Coletiva de imprensa: Noé

1960116_10152347746293112_1808355024_n

 

Na última sexta feira, dia 21, Russell Crowe esteve no Hotel Fasano, em Ipanema, RJ, para divulgar seu novo filme, ‘Noé’.

Durante a manhã, o ator andou de bicicleta pela cidade e se perdeu durante o trajeto, fato revelado depois por um paparazzo que o seguia.
Durante a coletiva, comentou o encontro que teve com o Papa Francisco no Vaticano, com parte da equipe do filme, antes de vir para o Rio. “Foi um incrível privilégio ser convidado para vê-lo”, disse.
Quando perguntado se ter interpretado um personagem tão forte mudou sua visão sobre a religião, Crowe foi direto: ”não”.

Crowe também falou sobre a polêmica entre algumas comunidades religiosas: o longa chegou a ser banido em países do Oriente Médio, como Emirados Árabes Unidos e Bahrain. Para o ator, a história de Noé e sua arca existe em várias versões, não apenas aquela que há na Bíblia. “Geografia e arqueologia também falam sobre a mitologia do dilúvio. Se você olhar para Noé, sem nenhuma religião em particular, acho que é a maneira mais saudável de vê-lo”, afirmou. O ator definiu a história de seu personagem como “fascinante”. Para ele, a vida de Noé tem a ver com humanidade.

O australiano aproveitou para criticar o trânsito caótico da cidade. ”Há carros em todo lugar. A gente não sabe por onde as bicicletas devem ir e por onde os carros devem passar”, disse ele, ressaltando que, apesar do contratempo, achou o lugar “maravilhoso”. – Vocês receberão muita atenção nos próximos anos, com a Copa do Mundo e as Olimpíadas, seria bom tentar cuidar desse caos no trânsito.


*com informações do G1