CM+ | simples e completo //

Mundo POP

Beyoncé lança clipe de “Pretty Hurts”

No último dia 24, Beyoncé lançou o clipe da música Pretty Hurts pela revista ‘Time’ que trazia a bela na matéria de capa do mês.

A história do cinema em 3 minutos

george-melies-la-voyage-dams-la-lune

 

De ”Viagem à Lua” de Georges Méliès até a odisséia tridimensional de Alfonso Cuarón em ”Gravidade”. Qualquer história do cinema está resumida neste clipe de 3 minutos.

O vídeo começa com imagens de Eadweard J. Muybridge, pioneiro da fotografia de movimento, cujas obras foram fundamentais para a invenção do cinema dos irmãos Lumière. 

No vídeo também se encontram Nosferatu (1922) de Murnau,  O mágico de Oz (1939) de Victor Fleming, Cidadão Kane (1941) de Orson Welles, Casablanca (1942) de Michael Curtiz, O fantasma da ópera (1943) de Arthur Lubin, entre outros.

Confira:

 

via

Penteados famosos que merecem direitos autorais

A designer portuguesa Patrícia Póvoa criou a série de ilustrações “Copyrighted Famous Hairs” que nos mostra apenas os cabelos que ficaram famosos na cabeça de algumas personalidades. 

Veja mais ilustrações aqui.

14732895329409-t640

147328953294216-t640

147328953294040-t640

147328953293940-t640

147328953293912-t640

 

Luto no cinema – Eduardo Coutinho e Seymour Hoffman

Nesse domingo o cinema mundial perdeu dois grandes nomes. De maneiras diferentes eles deixaram a sua marca nesse mundo.

8 perguntas para… Guilherme Prates

guilherme-prates-e-felipe-na-segunda-fase-de-em-familia-1387898663536_956x500

Ator de 21 anos fala sobre a peça ‘Na Real’, seu papel no filme ‘Confissões de Adolescente’ e sobre a novela ‘Em Família’, sua estreia no horário nobre da Globo.
Confira essa entrevista exclusiva!

 

1. Como você chegou até o filme ‘Confissões de Adolescente’?
Através de testes. Fiz 3 testes até conseguir o papel.

2. Como foi trabalhar com o Daniel Filho?
Nossa, foi maravilhoso! Ele é brilhante, aprendi muito. Ele nos deu um direcionamento ótimo, é o tipo de pessoa que gosta de ensinar, foi uma experiência incrível.

3. Você sempre quis ser ator?
Sim, faço teatro desde os 8 anos de idade. Com 17 anos eu estava fazendo uma peça infantil e surgiu a oportunidade de fazer um teste na Record. Pouco tempo depois, surgiu o convite do teste para ‘Malhação’. Fiz e fui aprovado.

4. Seu personagem, Dinho, era o galã da novela. Pouco tempo depois, o personagem sumiu. O que aconteceu?
Isso já estava previsto. A trama inicialmente iria até fevereiro, mas a Globo decidiu estender até julho. Para isso, eu precisava sair. Foi uma experiência ótima, super proveitosa, trabalhei com pessoas incríveis.
Na época do fim da novela eu fiz uma viagem sensacional pra Chapada Diamantina, depois comecei a filmar o ‘Confissões’… deu tudo super certo.

5. Você pode falar um pouco sobre a peça ‘Na Real’?
A peça é escrita e dirigida pelo Thiago Bomilcar Braga, é um projeto jovem e muito bacana. Ele tem 31 anos e fez uma trama adolescente, inédita, é um trabalho muito especial. Esse universo estava carente, com coisas datadas. A peça é muito bacana e eu acho que o público vai gostar.

6. E a novela ‘Em Família’? Como vai ser seu personagem Felipe?
O Felipe é um menino de 16 anos que vive na sombra da irmã Helena, vivida pela Bruna Marquezine (e na segunda fase da novela, por Julia Lemmertz).
Ele se sente excluído e encontra na bebida uma fuga, ainda mais nessa fase, que é complicada e cheia de descobertas. O personagem vai abordar a questão do alcoolismo adolescente, está sendo um trabalho muito bom.

7. Como é participar de uma novela do Manoel Carlos?
É incrível! Eu dou muita sorte nos meus trabalhos, sempre estou rodeado de pessoas talentosas, bons textos. Trabalhar numa novela do Maneco é muito especial.

