CM+ | simples e completo //

Resenhas de filmes

image Magic Mike

Filme não é indicado para menores de 18 anos!

Amanhecer – parte 2

amanhecer-parte-2-capa

 

 

 

A saga ‘Crepúsculo’ chegou ao fim.
Na segunda parte de ‘Amanhecer’, que teve orçamento de 131,5 milhões de dólares, revisitamos a história de Bella (Kirsten Stewart) e Edward (Robert Pattinson), que agora são pais da pequena Renesmee (a lindinha Mackenzie Foy, praticamente sem falar durante todo o filme).
A criança se desenvolve rapidamente, e é observada de perto pelo quileute Jacob (Taylor Lautner, alvo da histeria adolescente a cada cena em que aparece) e também pela família de Edward, composta por Carlisle, Esme, Alice, Jasper, Emmett e Rosalie.

Porém, a alegria dos Cullen é afetada com a notícia de que Aro (Michael Sheen), do clã Volturi, quer a pequena Renesmee para si, pois acredita que ela é especial.
Assim, os Cullen se juntam a vários clãs de vampiros amigos pelo mundo, na esperança de salvar a criança.
Um dos pontos fracos do filme é a presença de duas vampiras indígenas, que mais parecem duas modelos de catálogo de lingerie.

O filme agrada aos fãs adolescentes da saga, que esperaram ansiosamente pelo desfecho da trama, semelhante ao do livro.
Os ingressos para as sessões da meia noite se esgotaram semanas antes da estréia em vários cinemas do país.
O romance entre os protagonistas na vida real é um dos motivos para o grande sucesso do filme, porém, os efeitos especiais deixam a desejar.

Cotação: Bom
Ideal para: fãs da saga; adolescentes apaixonadas pelos atores Taylor Lautner e Robert Pattinson

Os Candidatos

Os-Candidatos-Capa1-620x350

 

A colunista assistiu ao filme a convite da Warner Bros.

Nesse filme, que chegará aos cinemas brasileiros no dia 19 de outubro, conhecemos a história de do congressista Cam Brady (Wil Ferrell), que comete uma grande gafe antes do período eleitoral norte americano começar e ameaça sua candidatura.

Revoltados, os irmãos Moch (John Lithgow e Dan Aykroyd) resolvem apoiar um candidato que não tem a menor chance de ganhar, o fofo e inocente Marty Huggins (Zach Galifianakis, de ‘Se beber não case’), somente para que o Cam tenha alguém com quem competir no Congresso para defender o estado da Carolina do Norte.

A partir daí, as maiores loucuras acontecem. Cam acha que não deve se preocupar com Marty, pois ele é desconhecido, despreparado e não sabe as táticas para conquistar os eleitores.
Porém, dispostos a destruir Cam, os irmãos Moch contratam o sagaz Tim Wattley (o lindíssimo Dylan McDermott) para ensinar a Marty a se preparar para debates, jantares e outras situações nas quais Cam está levando a melhor.
A cada dia que passa, os insultos e o desespero vão aumentando, algumas situações inesperadas acontecem, envolvendo um bebê e um cachorro. Marty se torna mais confiante, conquistando a opinião pública, preocupando Cam e sua equipe.

Piadas com personalidades norte americanas pontuam esse filme, que mostra até que ponto os candidatos a um cargo no parlamento chegam para conseguir votos.
Fazem parte do elenco também Sarah Baker como Mitzi, a esposa de Marty e Jason Sudeikis como Mitch, o braço direito de Cam na campanha.
‘Os Candidatos’ é um comédia divertida, leve, ideal para fãs do cinema norte americano.

Cotação: Muito bom

Até que a sorte nos separe

pg_ate_que_a_sorte_nos_separe_banner_001

 

 

Nessa comédia brasileira, que estreou no dia 5/10 nos cinemas, conhecemos a história de Tino (Leando Hassum, engraçado como sempre), um ex professor de ginástica casado com Jane (Danielle Winits) e pai de Teté e Juninho. 15 anos antes da história começar, Jane comprou um bilhete na loteria e acertou todos os números, ganhando assim, 100 milhões de reais.
O casal ficou milionário e passou os anos seguintes gastando sem pensar, viajando para a Disney, comemorando aniversários de casamento na França, no castelo onde Ronaldo ‘Fenômeno’ se casou, comprando Ferraris e outros carros. Jane se transformou numa mulher fútil, que gasta dinheiro com jóias caríssimas e tratamentos estéticos.

