CM+ | simples e completo //

Notícias

’12 anos de escravidão’ fará parte do currículo oficial das escolas nos EUA

img-1020333-12-anos-de-escravidao

 

12 Anos de Escravidão, filme de Steve McQueen indicado a 9 Oscars, fará parte do currículo das escolas públicas dos EUA a partir de setembro (via The Film Stage).

A National School Boards Association, organização sem fins lucrativos que cuida de mais de 13.800 escolas, fará uma parceria com a distribuidora New Regency, a editora Penguin Books e o diretor Steve McQueen para levar o filme, o livro de Solomon Northup e um guia de estudos para mais de 50 milhões de alunos.

“Quando Hollywood faz o seu melhor, o poder do cinema por ser transformado em uma poderosa ferramenta educacional. O filme mostram uma época vergonhosa da história americana e, assim, evoca nos estudantes o desejo de não repetir os erros do passado e os inspira a sonhar com um futuro melhor”, declarou Montel Williams, porta-voz da National School Boards Association – leia a crítica de 12 Anos de Escravidão.

O filme é baseado em um livro de de 1853, escrito por Solomon Northup, e narra como Northup foi procurado por dois homens que lhe ofereciam um emprego em Washington. Letrado e casado, ele foi sequestrado e então escravizado pelos 12 anos do título, sob diversos donos.

25 curiosidades sobre a trilogia clássica de ‘Star Wars’

star_wars_logo_640_large_verge_medium_landscape

 

 

1. David Lynch e David Cronenberg recusaram dirigir o “O Retorno de Jedi”. Em vez disso, Lynch fez seu próprio filme de ficção científica chamado Duna(1984), baseado no romance de Frank Herbet de mesmo nome.
Enquanto Cronenberg fez os filmes de terror, “Na hora da zona morta” e “A Mosca”.  

2. O cineasta Richard Marquand havia dirigido o “O Buraco da Agulha”(Eye of the Needle), um filme sobre a segunda guerra mundial, que conta a história de um espião nazista que se refugia numa pequena ilha escocesa após prestar grandes serviços a Hitler.
Esse filme chamou muito atenção de George Lucas e por causa dele, Richard foi o escolhido para dirigir “O Retorno de Jedi”

3. Lawrence Kasdan trabalhou como co-roteirista em “Star Wars: Episídio V – O Império Contra-Ataca” e também em “Os Caçadores da Arca Perdida”. Ele também foi contratado para ser co-roteirista de “O Retorno de Jedi” e entre todos os trabalhos e todo tempo dedicado para o Episódio VI, Lawrence encontrou tempo para escrever e dirigir seu primeiro longa metragem chamado, “Corpos Ardentes”(Body Heat).
Esse filme responsável por fazer a carreira da atriz Kathleen Turner estourar.

Revenge-of-the-Jedi

4. Warwick Davis, o eterno Willow do filme “Willow na Terra da Mágia”, fez sua estreia como o Ewok Wicket no episídio VI. Tudo começou quando sua avó o escreveu em um casting aberto para anões em Londres. Davis foi contratado como um substituto, caso desse alguma merda com alguém.
E realmente a merda aconteceu: o ator que fez o R2-D2 em cinco dos 6 filmes da série, seria também o Wicket, mas Baker ficou doente e George Lucas teve que dar o papel para o Warwick Davis. Mesmo assim Baker acabou atuando como outro Ewok além do R2-D2. Outra coisa importante, mesmo sem ter gravado nenhuma cena de “A vingança dos Siths”, o nome de Kenny apareceu nos créditos.

5.Lucas sempre esteve no set de filmagem a maioria das vezes. Ele dirigia cenas de ação, cenas de tiroteio e outras cenas que não envolviam o elenco principal. Marquand sempre brincava dizendo: “É como tentar dirigir “King Lear” com Shakespeare na sala ao lado”

6. Ao contrário de outros atores principais de Star Wars, Harrison Ford não tinha sido contratado para fazer o episódio 5 e inicialmente não era cogitado para voltar em “O Retorno de Jedi”