8. 2014 começou cheio de novidades pra você…
Assim que é bom, né?! (risos)

 

+ infos:
A novela ‘Em Família’ estreia dia 3 de fevereiro.
A peça ‘Na Real’ está em cartaz no Shopping da Gávea (Teatro Clara Nunes) – 3ªs e 4ªs, 20h30. A meia entrada custa R$ 20,00.

 

Os jovens que fazem barulho (e dinheiro) com blogs

lala_007

Se a expressão “it girl”, definidora das garotas fashion que influenciam sua geração, estivesse em uma enciclopédia, o rosto de Lala Rudge provavelmente seria escolhido para ilustrar o verbete. O blog que a garota de 23 anos produz ao lado da irmã Maria, 26, virou febre com as imagens nas quais ambas publicam o “look do dia”, ou seja, as roupas (grifadíssimas) que estão vestindo. Com DNA empreendedor (o avô fundou a têxtil Trussardi e o tio é criador da Trusseau), ela transpõe a fama da internet para o mundo físico.
Lançou em outubro passado a marca de lingerie La Rouge Belle e prepara a inauguração da primeira loja, em agosto, no Shopping Iguatemi. “Trabalho duro”, afirma a blogueira, que deixou a faculdade de direito no sexto semestre. Na produção de sua página, Lala faz questão de atualizar tudo sem a ajuda de colaboradores. “Já tentei colocar uma estagiária para escrever, mas as leitoras não aceitaram.” Criado em 2009 como um passatempo, o endereço fez a autora levar um susto quando descobriu que cerca de 70 000 meninas a seguiam mensalmente. “Quase deletei porque não queria me expor demais”, lembra.

Hoje, são 412 000 internautas por mês e mais de 3 milhões de visualizações. Para anunciar, é preciso desembolsar pelo menos 5 000 reais. “Faturo cerca de 80 000 reais por mês”, calcula. Apesar do êxito, ela não prevê vida muito longa para o empreendimento. “Planejo ser mãe daqui a três anos e não quero exibir meus filhos na internet.”

Conheça maislalarudge.com.br

 

tumblr_static_papep

O faturamento do Papel Pop é um bom estímulo para quem pensa em investir em uma carreira na blogosfera. Em 2012, foram 600 000 reais, cifra que o criador, Phelipe Cruz, de 34 anos, quer elevar em 40% até o fim de 2013. Para quem ficou com inveja desses números, vale um aviso: a rotina extenuante de trabalho é motivo para pensar dez vezes antes de encarar um desafio assim. “Eu respiro internet 24 horas por dia”, jura ele, que trabalha de domingo a domingo, sem direito a desconexão, apesar de ter quatro colaboradores (incluindo um diretor comercial).
Há duas semanas, embarcou para quinze dias “de folga” entre Espanha e Inglaterra, mas não desgrudou dos gadgets. “Até na praia, em Barcelona, não deixava de atualizar a página pelo celular”, relata. “Não dá para segurar a audiência de outro jeito.” O grosso de seu público são adolescentes e jovens interessados nos textos, fotos e vídeos que publica sobre hits pop, venham eles do cinema, da música ou da TV.
O perfil dos fãs fica evidente em seus números de acesso, que crescem 20% nas férias e tendem a despencar no Carnaval e nos feriados. “Quando comecei, em 2006, havia poucos blogs fortes”, lembra. “Começar do zero, hoje, é muito mais difícil.”
Acesse: papelpop.com

 

diva_d

Com mais de 626 000 seguidores, a página de humor Diva Depressão tem cara de blog e é um dos maiores sucessos do Facebook. Várias vezes durante o dia, aparecem posts de frases engraçadas atribuídas a celebridades, principalmente do cinema. Um dos que fizeram mais sucesso trazia a imagem da atriz Elizabeth Taylor quando jovem: “Amor verdadeiro? Só o próprio”.
Trata-se, porém, de um caso raro de grande hit da web que não faz ações de publicidade.