Sem planejamento ou dinheiro aplicado, Tino se vê, da noite para o dia, no vermelho.
Ele conta então com a ajuda de seu vizinho Amauri (Kiko Mascarenhas, ótimo, também em cartaz em ‘Totalmente Inocentes’), que lhe ensina a poupar, planejar, e perceber que o dinheiro não dura para sempre.
Porém, o casal tem um problema: Jane engravida novamente e não pode passar, segundo as palavras de seu médico, por nenhum tipo de ‘trauma’.
Assim, durante grande parte do filme, Faustino esconde de sua esposa a nova condição financeira da família.
Baseado no best-seller de Gustavo Cerbasi, ‘Casais Inteligentes Enriquecem Juntos’, o filme tem a direção de Roberto Santucci (do sucesso ‘De pernas pro ar’) e conta com as participações de Ailton Graça (da novela ‘Avenida Brasil’) , Rital Elmôr, Rodrigo Sant’Anna (do ‘Zorra Total’) e Maurício Sherman.

Cotação: Muito bom
Ideal para: fãs de comédias nacionais; pessoas que querem se divertir

Ted

ted-poster

 

ATENÇÃO: ESSE NÃO É UM FILME INFANTIL

O menino John Bennett é solitário.
Não tem amigos na sua rua, é filho único, e seu grande desejo é ter um amigo de verdade, que vá ficar com ele a vida inteira.
No Natal, seu desejo se realiza: ele ganha um urso de pelúcia, que chama de Ted, e após um pedido o urso ganha vida, fala, anda, e assusta os pais de John numa cena divertida na cozinha.
Ted vira uma celebridade na TV americana por ser o único urso de pelúcia com vida no mundo, mas ele e John continuam mantendo uma amizade forte e verdadeira.

Muitos anos se passam e John (Mark Wahlberg) cresce e vira um adulto sem perspectiva.
Ele trabalha em uma loja e tem um relacionamento bacana com Lori (Mila Kunis), com quem está há 4 anos, mas Ted de alguma forma sempre interfere nas decisões do dono, e incentiva o comportamento errado de John, fazendo com que atritos entre ele e Lori aconteçam.

O filme segue, e a pergunta fica: até quando um homem deve ficar ligado a seu passado?
Em certo momento, John deve decidir entre sua infância e seu amigo de tantos anos e o amor de sua vida.
Esse conflito hoje em dia é muito pertinente, muitos relacionamentos são prejudicados todos os dias pois alguns homens não sabem apaziguar o conflito que surgem entre seus amigos e suas namoradas.
‘Ted’ pode ser, sim, considerado um filme machista.
O ursinho usa drogas, fala palavrões, leva prostitutas para a casa de seu melhor amigo e não é nada fofo. Porém, o filme diverte.
‘Ted’ é um dos maiores sucessos do cinema norte americano em 2012 e Seth MacFarlane, a voz original do ursinho, é atualmente o roteirista mais bem pago dos Estados Unidos e também criador dos mega sucessos ‘Family Guy’ e ‘American Dad’.
Cotação: Bom
Ideal para: pessoas que gostam de filmes com escatologias, fãs de Mark Wahlberg

image Ruby Sparks – A namorada perfeita

Comédia romântica vai fazer você rir e se emocionar 😉

Abraham Lincoln – Caçador de Vampiros

abraham-lincoln-vampire-hunter

‘Abraham Lincoln – O Caçador de Vampiros’  é bastante interessante.
Nesse longa, que foi filmado inteiramente no estado da Louisiana, EUA, conhecemos a história de Abraham (Benjamim Walker, irreconhecível), um menino que vivia com seus pais nas propriedades de Jack Barths, e que após defender seu amigo Will de uma injustiça, é expulso do local e tem sua mãe transformada numa vampira.
Logo após o acontecimento, ela morre.

Os anos se passam e Abraham tem o desejo de se vingar do ex patrão de seu pai, e por isso, inicia uma busca por meios de deter o vilão. Ele conhece Henry (Dominic Cooper) num bar, que o salva de uma morte terrível após uma tentativa fracassada de deter Barths.

Assim, Henry ajuda seu novo amigo a entender os processos que são eficazes na caça aos vampiros, e o principal truque é colocar prata em seu machado.
Abraham se torna um eficaz caçador, recebendo suas missões por meio de cartas de Henry.
Em certo ponto do filme ele conhece Ann Todd (Mary Elizabeth Winstead, de ‘Scott Pilgrim’), seu interesse romântico, e conta também com a ajuda de seu patrão Speed (Jimmi Simpson).
O outro vilão é interpretado por Rufus Sewell , ajudante de Barths. O filme explica alguns momentos chave da história política nos EUA, ingrediente pouco explorado nos últimos blockbusters.
Muitas cenas de ação, com bastante sangue, mordidas e mortes inesperadas marcam esse filme, que teve a direção do experiente Timur Bekmambetov (de ‘O Procurado’) e produção de Tim Burton.
A fotografia de Caleb Deschanel é precisa, e o roteiro de Seth Grahame-Smith não deixa nada a desejar (o filme foi inspirado num livro com o mesmo nome).

Embora um filme diferente e que pode ser classificado por muitos como ‘bizarro’, ‘Abraham Lincoln’ cumpre seu principal objetivo: entreter.

 

Cotação: Bom
Ideal para: pessoas que gostam de filmes de ação, fãs de Tim Burton

À Beira do Caminho

capa_a-beira-do-caminho

 

Nesse filme, filmado em 2010, conhecemos a história de João (João Miguel, de ‘Estômago’), um caminhoneiro e do menino Duda (Vinicius Nascimento) que se esconde em seu caminhão depois de fugir de um orfanato.
Duda quer ir para São Paulo, conhecer seu pai, que abandonou sua mãe quando estava grávida. Sua mãe faleceu e ele está sozinho no mundo.

No início, João quer entregar Duda a alguns policiais que estão trabalhando na estrada, mas é aconselhado a deixar o menino na delegacia da cidade mais próxima. Chegando lá, ele é informado de que o delegado só chegará duas semanas depois.
Tenso com a situação, João resolve levar o menino com ele até seu destino, Petrolina.

Duda é esperto, curioso, e fica intrigado com o jeito rude e fechado de João.
Sempre que pergunta alguma coisa ou tenta puxar conversa, é repreendido com um ‘te interessa, moleque?’.
Porém, ao longo do filme, Duda e João descobrem que tem mais em comum do que imaginam.
O menino se apega ao caminhoneiro, que é uma espécie de única figura paterna em sua vida, e tem uma grande decepção ao chegar em São Paulo e tentar encontrar seu pai. No filme, conhecemos também um antigo amor de João, Rosa (Dira Paes) e seu relacionamento distante com sua mãe (Denise Weinberg).

O grande destaque do filme é, sem dúvida alguma, o menino Vinicius. Na época das filmagens o ator baiano tinha 12 anos, e convence como o menino sofrido e ao mesmo tempo esperançoso, que não consegue conhecer o suposto pai, Afonso (Ângelo Antônio).

‘À Beira do Caminho’ é dirigido e produzido por Breno Silveira (de ‘2 Filhos de Francisco’), e tem como plano de fundo as músicas de Roberto Carlos (que inspirou até mesmo o nome do longa).
O filme é incrível, emocionante e verdadeiramente brasileiro, com fotografia impecável de Lula Carvalho (que também trabalhou em ‘Paraísos Artificiais’ e ‘Tropa de Elite 2’).
Classificação: 12 anos

 

Cotação: Muito bom
Indicado para: Incentivadores do cinema brasileiro, fãs de Roberto Carlos e de Breno Silveira

image O que esperar quando você está esperando

Indicado para fãs de comédias românticas 😉