7. Ford sugeriu que Han Solo fosse morto precocemente, através de um auto-sacrifício. A co-roteirista Kasdan, achou que fosse uma boa ideia, pois iria aumentar o suspense. Mas em contrapartida, a ideia foi vetada por George Lucas.
8. Além disso, Yoda não deveria estar no filme, mas o diretor insistiu em um retorno à Dagobah para que Yoda pudesse confirmar que Darth Vader realmente era o pai de Luke e não estava apenas jogando com a mente dele em “O Império Contra-Ataca”.
9. Outras ideias de roteiros rejeitadas: queriam que a batalha final ocorresse no mundo dos Wookies e não dos Ewoks.
E que Obi-Wan Kenobi deixasse de ser um espirito e voltasse a forma humana, ao invés de continuar como fantasminha marcando presença dentro da força.

10. Cenas deletadas: Uma delas foi a perseguição em uma tempestade de areia enquanto eles tentavam deixar Tatooine. Outra cena foi entre os oficiais imperiais na Estrela da Morte durante a batalha final.
E uma em que, Darth Vader tentava se comunicar com Luke através da força antes dele entrar no palácio do Jabba. Posteriormente essas cenas saíram do limbo e viram a luz do dia na versão estendida em Blue-ray lançada em 2011.

11. Durante as filmagens de “O Retorno de Jedi” foi usado um nome fictício “Colheita Azul”. Isso foi uma tática utilizada para não vazar informações, spoilers e também para evitar que os fornecedores locais aumentassem os preços de produtos e serviços para locações, rolos de filmes e outros materiais para a industria cinematográfica.

12. Para filmar as cenas de perseguição na floresta o criador da Steadicam, Garret Brown atravessou o “California’s Jebediah Smith Redwood” parque estadual da Califórnia, atirando numa velocidade menor que um quadro por segundo.
O padrão para esse tipo de filmagem é de 24 quadros pro segundo, o resultado final foi a impressão que a velocidade atingida através dos bosques eram de aproximadamente 200 km/h.

13. A maioria das cenas gravadas na floresta da lua de Endor, foram feitas praticamente no quintal da casa de George Lucas. Essas cenas foram feitas numa floresta muito próxima ao Rancho Skywalker no condado de Marin, na Califórnia.

14. No final de 1982, foi divulgado um trailer e cartazes que se referia ao filme como “Regenge of the Jedi“. O cartaz também mostrava Luke Skywalker segurando um sabre de luz vermelho e Darth Vader com um azul, o certo seria ao contrário. Mais tarde Lucas decidiu que “Revenge” era um nome impróprio para o titulo e mudou para o “O Retorno”.
Ele foi espertinho e vendeu todos os 6.800 cartazes de “Revenge o the Jedi” para os fãs. Hoje, é claro, eles são itens para colecionador que você encontra facilmente para vender no Ebay.
Esse cartaz já foi item vendido no programa “Trato Feito” que é exibido no History Channel.

15. “O Retorno de Jedi” teria com uma sequência dos Ewoks comemorando a vitória sobre o império dançando e cantando. A música que eles cantam é conhecida como “Ewok Celebration”. Uma composição instrumental de John Williams.
As letras “yub-yub” foram escritas por seu filho, Joseph Williams vocalista da banda de rock de muito sucesso nos anos 80 nos Estados Unidos chamada “Toto”. Posteriormente o DJ Meco fez uma versão eletrônica dessa música e chegou a atingir a 60ª para da Billboard.

16. A Lucas Films fez alguns ajustes em o “O Retorno de Jedi” quando lançou a versão digital para home video, cenas memoráveis foram alteradas. Por exemplo, jogaram mais músicos alienígenas no covil do Jabba, o Sarlaac( o monstro do poço em Tatooine) adquiriu um bico, e a queda do Império foi marcada por uma montagem de vários mundos alienígenas celebrando.
Outra alteração que foi muito notada é a modificação do espirito de Anakin Skywalker, trocaram o velho homem que aparecia na versão antiga, interpretado por Sebastian Shaw para o jovem Hayden Christensen, que interpretou o Anakin/pré-Vader nos episódios II e III.

17. O filme foi indicado a quatro Oscars, incluindo o de melhor direção de arte, melhor efeitos sonoros, melhor trilha sonora original e melhor som. Mesmo concorrendo em todas essas categorias, “O Retorno de Jedi” ganhou um prêmio especial fora da acadêmia por seus efeitos visuais.

18. Assim como os dois primeiros epsódios de Star Wars, uma versão do episódio VI foi ao ar na rádio NPR. Em 1986, o programa de rádio era apresentado por Anthony Daniels o ator que faz o C-3PO, e no programa ele fazia o seu papel, além de apresentar, mas os outros personagem foram interpretador por outros atores diferentes dos interpretados na saga.
Entre eles estavam John Lithgow como Yoda, Brock Peters como Darth Vader, Ed Begley Jr. como Boba Fett, e Ed Asner como Jabba the Hutt.

19. “O Retorno de Jedi” custou 32,5 milhões de dólares, um enorme orçamento para um filme feito em 1983. O filme arrecadou mais de $252 milhões de dólares em sua versão inicial, e outro $57 milhões de dólares em versões posteriores. A renda bruta mundial ao longo dos anos totalizam mais de $475 milhões de dólares.

20. O Diretor Richard Marquand deu sequencia ao trabalho que fez com “O Retorno de Jedi”, com o aclamado suspense de tribunal chamado “O fio da suspeita”(Jagged Edge, 1985), estrelado por Glenn Close e Jeff Bridges.
Posteriormente em 1987, ele fez mais um filme, um drama musical estrelado por Bob Dylan.
Mas Richard acabou sofrendo um derrame e ataque cardíaco e morreu antes do filme ser lançado, ele tinha 49 anos na época.

Star-Wars-Poster
21. Quatro meses depois de “O Retorno de Jedi” a co-roteirista juntou todos os esforços para se dedicar a direção do seu segundo trabalho chamado “O Reencontro”(The Big Chill), filme que foi considerado um marco no cinema, mesmo com a falta dos Ewoks e de batalhas espaciais.
Depois disso, ela fez outros filmes célebres como: “O Turista acidental”(The Accidental Tourist), fez o roteiro do aclamado “O Guarda-Costas” com o Kevin Costner e Whiney Houstoun. E recentemente ela dirigiu o filme “Querido companheiro”(Darling Companion), de 2012 com Kevin Kline e Diane Keaton.

22. George lucas supervisionou dois projetos de spinoffs dos Ewoks, das quais foram feitos dois filmes para a TV. Um em 1984 chamado “Caravana da Coragem – Uma Aventura Ewok”, e outro em 1985 chamado “Ewoks: A Batalha de Endor”. A história desses dois filmes se passa entre os episódios V e VI.
Warwick Davis chegou a dizer que um terceiro filme do Ewoks foi planejado, mas nunca filmado.

23. Os Ewoks também tiveram sua própria série de TV, chamada “Star Wars: Ewoks”, foram ao ar 35 episódios entre 1985 e 1986.
A história também se passa entre o “Império Contra-Ataca” e “O Retorno de Jedi”.

24. Lucas e Davis voltaram a trabalhar juntos no filme de fantasia “Willow” (1988), no qual Davis fez um papel de herói e teve seu rosto visível pela primeira vez.
Davis viria a estrelar o papel principal na série de terror “Leprechaun” e fazer aparições nos três filmes seguintes da saga “Star Wars.

25.O título de “Star Wars: Episode III – Revenge of the Sith” foi uma homenagem aos fãs que lembravam do título original de “O Retorno de Jedi”

Via

‘Guardiões da Galáxia’ pode ganhar sequência em 2016

XXX GUARDIANS-GALAXY-MOV-JY-0691.JPG A ENT

 

Antes mesmo do lançamento de Guardiões da Galáxia, previsto para agosto deste ano nos Estados Unidos e no Brasil, a Marvel já tem planos para uma sequência, de acordo com fontes próximas ouvidas pelo site americano especializado em cinema JoBlo.

Segundo a publicação, o estúdio estaria planejando o segundo filme da franquia para maio de 2016, data que está reservada para um projeto ainda não anunciado por eles. A estreia aconteceria pouco depois do lançamento do desenho animado dos Guardiões da Galáxia no canal Disney XD, no final de 2015.

O primeiro filme da franquia é baseado nos quadrinhos da Marvel e segue as aventuras de um grupo de alienígenas, os Guardiões da Galáxia, que combate uma força capaz de destruir todo o universo. Dirigido e escrito por James Gunn, roteirista de filmes como Scooby-Doo (2002) e Madrugada dos Mortos (2004), o longa conta com um elenco formado por Bradley Cooper, Zoe Saldana, Cris Pratt e Vin Diesel, que vai apenas emprestar a voz para o personagem Groot, uma criatura em forma de árvore.

image ATENÇÃO: Mudou a data de estreias de cinema no Brasil!

Exibidores e Distribuidores entram em acordo e filmes estrearão na 5ª, ao invés de 6ª.

Diretor de ‘Gravidade’ esperava que o filme fosse um desastre

Gravity-2013-Movie-Title1

 

O sucesso de Gravidade, fenômeno mundial de bilheteria e indicado ao Oscar de melhor filme, parece ter surpreendido o diretor Alfonso Cuarón. Em entrevista ao site da revista americana The Wrap, ele afirmou que ficou surpreso com o fato de seu longa não ter sido um “desastre”.

“A primeira surpresa foi o filme não ter sido um grande desastre. Durante muito tempo nós não sabíamos se iria funcionar. A prévia a que assistimos era péssima”, diz o diretor, que não esperava a reação positiva da plateia durante a estreia no Festival de Veneza, no ano passado. “Foi uma grande surpresa quando vi as pessoas elogiarem Gravidade por causa dos efeitos e tudo mais, mas também foi gratificante vê-las emocionalmente engajadas com a história”, conta.

“Lembro que em Veneza o estúdio me mostrou as críticas depois do lançamento. E eu disse: ‘Ok, pessoal. Eu já sou adulto. Agora podem me mostrar as críticas ruins’. E eles disseram: ‘Não, estas são todas as críticas”, relembra.

Cuarón, que também concorre ao prêmio de melhor diretor na cerimônia, elogiou os filmes lançados em 2013 – tanto os que foram indicados ao Oscar, como outras produções. Para ele, premiações não fazem um longa melhor ou mais interessante e a conquista da cobiçada estatueta pode ser relativa. “Existem muitos vencedores dos quais ninguém se lembra trinta anos depois. Também existem produções que nunca foram indicadas e até hoje são consideradas clássicas e obras-primas”, disse o diretor mexicano.

Além do prêmio de melhor filme, ”Gravidade” concorre em mais nove categorias no Oscar 2014, entre elas a de melhor atriz, melhor direção de arte, melhor fotografia e melhores efeitos visuais.

 

fonte: VEJA

Saiu o trailer oficial de ‘Guardiões da Galáxia’!

Na trama, Chris Pratt interpreta Peter Quill/Star Lord, o filho de uma humana com um alienígena que é levado da Terra ainda criança e assume o comando de um grupo que protege diversos planetas. De acordo com a sinopse oficial, ele tem como principal rival o vilão Ronan (Lee Pace).

Confira cenas de ‘Guardiões da Galáxia’

XXX GUARDIANS-GALAXY-MOV-JY-0691.JPG A ENT

 

O primeiro filme da franquia é baseado nos quadrinhos da Marvel e segue as aventuras de um grupo de alienígenas, os Guardiões da Galáxia, que combate uma força capaz de destruir todo o universo.
Dirigido e escrito por James Gunn, roteirista de filmes como Scooby-Doo (2002) e Madrugada dos Mortos (2004), o longa conta com um elenco formado por Bradley Cooper, Zoe Saldana, Cris Pratt e Vin Diesel, que vai apenas emprestar a voz para o personagem Groot, uma criatura em forma de árvore.

Confira:

Ser escolhido entre 50 foi surpresa boa, diz brasileiro premiado em Berlim

e-way-he-looks

 

O cineasta brasileiro Daniel Ribeiro, diretor de “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, filme que venceu o prêmio da Firepresci (Federação da Crítica Internacional) na seção Panorama do Festival de Berlim, disse que não esperava que seu longa fosse o escolhido pela crítica. “A gente está muito feliz, acabamos de sair da cerimônia, não imaginávamos essa possibilidade. Foi surpresa muito boa ser escolhido entre 50 filmes”, afirmou ele, por telefone.

De acordo com o diretor, o prêmio ajuda na campanha de divulgação do filme, fazendo com que fique conhecido e tenha a possibilidade de ser comercializado em mais países. “Os distribuidores gostam muito desse prêmio da crítica”, disse.

Segundo Ribeiro, o filme já negociou a distribuição em oito países durante o festival, entre eles Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido e França.

“Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” narra a história de Leonardo, um jovem cego de 15 anos, interpretado por Guilherme Lobo, que procura ser independente em uma sociedade superprotetora. O jovem estudante do Ensino Médio se apaixona por Gabriel, ao mesmo tempo em que desperta sentimentos em Giovana.

Em entrevista ao UOL antes do início do festival, Ribeiro, de 31 anos, disse que o trunfo de seu filme é que os meninos se descobrem gay de uma forma não sexual. “Os adolescentes gays querem ser associados ao amor e ao afeto. Percebo que quando esses jovens contam aos pais ou no trabalho que são gays, as pessoas já imaginam o sexo. A parte romântica é esquecida. O filme é uma maneira de jovens dizerem aos pais: ‘olha, é isso o que eu sinto'”.

O filme chega ao Brasil no dia 28 de março, com estreia prevista para São Paulo e Rio de Janeiro, mas Daniel disse que ele e sua equipe estão trabalhando para expandir o lançamento a várias cidades brasileiras, já que tanta gente já se identificou com os dilemas do longa.

 

fonte: UOL

 

Oscar 2014: U2 tocará “Ordinary Love” na cerimônia

Mandela-Long-Walk-to-Freedom-poster-idris-naomie-610x324

 

Indicado ao Oscar de Melhor Canção Original, o U2 foi confirmado como uma das atrações musicais da 86ª cerimônia da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, realizada no dia 2 de março, no Dolby Theatre, em Hollywood.

A banda foi chamada para executar justamente a faixa que está entre as indicadas à estatueta, “Ordinary Love”, música criada para a trilha sonora do filme Mandela: Long Walk to Freedom.

O longa, dirigido por Justin Chadwick e estrelado por Idris Elba, reconta a trajetória do líder político Nelson Mandela contra o apartheid, na África do Sul.

Neste ano, a categoria de Melhor Canção Original terá quatro indicados. Além de “Ordinary Love”, estão na disputa “Happy”, de Pharrell Williams, do filme Meu Malvado Favorito 2; ”Let It Go”, do filme Frozen: Uma Aventura Congelante; e “The Moon Song”, de Karen O, do filme Ela.

Filme solo da Viúva Negra está sendo desenvolvido

 

filmes_2159_Viuva-Negra-o-Filme-3

Capitão América: O Soldado Invernal marcará a terceira aparição da Viúva Negra nos cinemas desde sua estreia em Homem de Ferro 2. Um filme solo da personagem interpretada por Scarlett Johansson não havia sido confirmado, até hoje.
Segundo o presidente da MARVEL Studios, Kevin Feige, o filme solo da Viúva Negra está sendo desenvolvido.

Em entrevista para a revista Total Film, que tem como matéria de capa o segundo filme do Capitão América, Kevin Feige falou sobre o futuro da Viúva Negra dentro do Universo Marvel nos cinemas. Ele revelou que em Os Vingadores: A Era de Ultron, a personagem terá uma participação mais significativa.

“O papel da Viúva será muito maior. Nós aprendemos mais sobre o passado dela e conhecemos de onde ela surgiu e o que a trouxe para onde ela está agora. Explorar isso tudo ainda mais em um filme solo da personagem poderia ser ótimo, e nós estamos desenvolvendo isso atualmente”.

Kevin Feige falou sobre como Capitão América: O Soldado Invernal deverá influenciar Os Vingadores: A Era de Ultron, início da Fase 3 da MARVEL nos cinemas.

“Queremos mudar a dinâmica do universo no cinema com esse filme. Queremos o Capitão e todo o universo dos filmes bastante diferentes ao fim de O Soldado Invernal em relação ao começo. Então quando encontrarmos os Vingadores no começo de A Era de Ultron, será uma situação bem diferente da que os vimos da última vez. “

O filme da Viúva Negra deve chegar aos cinemas em 2018. Capitão América: O Soldado Invernal estreia em 11 de abril.

 

fonte: CineMarcado