CM+ | simples e completo //

Listas

3 perguntas para… Milhem Cortaz

 

milhem cortaz

 

Milhem Cortaz constriu uma sólida carreira no cinema. Atuou em ”Lula, o Filho do Brasil”, ”Se Nada Mais Der Certo”, ”Nossa Vida Não Cabe Num Opala”, ”Nome Próprio”, ”Tropa de Elite”, ”O Cheiro do Ralo”, ”Garotas do ABC”, ”Carandiru”, entre outros.
Um de seus papéis mais interessantes no cinema é o do malvado Barão, o vilão de ‘Assalto ao Banco Central’. Também fez séries de TV e participou de novelas na rede Record.
Em entrevista exclusiva para o ”Cinema e Muito +”, Milhem fala sobre seu novo trabalho: o longa ‘Alemão’.

 

Confira:

1. Na sua opinião, o que é o mais interessante em seu personagem?
O Branco, meu personagem, tem uma história interessante. Aquela é a última missão dele, ele está de saco cheio de tudo aquilo, quer logo ir embora da favela, terminar o trabalho e descansar. A preparação foi bacana, aprendi muito com os colegas em cena.

2. Esse não é o seu primeiro trabalho interpretando um policial. É uma escolha sua, ou os convites simplesmente acontecem?
Não é uma escolha, eu gosto de trabalhar. Gosto do maldito e do sorimento. O personagem ou o figurino é apenas uma detalhe.

3. Qual é o seu próximo projeto para 2014?
Estou no elenco do filme ‘2 sequestros’, com direção do Marcos Jorge e roteiro do Lusa Silvestre. Vamos começar a filmar em abril. 

85 coisas que você não sabia sobre os filmes mais famosos do cinema

tumblr_n06ofcYJ731qmid73o1_1280

 

– Tom Selleck foi originalmente escalado para ser Indiana Jones.
– James Cameron queria Gwyneth Paltrow como Rose em Titanic. No fim, Kate Winslet ganhou o papel.
– Outra reformulação: Leonardo DiCaprio foi contratado ser o maníaco Patrick Bateman em ‘American Psycho’, mas deixou o projeto. Christian Bale ficou com o papel.
– Uma vez no papel, Christian Bale baseou um pouco de sua performance em Tom Cruise. Ele assistiu a uma entrevista do ator e viu “essa simpatia muito intenso, sem nada por trás dos olhos.”
– Todos os relógios da loja de penhores em ”Pulp Fiction” estão parados no mesmo horário: 04:20
– Em vez de computação gráfica, Tim Burton usou 40 esquilos treinados para quebrar nozes em ”Charlie & The Chocolate Factory”
– O diretor James Cameron é o dono da mão que faz o esboço de Kate Winslet nua em ‘Titanic.’
– Ridley Scott vetou Louise beijar Thelma, no final de ‘Thelma e Louise’, mas Susan Sarandon o fez mesmo assim. Scott não tinha escolha a não ser usar o take.
– Os sons produzidos pelo Brachiosaurus em ‘Jurassic Park’ eram uma combinação de baleias e de burros.
– A frase “velho esporte” é dito 55 vezes durante ”O Grande Gatsby.”
– Pumba, em ”O Rei Leão”, foi o primeiro personagem a peidar em um filme da Disney.
– ”Os Suspeitos” foi originalmente concebido para ser sério, mas Benicio del Toro não conseguia parar de peidar, então o elenco foi mostrado rindo em seu lugar.
– Em todas as cenas em que alguém morre em Os Infiltrados, há um “X” visual na tela logo antes da morte.
– Joe Pesci REALMENTE mordeu o dedo de Macaulay Culkin em ”Esqueceram de mim” quando Harry morde Kevin. O ator ainda tem uma cicatriz. 

