Com ingressos a R$ 10, mostra Mulheres em Cena reúne cinema de diretoras latino-americanas

Que-Horas-Ela-Volta-1-e1440436742316

 

Até o dia 10 de outubro, serão exibidos no Centro Cultural Banco do Brasil, no centro de São Paulo, filmes das principais diretoras de cinema do Brasil e de nossos países vizinhos — mais especificamente, Argentina, Chile, Paraguai, Venezuela e Peru.

Programação maravilhosa, com em média dois filmes por dia, além de debates com algumas das cineastas. Com a grande e maravilhosa vantagem de que o ingresso custa apenas R$ 10 (ou R$5, pra quem tem carteirinha de estudante). