 1994 e 2004.
David Schwimmer não teve trabalhos de tanto destaque quanto o Ross de “Friends” após o fim do programa. Ele atuou, entre outros filmes, na dublagem da franquia “Madagascar”.

 

fonte: G1

Os 5 “mais” e os 5 “menos” da CPBR7

bruce dickinson aviation 2

 

Os 5 mais:
– Workshops muito interessantes
– Palestrantes
– A presença de Bruce Dickinson
– Ônibus grátis do metrô até o local do evento
– Velocidade da internet

 

Os 5 menos:
– Calor
– Falta de segurança no evento (leia mais aqui)
– Falta de água (o registro foi fechado ontem no fim da noite)
– Problemas com os códigos de barra das credenciais
– Preço do catering

Especial: Os jogos estão marcando presença na Campus Party

Gamers, nerds, geeks: seja qual for o rótulo, o que une todos esses campuseiros é o amor pelos jogos eletrônicos.

Durante pesquisa no evento, elaboramos uma lista dos jogos preferidos da galera. Confira:

DSC06403
Guitar Hero – ”Gosto dele pois é como se eu realmente estivesse tocando guitarra”
Diogo Eduardo, 11 anos, estudante do sétimo ano do ensino fundamental

GTA 5 – ”Foi o último jogo que comecei a jogar, ainda não zerei”
Carlos, 20 anos, Goiânia, estudante de Ciência da Computação

Civilization 5 – “Gosto de jogos de estratégia. Você precisa pensar bastante no que que vai fazer. Estou jogando no modo single player.”
Pedro Henrique, 19 anos, Juiz de Fora, estudante de Farmácia

Battlefield 2  – “Gosto desse jogo de tiro pois é o único que meu computador aguenta (risos)”
Anderson, 31, de Blumenau, desenvolvedor de sistemas

WOW – World of Warcraft – ”Meus tios jogam, então jogamos em família”
Caio, 15 anos, de Salto (SP), estudante do ensino médio

Battlefield 3 – “Gosto de jogos de tiro”
Gabriel, 19 anos, de Goiânia, estudante de Eng. da Computação

Heartstone – “Estou jogando para passar o tempo…. e também gosto de jogos de cartas”
Rangel, 23, de Claudio (MG), contador

LOL  (League of Legends) – “Todos os meus amigos jogam, e eu gosto de jogos de estratégia”
Hugo, 21 anos, Itapira (SP), estudante

Battlefiled 4 – “Gosto de jogos de tiro”
Domingos, 28 anos, programador, de Joinville

Heroes of the World – “O jogo não é ótimo, mas gosto dele pela competição”
Alan, de Florianópolis, 21 anos, estudante de Engenharia

Counter Strike: Global Offensive – “Tem ação e foi um dos primeiros jogos que joguei”
Vincent, 18 anos, estudante de Eng. da Computação, de Curitiba

Battlefield 3 – “Gosto de jogos no estilo FPS (em primeira pessoa) e de tiro”
Igor, 19 anos, estudante de Ciência da Computação, de Goiânia

Batman Arkham Origins – ”Gosto dos jogos do Batman, já joguei todos. Esse é o mais recente”
Estevão, 19 anos, de São Paulo, estudante de Linguagem de Programação

F1 2013 – “Gosto de jogos de corrida, e esse tem o gráfico muito bom”
Bryan, 22 anos, programador de Votorantim (SP)

LOL – “Gosto desse jogo pela emoção de jogar em equipe e competir”
Otávio, 19 anos, do Ceará, estudante de Engenharia

Need For Speed Undergroud 2 – “Estou jogando com meu amigo. Gosto da nostalgia que o jogo me dá”
André, 20 anos, programador, de Santa Rita do Sapucaí

LOL – “É um bom passatempo. Melhoro no jogo a cada vez que jogo”
Tarliton, 20 anos, estudante de Ciência da Computação, de Joinville

Heartstone – “Faz pouco tempo que comecei a jogar esse. Gosto de jogos de cartas, então estou experimentando esse”
Lucas, 19 anos, estudante de Ciência da Computação, do Rio de Janeiro