– Em ”Drive”, quando Ron Pearlman é espancado na praia, seus gritos de dor são reais, pois ele realmente quebrou o joelho durante a cena.
– Paul Schrader escreveu ”Taxi Driver” em apenas cinco dias.
– Um jovem Lily Allen fez uma participação em ‘Elizabeth’, filme com Cate Blanchett.
– Eric Stoltz escalado para ‘De volta para o futuro’, como o personagem Marty McFly. Acabou sendo substituído por Michael J. Fox.
– ”Star Wars” começou sendo chamado de ”The Star Wars”.
– Há apenas uma diferença de idade de 12 anos entre pai e filho Sean Connery e Harrison Ford na franquia ”Indiana Jones”.
– O ator que interpretou Charlie em ”Willy Wonka & the Chocolate Factory”, Peter Ostrum, nunca atuou de novo e hoje em dia é um veterinário.
– Bill Murray poderia ter sido Batman. Ele era o favorito para assumir o papel até que Tim Burton foi designado como diretor.
– Ele também foi considerado  para o papel de Han Solo em Star Wars.
– No romance de Stephen King para ”The Shawshank Redemption”, o personagem de Morgan Freeman é realmente um irlandês.
– As fezes no vaso sanitário de Ewan McGregor em ”Trainspotting” foram feitas de chocolate.
– E o sangue na cena do chuveiro ”Psicose”? Calda de sorvete.
– Em ”Slumdog Millionaire”, a pilha de excrementos que o jovem Jamal pula foi feita de uma mistura de manteiga de amendoim e chocolate.
– Franz Ferdinand foi a banda escolhida originalmente para se apresentar no Baile de Inverno de Hogwarts.
– E Enya foi a primeira escolha de James Cameron para compor a música para ”Titanic”.
– Para integrar o elenco de ”Star Trek Into Darkness”, Benedict Cumberbatch gravou um teste na cozinha de seu melhor amigo usando um iPhone.
– ”Psicose”, de Alfred Hitchcock foi o primeiro filme americano a mostrar uma descarga do banheiro.
– Enquanto filmava  ”Jogos Vorazes”, Jennifer Lawrence deu um chute na cabeça de Josh Hutcherson. O ator teve uma concussão.
– O real Frank Abagnale Jr. aparece em ”Prenda-me se for capaz”. Ele interpreta o policial francês que prende Leo diCaprio.
– Em ”Avatar”, o cigarro fumado por Sigourney Weaver é completamente feito em computação gráfica. A atriz não fuma.

– O efeito sonoro em câmera lenta usado em ”Dredd” foi inspirado por uma música de Justin Bieber, retardado por 800%.
– Em ”O Resgate do Soldado Ryan”, todos os principais atores foram obrigados a conviver com um soldado durante uma semana. 
– Bruce Willis quase não conseguiu seu papel na franquia ‘Duro de Matar’. Ele foi escrito com Frank Sinatra em mente, antes de falecer. Em seguida, Arnold Schwarzenegger, Sylvester Stallone, Burt Reynolds, Richard Gere, Harrison Ford e Mel Gibson também rejeitaram o papel.
– De acordo com o ”Guinness Book”,  ”O Senhor dos Anéis” detém o recorde para o maior número de falsos pés usado em um filme: 60.000.
– Um ano antes das filmagens começarem, 5.000 metros cúbicos de legumes e flores foram cultivadas para criar aldeia dos Hobbits.
– Dougray Scott foi o Wolverine original, mas estava muito ocupado filmando ”Missão Impossível II”.
– Em ”Procurando Nemo”, pode-se uma figura de ação Buzz Lightyear deitado no chão da sala de espera do dentista.
– Também em ”Procurando Nemo”: se você esperar o suficiente durante os créditos finais, você vai ver Mike de ”Monstros S/A” nadando em com uma máscara de mergulho e barbatanas.
– Will Smith poderia ter sido Neo em ”Matrix”, mas ele recusou o papel. Anos depois, ele admitiu lamentar a decisão. 

– ”Jerry Maguire” foi originalmente escrito com Tom Hanks e Winona Ryder em mente para os papéis principais.
– ”Toy Story” é cheio de referências a ”O Iluminado” incluindo o mesmo tapete do hotel.
– Michelle Pfeiffer recusou o ”Silêncio dos Inocentes”, afirmando que era o filme era “muito violento”. O papel ficou com Jodie Foster.
– Jodie Foster atuou em ”O Quarto do Pânico” , mas Nicole Kidman era cotada para o filme. A atriz não ficou com a personagem pois machucou o joelho durante ”Moulin Rouge”.
– David Bowie foi oferecido o papel de Capitão Gancho em ”Hook”, de 1991. O cantor rejeitou a oferta.
– Jennifer Lawrence quase não conseguiu seu papel em ”Jogos Vorazes”. Nove outras atrizes – incluindo Emma Roberts, Hailee Steinfeld, Saoirse Ronan e Chloë Moretz – rejeitaram a personagem Katniss.
– R2 -D2 e C-3PO são escondidos nos hieróglifos em ”Os Caçadores da Arca Perdida”
– Antes de decidirem sobre Brad Pitt, os produtores de ”Clube da Luta” inicialmente queriam Russell Crowe para interpretar Tyler Durden .
– Brad Pitt e Helena Bonham Carter passaram três dias gravando sons de orgasmo para suas cenas de sexo em ‘Clube da Luta’.
– E durante as filmagens dessa cena, Edward Norton ficou completamente nu da cintura para baixo .
– Inicialmente, Lindsay Lohan foi escalada como Regina em ”Meninas Malvadas”.
– Amanda Seyfried, por sua vez, iria interpretar a inocente Cady, papel de Lindsay.

– O número de células da Red (237) em ”Shawshank Redemption” é o mesmo número que o quarto assombrado de ”O Iluminado”.
– 15 milhões dólares americanos – esse foi o salário de Arnold Schwarzenegger para estrelar ”Terminator 2”. O valor pode ser dividido em 21.429 dólares por palavra .
– A máscara que Michael Myers usa em ”Halloween” é uma máscara de Capitão Kirk pintada de branco .
– O policial em Hook é o cantor Phil Collins.
– Sean Connery usou uma peruca em toda a suas aparições como James Bond.
– As roupas dos Wookiee eram todas feitas de cabelo humano.
– O tempo de tela total de Anthony Hopkins em ”O Silêncio dos Inocentes” foi de 16 minutos .
– ”Branca de Neve e os Sete Anões” e ”King Kong” eram filmes favoritos de Adolf Hitler .
– Carrie Fisher nunca usou sutiã com o traje branco de Princesa Leia.

enhanced-17431-1395159120-27

– Neil Patrick Harris foi considerado para um papel em ”O Resgate do Soldado Ryan” .
– Em ”O Poderoso Chefão”, o bebê que aparece na cena do batismo é a diretora Sofia Coppola, filha de Francis Ford Coppola.
– A música ”Somewhere Over the Rainbow ” foi quase cortada de ”O Mágico de Oz”
– Os lasers azuis em ”Alien” foram emprestados pela banda The Who, que estavam ensaiando no estúdio ao lado.
– Em ”O Império Contra-Ataca”, o campo de asteróides incluía objetos aleatórios, como uma batata e um sapato.
– ”Independence Day”  foi filmado em apenas 72 dias.
– No primeiro rascunho do roteiro de ”O Âncora”, a ideia era seguir um avião cheio de âncoras que se chocava com outro avião, que transportava macacos e equipamentos de artes marciais.
– Em ‘Simplesmente amor”, o personagem de Rowan Atkinson foi originalmente concebido para ser um anjo que iria desaparecer enquanto se afastava de personagem de Liam Neeson em cena do aeroporto.
– O título original de ”O Rei Leão” era ”O rei da selva” – o que mudou depois, quando a equipe de produção da Disney se lembrou que os leões não vivem na selva.
–  Em ”Ferris Bueller Day Off”, Charlie Sheen ficou acordado por 48 horas seguidas para que ele pudesse ter o olhar perdido que seu personagem precisava.
– Em ”Godzilla” Matthew Broderick lança uma placa de identificação do motorista para fora da janela durante a cena do táxi perseguição. O nome no cartão é Armin Tamzarian – o verdadeiro nome do personagem Skinner em ”Os Simpsons”
– Ainda sobre  ”Clube da Luta”: há um copo da Starbucks visível em cada cena do filme.
– O nome completo de Han em ”Fast Five é Han Seoul- Oh
– Quando Michael Caine vê o Coringa pela primeira vez em ”The Dark Knight Rises”, ele deveria dizer alguma coisa, mas ele estava tão surpreso com a aparição de Heath Ledger (que era a primeira vez que ele o via) que se esqueceu de falar.
– Ryan Gosling foi escalado como Noah em ”The Notebook” porque o diretor queria alguém “não bonito”.