“Muitas marcas de roupa nos procuram, mas desistem quando pedimos que os posts patrocinados tenham o humor ácido e sarcástico que nos transformou em um fenômeno”, conta o designer Eduardo Camargo. Desde outubro do ano passado, ele e o sócio na empreitada, o designer Filipe Oliveira (ambos têm 24 anos), mantêm no ar um endereço de e-commerce para vender camisetas e canecas estampadas com as tiradas hilárias que põem na boca de suas divas. Só com a venda dos badulaques, faturam hoje 12 000 reais por mês.
Recentemente, lançaram pela Editora Matrix um livro batizado com o mesmo nome da página, mas quase todo com pérolas inéditas.
Saiba mais: facebook.com/DivaDepressão

 

Casal Sem Vergonha1

Depois de uma tarde no motel, em 2010, o publicitário Emerson Viegas, de 30 anos, e a tradutora Jaqueline Barbosa, 24, decidiram acabar com algo que os perseguia desde o início do namoro, em 2009: a insatisfação profissional. Conselheiros oficiais dos relacionamentos dos amigos e adeptos de longas conversas sobre amor e sexo, viram nesse hábito uma oportunidade de negócio. Em princípio, pensaram em escrever um livro sobre o assunto. Concluíram depois que um projeto na web teria resposta mais rápida.

Nasceu assim o blog Casal sem Vergonha, com temas como mentiras na hora da conquista, dicas para fazer sexo na piscina e errinhos feios de português, como confundir várias vezes “seção” com “sessão”.
“Escrevemos em linguagem natural, e não técnica ou erótica”, conta Jaqueline, que se diz defensora da poligamia nos relacionamentos. “Na teoria, ainda não na prática”, confessa. Dois meses após o lançamento da página apimentada, a dupla colocou no ar um segundo blog, o Hypeness, sobre design, arte e outros assuntos que apreciam. Para completarem a realização do sonho, no começo de 2012 mudaram-se para uma residência em Ilhabela, no Litoral Norte, e passaram a vir a São Paulo apenas para reuniões.

Com o faturamento na casa dos 30 000 reais mensais, devem realizar em breve um plano antigo: fazer uma viagem de volta ao mundo e manter o negócio a distância. “É uma opção que exige muito suor e disciplina, pois trabalhamos o dia todo”, ressalta Viegas.
Acesse: casalsemvergonha.com.br

 

lia

Só neste ano, Lia Camargo esteve em Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Paris e Nova York — e sem gastar um tostão. Viajou com as despesas pagas por empresas que a contrataram para ações de marketing. Desde 2000, ela mantém o blog Just Lia, em que fala de moda, beleza e cultura, e foi uma das pioneiras a ganhar dinheiro com posts patrocinados. “Sempre tive boa audiência porque estou na web desde o fim dos anos 90”, explica.
A paulistana de 29 anos ganhou notoriedade na adolescência criando sites para personagens cultuados, como a Hello Kitty. “Achava que o máximo que teria com a internet seria reconhecimento.” Além de grifes de moda e beleza, Lia consegue atrair marcas de carros, produtos de limpeza e comida. “Como falo um pouco do meu cotidiano como dona de casa nos posts, as leitoras não se sentem ofendidas quando divulgo algo que não está relacionado ao mundo fashion”, diz.
Com faturamento mensal que varia de 10 000 a 60 000 reais, ela saiu da casa dos pais no Parque São Rafael, na Zona Leste, e se mudou para um apartamento no Alto da Lapa.

A transformação não parou por aí. “Passei a ser mais vaidosa e me vestir melhor, além de ter aprendido a me socializar e fazer contato com possíveis parceiros comerciais.”
Conheça mais: justlia.com.br

 

unnamed

Não ofereçam macarrão instantâneo, lasanha congelada e salsicha ao mineiro Guilherme Valadares, de 29 anos. Quando se mudou de Belo Horizonte para São Paulo, em 2008, os pratos fáceis de preparar eram a base da alimentação do jornalista, que morou durante três meses de favor no sofá de um amigo. “Não posso mais ver esse tipo de cardápio na minha frente”, afirma. Os tempos de dureza começaram a ficar para trás depois da criação do seu blog, Papo de Homem. “Sempre acreditei que conseguiria ganhar a vida com uma publicação minha voltada para o público masculino além de futebol, mulher e carro”, diz ele, referindo-se ao endereço que está no ar há seis anos.
A página tem artigos também sobre relacionamento, estilo, moda e outros esportes. Recentemente, uma crônica do blog, “Como se sente uma mulher”, em que uma colunista fala sobre como é para uma garota receber cantadas grosseiras, foi compartilhada por mais de 275 000 usuários no Facebook.
O tom mais classudo de seu projeto, se comparado às bobagens que dominam a internet, o ajudou a criar dois braços para Papo de Homem: O Lugar (grupo itinerante para cursos e treinamentos) e Escribas (agência que produz conteúdo para empresas como Natura).

No início do blog, Valadares tinha um emprego fixo em uma agência de publicidade. Pediu demissão em 2010 para se dedicar exclusivamente ao próprio negócio. No ano passado, o faturamento foi de 600 000 reais, boa parte usada para pagar os vinte colaboradores.
Acesse e conheça: papodehomem.com.br

 

rNRpviJ

Dono do maior tumblr (blog que prioriza textos curtos e imagens) do Brasil, o Como Eu Me Sinto Quando, que posta gifs, aquelas imagens de animação simples, usadas geralmente de maneira bem-humorada, sobre situações cotidianas, o publicitário Marcelo Cidral, de 25 anos, se desdobra para alimentar sua página e agradar ao maior número de fãs. Vez ou outra, porém, ele usa esse espaço para protestar contra a homofobia. “Sendo gay, preciso usar minha influência para algum bem e não só para ganhar dinheiro”, explica.
A página de Cidral é um fenômeno não apenas pela audiência, mas também pela longevidade. Tumblrs (lê-se “tamblers”) não costumam ter mais do que uma semana de vida. “O meu projeto durou porque as pessoas se identificam facilmente com o que publico”, acredita.
O sucesso atraiu anunciantes prestigiados, como o Bradesco e a Fiat. “Antes, tentava faturar o máximo, pois tinha certeza de que não duraria muito”, conta. “Mas já estou há um ano no ar, e a audiência só sobe.” Os louros de webcelebridade também estão sendo colhidos.

Ele é convidado para “atacar de DJ” em baladas, recebe presentinhos de marcas esperançosas em uma divulgação “espontânea” do produto e é assediado por possíveis pretendentes que querem usufruir sua fama. “A única coisa que me interessa, de fato, é fazer contatos para um dia trabalhar como relações-públicas de grifes”, sonha.
Clique e divirta-se: comoeumesintoquando.tumblr.com

 

 

app_full_proxy-1

Se você já foi importunado por vídeos esquisitões como os dos funks Quadradinho de Oito e Passinho do Volante (Ah, leleklek…) ou o dos irmãos desafinados do refrão “Para nossa alegria”, pode culpar o barbudo da foto (ou lhe agradecer). Com o blog Não Salvo, Mauricio Cid, de 28 anos, mostra faro ímpar para caçar pérolas publicadas por anônimos no YouTube e nas redes sociais e fazer piadas a respeito. Ser incluído no endereço eletrônico significa passar, em questão de horas, de poucas dezenas para milhões de cliques.
O resultado são alguns prêmios (como o youPix) de melhor blog do país, 800 000 fãs no Facebook e uma audiência grandiosa, de 11 milhões de visualizações de página só em abril.

Cid, filho de mecânico e dona de casa, fez fama na internet durante o auge do Orkut, no qual mantinha exatas 1 024 comunidades, ancoradas em humor nonsense, como “Eu odeio unicórnios”.
Em 2008, porém, o site deletou seu perfil. “Uma das páginas ironizava o interesse de Michael Jackson por criancinhas e acabou denunciada por suspeita de promoção da pedofilia”, explica ele, que decidiu fundar o blog na ocasião.

Há dois anos, o corintiano fanático (a barba é fruto de promessa pela conquista da Libertadores em 2012) trocou a casa dos pais, em Santos, por um apartamento no Butantã e contratou dois outros jovens populares da web, que se mudaram para lá (o chefe ocupa o quartinho de empregada).
Ele não fala de faturamento, mas inclui até duas ações publicitárias por semana ao custo mínimo de 8 000 reais cada uma, segundo dados de mercado.
Às reuniões com clientes, comparece de bermuda e chinelos de dedo, mas é ele quem estranha os outros participantes. “Tem executivo de banco que não entende como um vídeo bobo pode atrair milhões de visitas”, espanta-se.

Veja mais: naosalvo.com.br

 

Fonte: VEJA

Demi Lovato sobre abuso de drogas: “Eu escondia cocaína em aviões”

 

Demi Lovato deu, em entrevista ao “Access Hollywood”, detalhes sobre o abuso de drogas que a levou para a reabilitação em 2010 e chegou a revelar que não podia ficar muito tempo sem estar sob o efeito delas. “Eu escondia cocaína em aviões”, ela contou.