DOTA 2 – “Meus amigos jogam, então eu jogo com eles.”
Éttore, estudante de Engenharia Mecânica, 19 anos, de Porto Alegre

BioShock Infinite – “Gosto de jogos de tiro, e meus amigos me recomendaram esse”
Marco, 20 anos, analista de sistemas, de Campo Grande (Mato Grosso do Sul)

Spore – “Estou testando esse jogo. Nesse jogo, tenho que cuidar da evolução de uma espécie e dominar o planeta”
Éden Lucas, estudante de Relações Internacionais, 19 anos, de Mogi Guaçu (SP)

spore_screen_2
SPORE

LOL – “É um jogo completo e bem legal. Gosto bastante do sistema de pontos dele”
Robinson, estudante de Física, 20 anos, de Recife

Age of Mythology – “Jogava desde pequeno e queria relembrar”
Henrique, 21 anos, do Rio de Janeiro, estudante de Engenharia da Computação e Informação

 

“De Volta para o Futuro” vai virar musical

via: Judão

De Volta para o Futuro Foto 2

É hora de ouvir “1,21 giawatts”“Great Scott!” e “Boy this is heavy”, todos acompanhados de uma melodia constante e passivo-agressiva: vem aí um musical de De Volta Para o Futuro. O projeto terá o texto escrito pelo próprio Robert Zemeckis, diretor do filme, ao lado de Jamie Lloyd e Bob Gayle.

As travessuras de Marty McFly na década de 1950 vão ganhar os palcos do West End em Londres e a estreia está prevista para o ano que vem. Só posso concluir que algo muito estranho está rolando no West End, lembram-se do musical sem magia do Harry Potter?
Já a trilha sonora vai contar com canções de Alan Silvestri, Glen Ballard e, obviamente, Chuck Berry.

 

Campus Party, terceiro dia: o que rolou?

DSC06386

 

O terceiro dia foi bastante tranquilo e contou com as visitas de Maurício Meirelles (CQC) e Maurício Cid (Não Salvo), que promoveram um “facebullying” com participantes do evento; palestras com Ricardo Piologo e Rodrigo Piologo, os criadores do sensacional ‘Mundo Canibal’ e oficina de colorização de quadrinhos.

No fim da tarde ocorreu no palco ‘Stadium’ um bate papo com Pedro Zambarda (colunista do site TechTudo), João Coscelli (blogueiro do ”Modo Arcade”), Théo Azevedo (editor do UOL Jogos) e Pablo Miyazawa (editor da Rolling Stone Brasil).
O quatro falaram sobre os 20 anos do jornalismo de games no Brasil, as dificuldades e alegrias da profissão, além de dicas para quem pensa em entrar no mercado.

Segundo Théo, “o jornalista de games vive, come, respira isso o dia todo. Minha esposa até briga comigo” (risos).
Quando questionado sobre os novos rumos da profissão, João falou sobre a barreira de produção de conteúdo. “As barreiras caíram, hoje todo mundo produz conteúdo, escreve, traduz. As revistas precisam aprender a co-existir com esse momento. A internet já fechou muitas revistas, então elas precisam se reinventar para ter público, estar presentes nas redes sociais, estar realmente conectado com tudo.”

Para Pablo, “o futuro é nebuloso. Eu queria muito ter uma resposta para algumas perguntas…. Por exemplo, como fazer uma criança ou um adolescente entender que é preciso pagar por conteúdo? Eles estão acostumados a pegar tudo de graça na internet”.

João lembrou que em geral, as revistas brasileiras não tem acesso a informações exclusivas. ”O que fazemos é reproduzir material dos grandes veículos dos Estados Unidos e da Europa. Até 2004, não tinha espaço para o Brasil na E3 (Electronic Entertainment Expo, feira anual de jogos eletrônicos). Ir numa conferência da SONY era impossível”.

O panorama não mudou muito – os mercados de games do EUA e do Japão não crescem mais – e agora as grandes fabricantes resolveram se voltar para o Brasil (e a América Latina em geral).
Embora seja um mercado difícil, os quatro jornalistas demonstraram alegria quando questionados sobre sua área de trabalho.

Campus Party, primeiro dia: o que rolou?

bruce dickinson aviation 2

 

A Campus Party Brasil começou oficialmente ontem, dia 28, mas já definiu seu ídolo maior: Bruce Dickinson.
O inglês, nascido em Nottinghamshire, Inglaterra é cantor, compositor, piloto, historiador, esgrimista, radialista, autor, roteirista e piloto de avião. Com todos esses títulos, ele é mais conhecido como o vocalista da banda de heavy metal Iron Maiden.

Dono de uma companhia de aviação no Reino Unido, a Cardiff Aviation, Dickinson acha que criatividade é mais importante que currículo. Em entrevista coletiva anterior à sua participação na Campus Party, ele brincou: “Não é sobre qualificação, mas sobre ter uma boa ideia. Você pode ensinar macacos a terem MBA”.

Para o músico, o jovem empreendedor precisa de duas coisas para buscar o sucesso: uma grande ideia e vontade de trabalhar sem custos.

“O problema de muitas startups é que elas querem alugar um local bonito para trabalhar, contratar muita gente”, disse. “A questão devia ser ‘como evitar que compremos qualquer tipo de móvel’, e não ‘qual será a cor dos móveis que usaremos’.”

Bruce comentou ainda que seu foco de investimento são grandes tecnologias de materiais e transporte, como motores, e não softwares. “Eu sou investidor em uma companhia que está desenvolvendo tecnologias mais leves que o ar para transportes ecológicos de grandes cargas a lugares remotos e inacessíveis”, disse. “Também sou investidor em um jato eco-friendly, mais econômico que um grande carro”.

Ele mesmo um empresário do ramo da aviação que já sonhou quando criança em se tornar um astronauta, Dickinson falou também sobre o avanço das viagens espaciais e como as pessoas não irão para o espaço para viver – “os humanos morrem muito facilmente lá” –, mas sim para “tornar a Terra mais habitável”.

“Alguns experimentos biológicos são muito mais rápidos na gravidade zero”, comentou. “Eu sou um sonhador. As missões da Nasa e Júlio Verne me inspiraram quando criança (…) Eu acho que Elon Musk [investidor de empresas como SpaceX e Tesla Motors] será o futuro da viagem espacial”.

(com informações do ‘G1’)

Tarantino decide processar site que divulgou seu roteiro

Quentin-Tarantino

O cineasta vencedor do Oscar, Quentin Tarantino, abriu um processo contra o portal de notícias norte-americano Gawker por violação de direitos autorais, em um tribunal distrital de Los Angeles, na segunda-feira, 27, após a página na Internet publicar links para que usuários pudessem baixar o script do filme mais recente do diretor, intitulado The Hateful Eight.
Por meio de uma texto publicado na segunda-feira, 27, em Gawker.com, o editor John Cook negou que o portal tenha infringido direitos autorais. Ele disse que o Gawker não foi o responsável por vazar o script de 146 páginas do filme de faroeste de Tarantino, e apenas publicou um link para outra página onde o script estava disponível para download.
Em documentos judiciais, o diretor e roteirista Tarantino alega que o Gawker Media promoveu e disseminou cópias não autorizadas do roteiro vazado. O cineasta pede por mais de 1 milhão de dólares em danos em duas denúncias de quebra de direitos autorais. O processo também destaca a página AnonFiles.com, para a qual o artigo do Gawker direcionava e que disponibilizava o script de Tarantino para download.

A Reuters não conseguiu contato de imediato com a AnonFiles.com. Cook disse que o Gawker não tinha nada a ver com o surgimento do roteiro de The Hateful Eight na Internet e afirmou não ter subido o documento para a AnonFiles.com.
Cook também informou que o Gawker está sendo processado por contribuir com a quebra de direitos autorais, por publicar links para a AnonFiles.com, que por sua vez é processada por infração direta de direitos autorais.
O processo detalha como Tarantino descobriu que uma cópia de seu mais recente roteiro havia vazado publicamente em 21 de janeiro, assunto abordado por ele em uma entrevista ao Deadline Hollywood, página na Internet dedicada a notícias da indústria do cinema.
Tarantino disse estar “muito, muito deprimido” por causa do vazamento e que desistiu dos seus planos de fazer o filme, afirmando que, em vez disso, publicaria o roteiro.

”Homem-Formiga” ganha nova data de lançamento

ant-man-logo

Agora que a Warner Brothers adiou “Batman vs. Superman” para 2016, parece que 2015 ficou um pouco menos perigoso para franquias novas. A Marvel e a Disney então aproveitaram o ocorrido e mudaram a data de “Homem-Formiga“, que agora estreia em 17 de Julho de 2015 ao invés de 31 de julho de 2015.

O herói da Marvel enfrentará um longa de “Peter Pan” que a Warner colocou no lugar do encontro dos dois heróis da DC Comics. Além disso, ”Homem-Formiga” agora estreia apenas dois meses depois de “Os Vingadores: A Era de Ultron”.

A adaptação de “Homem-Formiga” está a cargo do diretor Edgar Wright (“Scott Pilgrim Contra o Mundo“). Inicialmente o filme contará com a participação de duas versões do Homem-Formiga: Hank Pym, que será interpretado pelo astro Michael Douglas (“A Última Despedida em Las Vegas”), e Scott Lang, que será interpretado por Paul Rudd (“As Vantagens de Ser Invisível”).
O longa deve contar com um prelúdio, mostrando a criação das partículas Pym e o traje do herói, e logo seu subsequente roubo por Scott Lang, com a história então focando na redenção de Lang, seu encontro e parceria com Pym, e sua transformação em herói.

Wright também assina o roteiro junto com Joe Cornish.
Eles trabalharam juntos no script de “As Aventuras de Tintim”, de 2011. “Homem-Formiga” é o filme que inaugura a Fase 3 da Marvel nos cinemas.

8 perguntas para… Guilherme Prates

guilherme-prates-e-felipe-na-segunda-fase-de-em-familia-1387898663536_956x500

Ator de 21 anos fala sobre a peça ‘Na Real’, seu papel no filme ‘Confissões de Adolescente’ e sobre a novela ‘Em Família’, sua estreia no horário nobre da Globo.
Confira essa entrevista exclusiva!

 

1. Como você chegou até o filme ‘Confissões de Adolescente’?
Através de testes. Fiz 3 testes até conseguir o papel.

2. Como foi trabalhar com o Daniel Filho?
Nossa, foi maravilhoso! Ele é brilhante, aprendi muito. Ele nos deu um direcionamento ótimo, é o tipo de pessoa que gosta de ensinar, foi uma experiência incrível.

3. Você sempre quis ser ator?
Sim, faço teatro desde os 8 anos de idade. Com 17 anos eu estava fazendo uma peça infantil e surgiu a oportunidade de fazer um teste na Record. Pouco tempo depois, surgiu o convite do teste para ‘Malhação’. Fiz e fui aprovado.

4. Seu personagem, Dinho, era o galã da novela. Pouco tempo depois, o personagem sumiu. O que aconteceu?
Isso já estava previsto. A trama inicialmente iria até fevereiro, mas a Globo decidiu estender até julho. Para isso, eu precisava sair. Foi uma experiência ótima, super proveitosa, trabalhei com pessoas incríveis.
Na época do fim da novela eu fiz uma viagem sensacional pra Chapada Diamantina, depois comecei a filmar o ‘Confissões’… deu tudo super certo.

5. Você pode falar um pouco sobre a peça ‘Na Real’?
A peça é escrita e dirigida pelo Thiago Bomilcar Braga, é um projeto jovem e muito bacana. Ele tem 31 anos e fez uma trama adolescente, inédita, é um trabalho muito especial. Esse universo estava carente, com coisas datadas. A peça é muito bacana e eu acho que o público vai gostar.