– Para fazer com que as lágrimas de Drew Barrymore fossem reais em ”Scream”, o diretor Wes Craven contou a ela repetidas vezes histórias de crueldade animal.
–  A mais famosa linha de Robert De Niro em ”Taxi Driver”, “Você está falando comigo?”, foi improvisada. Ele improvisou quando lhe foi dito que Travis tinha que falar para si mesmo no espelho.
– Jack Nicholson também improvisou a fala “Johnny Heeeeere”, em ”O Iluminado”.
– Houve realeza de verdade em ”The Young Victoria”. A princesa Beatrice, prima de Harry e William, fez uma aparição.
– Em ”Piratas do Caribe”, Geoffrey Rush pediu para ficar no lado esquerdo da tela sempre que ele estava atuando com pessoas bonitas, como Keira Knightley e Johnny Depp. O ator acredita que as audiências ocidentais tendem a mover os olhos da esquerda para a direita.
– Nicolas Cage estava sendo escalado para interpretar o ”Superman” na década de 1990, mas o projeto não foi em frente.

via

Os 5 “mais” e os 5 “menos” da CPBR7

bruce dickinson aviation 2

 

Os 5 mais:
– Workshops muito interessantes
– Palestrantes
– A presença de Bruce Dickinson
– Ônibus grátis do metrô até o local do evento
– Velocidade da internet

 

Os 5 menos:
– Calor
– Falta de segurança no evento (leia mais aqui)
– Falta de água (o registro foi fechado ontem no fim da noite)
– Problemas com os códigos de barra das credenciais
– Preço do catering

Os jovens que fazem barulho (e dinheiro) com blogs

lala_007

Se a expressão “it girl”, definidora das garotas fashion que influenciam sua geração, estivesse em uma enciclopédia, o rosto de Lala Rudge provavelmente seria escolhido para ilustrar o verbete. O blog que a garota de 23 anos produz ao lado da irmã Maria, 26, virou febre com as imagens nas quais ambas publicam o “look do dia”, ou seja, as roupas (grifadíssimas) que estão vestindo. Com DNA empreendedor (o avô fundou a têxtil Trussardi e o tio é criador da Trusseau), ela transpõe a fama da internet para o mundo físico.
Lançou em outubro passado a marca de lingerie La Rouge Belle e prepara a inauguração da primeira loja, em agosto, no Shopping Iguatemi. “Trabalho duro”, afirma a blogueira, que deixou a faculdade de direito no sexto semestre. Na produção de sua página, Lala faz questão de atualizar tudo sem a ajuda de colaboradores. “Já tentei colocar uma estagiária para escrever, mas as leitoras não aceitaram.” Criado em 2009 como um passatempo, o endereço fez a autora levar um susto quando descobriu que cerca de 70 000 meninas a seguiam mensalmente. “Quase deletei porque não queria me expor demais”, lembra.

Hoje, são 412 000 internautas por mês e mais de 3 milhões de visualizações. Para anunciar, é preciso desembolsar pelo menos 5 000 reais. “Faturo cerca de 80 000 reais por mês”, calcula. Apesar do êxito, ela não prevê vida muito longa para o empreendimento. “Planejo ser mãe daqui a três anos e não quero exibir meus filhos na internet.”

Conheça maislalarudge.com.br

 

tumblr_static_papep

O faturamento do Papel Pop é um bom estímulo para quem pensa em investir em uma carreira na blogosfera. Em 2012, foram 600 000 reais, cifra que o criador, Phelipe Cruz, de 34 anos, quer elevar em 40% até o fim de 2013. Para quem ficou com inveja desses números, vale um aviso: a rotina extenuante de trabalho é motivo para pensar dez vezes antes de encarar um desafio assim. “Eu respiro internet 24 horas por dia”, jura ele, que trabalha de domingo a domingo, sem direito a desconexão, apesar de ter quatro colaboradores (incluindo um diretor comercial).
Há duas semanas, embarcou para quinze dias “de folga” entre Espanha e Inglaterra, mas não desgrudou dos gadgets. “Até na praia, em Barcelona, não deixava de atualizar a página pelo celular”, relata. “Não dá para segurar a audiência de outro jeito.” O grosso de seu público são adolescentes e jovens interessados nos textos, fotos e vídeos que publica sobre hits pop, venham eles do cinema, da música ou da TV.
O perfil dos fãs fica evidente em seus números de acesso, que crescem 20% nas férias e tendem a despencar no Carnaval e nos feriados. “Quando comecei, em 2006, havia poucos blogs fortes”, lembra. “Começar do zero, hoje, é muito mais difícil.”
Acesse: papelpop.com

 

diva_d

Com mais de 626 000 seguidores, a página de humor Diva Depressão tem cara de blog e é um dos maiores sucessos do Facebook. Várias vezes durante o dia, aparecem posts de frases engraçadas atribuídas a celebridades, principalmente do cinema. Um dos que fizeram mais sucesso trazia a imagem da atriz Elizabeth Taylor quando jovem: “Amor verdadeiro? Só o próprio”.
Trata-se, porém, de um caso raro de grande hit da web que não faz ações de publicidade.

“Muitas marcas de roupa nos procuram, mas desistem quando pedimos que os posts patrocinados tenham o humor ácido e sarcástico que nos transformou em um fenômeno”, conta o designer Eduardo Camargo. Desde outubro do ano passado, ele e o sócio na empreitada, o designer Filipe Oliveira (ambos têm 24 anos), mantêm no ar um endereço de e-commerce para vender camisetas e canecas estampadas com as tiradas hilárias que põem na boca de suas divas. Só com a venda dos badulaques, faturam hoje 12 000 reais por mês.
Recentemente, lançaram pela Editora Matrix um livro batizado com o mesmo nome da página, mas quase todo com pérolas inéditas.
Saiba mais: facebook.com/DivaDepressão

 

Casal Sem Vergonha1

Depois de uma tarde no motel, em 2010, o publicitário Emerson Viegas, de 30 anos, e a tradutora Jaqueline Barbosa, 24, decidiram acabar com algo que os perseguia desde o início do namoro, em 2009: a insatisfação profissional. Conselheiros oficiais dos relacionamentos dos amigos e adeptos de longas conversas sobre amor e sexo, viram nesse hábito uma oportunidade de negócio. Em princípio, pensaram em escrever um livro sobre o assunto. Concluíram depois que um projeto na web teria resposta mais rápida.

Nasceu assim o blog Casal sem Vergonha, com temas como mentiras na hora da conquista, dicas para fazer sexo na piscina e errinhos feios de português, como confundir várias vezes “seção” com “sessão”.
“Escrevemos em linguagem natural, e não técnica ou erótica”, conta Jaqueline, que se diz defensora da poligamia nos relacionamentos. “Na teoria, ainda não na prática”, confessa. Dois meses após o lançamento da página apimentada, a dupla colocou no ar um segundo blog, o Hypeness, sobre design, arte e outros assuntos que apreciam. Para completarem a realização do sonho, no começo de 2012 mudaram-se para uma residência em Ilhabela, no Litoral Norte, e passaram a vir a São Paulo apenas para reuniões.

Com o faturamento na casa dos 30 000 reais mensais, devem realizar em breve um plano antigo: fazer uma viagem de volta ao mundo e manter o negócio a distância. “É uma opção que exige muito suor e disciplina, pois trabalhamos o dia todo”, ressalta Viegas.
Acesse: casalsemvergonha.com.br

 

lia

Só neste ano, Lia Camargo esteve em Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Paris e Nova York — e sem gastar um tostão. Viajou com as despesas pagas por empresas que a contrataram para ações de marketing. Desde 2000, ela mantém o blog Just Lia, em que fala de moda, beleza e cultura, e foi uma das pioneiras a ganhar dinheiro com posts patrocinados. “Sempre tive boa audiência porque estou na web desde o fim dos anos 90”, explica.
A paulistana de 29 anos ganhou notoriedade na adolescência criando sites para personagens cultuados, como a Hello Kitty. “Achava que o máximo que teria com a internet seria reconhecimento.” Além de grifes de moda e beleza, Lia consegue atrair marcas de carros, produtos de limpeza e comida. “Como falo um pouco do meu cotidiano como dona de casa nos posts, as leitoras não se sentem ofendidas quando divulgo algo que não está relacionado ao mundo fashion”, diz.
Com faturamento mensal que varia de 10 000 a 60 000 reais, ela saiu da casa dos pais no Parque São Rafael, na Zona Leste, e se mudou para um apartamento no Alto da Lapa.

A transformação não parou por aí. “Passei a ser mais vaidosa e me vestir melhor, além de ter aprendido a me socializar e fazer contato com possíveis parceiros comerciais.”
Conheça mais: justlia.com.br

 

unnamed

Não ofereçam macarrão instantâneo, lasanha congelada e salsicha ao mineiro Guilherme Valadares, de 29 anos. Quando se mudou de Belo Horizonte para São Paulo, em 2008, os pratos fáceis de preparar eram a base da alimentação do jornalista, que morou durante três meses de favor no sofá de um amigo. “Não posso mais ver esse tipo de cardápio na minha frente”, afirma. Os tempos de dureza começaram a ficar para trás depois da criação do seu blog, Papo de Homem. “Sempre acreditei que conseguiria ganhar a vida com uma publicação minha voltada para o público masculino além de futebol, mulher e carro”, diz ele, referindo-se ao endereço que está no ar há seis anos.
A página tem artigos também sobre relacionamento, estilo, moda e outros esportes. Recentemente, uma crônica do blog, “Como se sente uma mulher”, em que uma colunista fala sobre como é para uma garota receber cantadas grosseiras, foi compartilhada por mais de 275 000 usuários no Facebook.
O tom mais classudo de seu projeto, se comparado às bobagens que dominam a internet, o ajudou a criar dois braços para Papo de Homem: O Lugar (grupo itinerante para cursos e treinamentos) e Escribas (agência que produz conteúdo para empresas como Natura).

No início do blog, Valadares tinha um emprego fixo em uma agência de publicidade. Pediu demissão em 2010 para se dedicar exclusivamente ao próprio negócio. No ano passado, o faturamento foi de 600 000 reais, boa parte usada para pagar os vinte colaboradores.
Acesse e conheça: papodehomem.com.br

 

rNRpviJ

Dono do maior tumblr (blog que prioriza textos curtos e imagens) do Brasil, o Como Eu Me Sinto Quando, que posta gifs, aquelas imagens de animação simples, usadas geralmente de maneira bem-humorada, sobre situações cotidianas, o publicitário Marcelo Cidral, de 25 anos, se desdobra para alimentar sua página e agradar ao maior número de fãs. Vez ou outra, porém, ele usa esse espaço para protestar contra a homofobia. “Sendo gay, preciso usar minha influência para algum bem e não só para ganhar dinheiro”, explica.
A página de Cidral é um fenômeno não apenas pela audiência, mas também pela longevidade. Tumblrs (lê-se “tamblers”) não costumam ter mais do que uma semana de vida. “O meu projeto durou porque as pessoas se identificam facilmente com o que publico”, acredita.
O sucesso atraiu anunciantes prestigiados, como o Bradesco e a Fiat. “Antes, tentava faturar o máximo, pois tinha certeza de que não duraria muito”, conta. “Mas já estou há um ano no ar, e a audiência só sobe.” Os louros de webcelebridade também estão sendo colhidos.

Ele é convidado para “atacar de DJ” em baladas, recebe presentinhos de marcas esperançosas em uma divulgação “espontânea” do produto e é assediado por possíveis pretendentes que querem usufruir sua fama. “A única coisa que me interessa, de fato, é fazer contatos para um dia trabalhar como relações-públicas de grifes”, sonha.
Clique e divirta-se: comoeumesintoquando.tumblr.com

 

 

app_full_proxy-1

Se você já foi importunado por vídeos esquisitões como os dos funks Quadradinho de Oito e Passinho do Volante (Ah, leleklek…) ou o dos irmãos desafinados do refrão “Para nossa alegria”, pode culpar o barbudo da foto (ou lhe agradecer). Com o blog Não Salvo, Mauricio Cid, de 28 anos, mostra faro ímpar para caçar pérolas publicadas por anônimos no YouTube e nas redes sociais e fazer piadas a respeito. Ser incluído no endereço eletrônico significa passar, em questão de horas, de poucas dezenas para milhões de cliques.
O resultado são alguns prêmios (como o youPix) de melhor blog do país, 800 000 fãs no Facebook e uma audiência grandiosa, de 11 milhões de visualizações de página só em abril.

Cid, filho de mecânico e dona de casa, fez fama na internet durante o auge do Orkut, no qual mantinha exatas 1 024 comunidades, ancoradas em humor nonsense, como “Eu odeio unicórnios”.
Em 2008, porém, o site deletou seu perfil. “Uma das páginas ironizava o interesse de Michael Jackson por criancinhas e acabou denunciada por suspeita de promoção da pedofilia”, explica ele, que decidiu fundar o blog na ocasião.

Há dois anos, o corintiano fanático (a barba é fruto de promessa pela conquista da Libertadores em 2012) trocou a casa dos pais, em Santos, por um apartamento no Butantã e contratou dois outros jovens populares da web, que se mudaram para lá (o chefe ocupa o quartinho de empregada).
Ele não fala de faturamento, mas inclui até duas ações publicitárias por semana ao custo mínimo de 8 000 reais cada uma, segundo dados de mercado.
Às reuniões com clientes, comparece de bermuda e chinelos de dedo, mas é ele quem estranha os outros participantes. “Tem executivo de banco que não entende como um vídeo bobo pode atrair milhões de visitas”, espanta-se.

Veja mais: naosalvo.com.br

 

Fonte: VEJA

Emma Stone é o nome mais rentável para os estúdios, segundo a ‘Forbes’

Emma-Stone-Wallpaper-emma-stone-27022907-1024-768

 

O primeiro homem (Dwayne Johnson) vai aparecer lá na quinta posição. Na lista da Forbes para atores e atrizes mais rentáveis para os estúdios, Emma Stone, Mila Kunis, Jennifer Lawrence e Natalie Portman são as primeiras colocadas, levando em conta um critério simples: quem dá mais lucro para os estúdios.
A revista lembra que, em Hollywood – em pleno século 21 – homens “quase sempre” ganham mais do que mulheres, especialmente em filmes. Por isso, estar no topo desta lista específica nem sempre é um bom sinal.
Emma, por exemplo, rende US$ 80,70 (cerca de R$ 190) para cada dólar investido em seu cachê. Em grande parte, esse resultado se dá pelo sucesso de “O espetacular Homem Aranha”, que acumulou US$ 752 milhões de bilheteria desde seu lançamento, em 2012.
No caso de Mila Kunis, o “bom” resultado (US$ 68,70 para cada dólar pago a ela) é em decorrência da participação em dois filmes nos últimos dois anos: “Ted” e “Oz”. “Como Stone, Kunis está em posição de pedir muito mais de cachê por filme”, analisa a reportagem da “Forbes”. Por isso, é possível que a lista mude bastante para o ano que vem.
Se nesta lista Dwayne Johnson está em quinto lugar, na de atores que geraram mais bilheteria, feita também pela “Forbes”, ele aparece na primeira posição.
Emma Stone também fechou 2013 em primeiro lugar na lista de mulheres mais bem vestidas. Recentemente a “Forbes” divulgou a lista dos atores que têm salários exagerados – ou seja, são os menos rentáveis para a indústria.
Adam Sandler ficou no topo, com US$ 3,5 de rendimento para cada dólar que ele recebe.

Veja a lista de 10 artistas mais rentáveis para os estúdios:

1 – Emma Stone

2 – Mila Kunis

3 – Jennifer Lawrence

4 – Natalie Portman

5 – Dwayne Johnson

6 – Daniel Craig

7 – Russell Crowe

8 – Kristen Stewart

9 – Robert Pattinson

10 – Taylor Lautner
Fonte: O GLOBO

Os 11 filmes mais assustadores da história do cinema, segundo Martin Scorsese

martin_

A maior parte dos filmes são em preto e branco e lançados entre os anos 1940 e 1970. Os mais recentes são da década de 1980, como “O Iluminado”, de Stanley Kubrick, e “Intermediário do Diabo”, de Peter Medak.
A lista foi elaborada especialmente para o site Daily Beast.

Veja os onze filmes escolhidos por Scorsese:

1 – “Desafio ao Além”, de Robert Wise (1963)
2 – “A Ilha dos Mortos”, de Mark Robson (1945)
3 – “O Solar das Almas Perdidas”, de Lewis Allen (1945)
4 – “The Entity”, de Sidney J. Furie (1982)
5 – “Na Solidão da Noite”, vários diretores (1945)
6 – “Intermediário do Diabo”, de Peter Medak (1980)
7 – “O Iluminado”, de Stanley Kubrick (1980)
8 – “O Exorcista”, de William Friedkin (1973)
9 – “A Noite do Demônio”, de Jacques Tourneur (1957)
10 – “Os Inocentes”, de Jack Clayton (1961)
11 – “Psicose”, de Alfred Hitchcock (1960)

Regras da Pixar para criar uma boa história

437

 

1. Um personagem deve se tornar admirável pela sua tentativa, mais do que pelo seu sucesso.

2. É preciso manter em mente o que te cativa como se você fosse parte da público, e não pensar no que é divertido de fazer como escritor.
As duas coisas podem ser bem diferentes.

3. A definição de um tema é importante, mas você só vai descobrir sobre o que realmente é a sua história, quando chegar ao fim dela.
Então reescreva.

4. Era uma vez um/uma________. Todo dia,__________. Um dia, então__________. Por causa disso, __________. Por causa disso__________. Até que finalmente_______.

5. Simplifique. Tenha foco. Combine personagens. Não desvie do principal.
Você sentirá como se estivesse perdendo material valioso, mas ficará mais livre.

6. No que os seus personagens são bons e o que os deixa confortáveis? Coloque-os no lado oposto a isso. Desafie-os.
Como eles lidarão com essas situações?

7. Crie o final antes de saber como será o meio. Sério. Finais são difíceis, então adiante o seu trabalho.

8. Termine a sua história e deixe-a, mesmo que não seja perfeita. Siga em frente. Faça melhor da próxima vez.

9. Quando você tiver um “branco”, faça uma lista do que não irá acontecer no andamento da história.
Muitas vezes, é assim que surge a idéia de como continuar ela.

10. Separe as histórias que você gosta. O que você vê de bom nelas é parte de você.
É preciso identificar essas características, antes de usá-las.

pixag+copy

11. Colocar no papel permite que você comece a consertar as falhas. Se deixar na sua cabeça até aparecer a idéia perfeita, você nunca compartilhará com ninguém.

12. Ignore a primeira coisa que vier a sua cabeça. E a segunda, terceira, quarta, quinta – Tire o óbvio do caminho. Surpreenda a si mesmo.

13. Dê opiniões aos seus personagens. Passivo/maleável pode parecer bom enquanto você escreve, mas é um veneno para o público.

14. Por que você precisa contar essa história? Qual é o combustível que queima dentro ddela, e do qual ela se alimenta?
Esse é o coração da história.

15. Se você fosse o seu personagem, e estivesse na mesma situação, como você se sentiria?
Honestidade dá credibilidade para situações inacreditáveis.

16. O que está em jogo? Nos dê uma razão para nos importarmos com o personagem. O que irá acontecer se ele fracassar?
Coloque as probabilidades contra o sucesso.

17. Nenhum material é inútil. Se não está funcionando, largue de mão e siga em frente. Ele pode ser útil mais tarde.

18. Você deve saber a diferença entre dar o seu melhor e ser espalhafatoso. Histórias são para testar, não para refinar.

19. Coincidências que coloquem os personagens em problemas são ótimas; as que os colocam fora deles, são trapaça.

20. Exercício: Divida em pedaços um filme que você não gosta, e o reconstrua de forma que ele se torne um bom filme, na sua opinião.

21. Você deve se identificar com as situações e reações dos seus personagens, e não escrevê-las de qualquer forma.
Você agiria da mesma maneira que eles?

22. O que é essencial na sua história? Qual a forma mais curta de contá-la?
Se você souber a resposta, pode começar a construí-la a partir daí.

 

Via

Ilustrações e pensamentos sobre a sociedade atual

Comece o dia vendo essas imagens e refletindo sobre a vida!