“Eu cheirava quando estava todo mundo dormindo”, ela falou em entrevista ao “Access Hollywood”
“Eu não podia fazer voos de 30 minutos a uma hora sem pó”, a artista de 21 anos falou. “Eu escondia e esperava até todo mundo da primeira classe dormir então cheirava bem ali mesmo”, Demi disse à publicação. “Eu esgueirava até o banheiro e cheirava. Este foi o extremo que cheguei. [Na rehab] eu tive que ter uma companhia sóbria, me observando durante 24h por dia, vivendo comigo. Eu era capaz de esconder até mesmo deles”.

A dona do hit “Heart Attack” admitiu, ainda, que se tornou manipuladora e que mentia bastante. “Então tudo parecia OK visto de fora”. E explicou que mentiu até mesmo para a mãe, Diana, quando ela suspeitou que a filha estava viciada. “Acredito que eu fiquei por muito tempo em estado de negação”, comenta Diana.

De acordo com a artista, o fundo do poço chegou quando completou 19 anos. “Eu estava indo para o aeroporto com uma garrafa de refrigerante cheia de vodca. Era apenas 9h da manhã e eu estava vomitando”, revelou Demi. “Tive um momento em que pensei: ‘Meu Deus, isto é o comportamento de um alcóolatra, não é mais algo como ‘Eu sou jovem e rebelde e estou me divertindo'”.

A antiga estrela da Disney também comentou sobre o distúrbio alimentar que começou quando ela tinha apenas 8 anos. “Eu comecei a cometer abusos, muitos abusos”, conta a cantora. “Podia assar biscoitos e então comer todos. Isto era uma louca batalha que acontecia dentro de mim. Isto se tornou muito difícil. Uma vez eu vomitei e foi apenas sangue.[Este incidente] me fez perceber que se eu não parasse, eu iria morrer”.

“Jennifer Lawrence é ‘legal demais’ para ser a queridinha da América”, diz Julia Roberts

Julia-Roberts-julia-roberts-742865_1280_800

 

O repórter da MTV USA Josh Horowitz comentou com Julia Roberts que Jen Lawrence teria entrado recentemente no grupo das ‘queridinhas’.
“Há quantas de nós?”, questionou a atriz.

“Ela atira flechas de fogo. Isso é uma nova tática de cupido, por acaso?”, comentou Julia.
“Eu acho que ela é fabulosa, mas ela não parece ‘legal’ demais para ser a queridinha da América?”

Horowitz questionou se Julia estava votando ‘não’ para a entrada de Lawrence para o “clube”. A veterana comentou que não foi renovada no grupo das “queridinhas”.

Julia e Lawrence competirão diretamente no começo de 2014, já que ambas foram indicadas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por suas atuações em, respectivamente, Álbum de Família e Trapaça.

Via: Portal Vírgula

Veja o clipe de ‘Timber’, produção de Ke$ha e Pitbull

Pitbull anunciou em sua página oficial do Facebook, a estreia do videoclipe de “Timber”, seguido pelo relançamento de seu álbum Global Warming: Meltdown, que além de Ke$ha, contará também com as participações de Kelly Rowland, Mayer Hawthorne, Mohombi e Inna.

‘Tenho vontade de seguir carreira internacional’, diz Rodrigo Simas

rodrigo simas (5)

 

Rodrigo Simas, de 21 anos, não tem uma longa carreira na TV, mas tem grandes ambições profissionais.
Em declaração publicada neste sábado no site do programa Encontro com Fátima Bernardes, o ator disse que almeja projetos fora do país.

“Eu tenho vontade de seguir uma carreira internacional. Já fiz testes para filmes estrangeiros, tive oportunidades (…) Eu tenho um inglês fluente por ter morado lá fora, então, com certeza é uma ideia minha, não sei se para agora ou para o futuro”.

Irmão de Bruno Gissoni e Felipe Simas, Rodrigo comentou como é a sua relação com seus colegas fraternos de trabalho: “Acho que os três estarem na mesma carreira ajuda. A gente não consegue trocar tanta figurinha por causa da correria, mas é muito legal, não existe competição nenhuma. Cada um tem o seu lugar”.

O ator, que interpreta o personagem Marlon em Além do Horizonte, falou também sobre ser considerado um galã. “É uma coisa boa para o meu lado. Mas eu acho que não é só isso, o estudo, ter determinação e querer fazer o meu trabalho cada vez melhor são os desafios do dia a dia. Eu não vejo (ser considerado galã) como a melhor coisa, mas como um ponto positivo, que só me favorece”, disse Simas.