6. E a novela ‘Em Família’? Como vai ser seu personagem Felipe?
O Felipe é um menino de 16 anos que vive na sombra da irmã Helena, vivida pela Bruna Marquezine (e na segunda fase da novela, por Julia Lemmertz).
Ele se sente excluído e encontra na bebida uma fuga, ainda mais nessa fase, que é complicada e cheia de descobertas. O personagem vai abordar a questão do alcoolismo adolescente, está sendo um trabalho muito bom.

7. Como é participar de uma novela do Manoel Carlos?
É incrível! Eu dou muita sorte nos meus trabalhos, sempre estou rodeado de pessoas talentosas, bons textos. Trabalhar numa novela do Maneco é muito especial.

8. 2014 começou cheio de novidades pra você…
Assim que é bom, né?! (risos)

 

+ infos:
A novela ‘Em Família’ estreia dia 3 de fevereiro.
A peça ‘Na Real’ está em cartaz no Shopping da Gávea (Teatro Clara Nunes) – 3ªs e 4ªs, 20h30. A meia entrada custa R$ 20,00.

 

Muita Calma Nessa Hora 2

muita-calma-nessa-hora-2-poster

 

A COLUNISTA ASSISTIU AO FILME A CONVITE DA DISTRIBUIDORA.

Embora não seja o filme nacional mais engraçado dos últimos anos, ‘Muita Calma Nessa Hora 2’ tem lá seus méritos.
Numa trama que reúne um elenco jovem e piadas prontas, o público volta a se encontrar com as personagens Estrela (Débora Lamm), Aninha (Fernanda Souza), Tita (Andreia Horta) e Mari (Giane Albertoni).

Após 3 anos, Tita e Mari resolveram mudar: Tita passou um tempo em Londres, onde foi garçonete e fez um curso de fotografia e Mari agora trabalha na produção de um grande festival, chamado Som do Rio. As coisas não mudaram muito para Aninha e Estrela: a primeira continua indecisa e Estrela mantém seu jeito esquisito, largadão e zen.
A trama se passa em dois locais, basicamente: o festival e o hotel de Pablo (Nelson Freitas), onde Estrela está morando.
No hotel estão hospedados um fã do ‘Chiclete com Banana’ muito louco interpretado por Lucio Mauro Filho e um gangster interpretado pelo ‘CQC’ Marco Luque.
Na loucura do festival, Mari precisa dar atenção para as amigas e também conter o gênio do sertanejo Renan (Bruno Mazzeo, sempre ótimo) e fugir das cantadas do ‘cantor-e-filósofo’ Neco (Rafael Infante).
Entre muitas participações especiais, estão incluídos Heloísa Périssé, Luis Lobianco, Marcelo Tas, Hélio de la Peña, Alexandra Richter, Paulo Silvino e Nizo Netto. Daniel Filho interpreta o pai de Tita, um idoso carrasco que não aceita a vida ‘despreocupada’ que sua filha leva; Alexandre Nero é Casé, o chefe estressado de Mari e Marcelo Adnet está de volta com seu personagem paulista.
O filme tem piadas prontas e muitas referências pop – o roteiro deixa claro que os personagens de Infante e Mazzeo são inspirados em cantores brasileiros famosos.
O melhor do filme, com certeza, são as cenas dos shows. Filmadas no Rio Centro e unidas a cenas de outros shows pelo Brasil, Felipe Joffily fez um trabalho bonito e que deu um resultado bom na tela, quase fazendo o espectador crer que está num show de verdade.
Com uma trama que destoa totalmente da primeira parte, filmada em 2010, ‘Muita Calma nessa Hora 2’ é um filme regular, mas que diverte, principalmente por causa das (muitas) participações especiais. Giane Albertoni melhorou muito como atriz, mas o destaque vai para Bruno Mazzeo como o sertanejo Renan. 
Cotação: Regular

Assista aqui o mega sucesso ‘Paracadá’, interpretado por Bruno Mazzeo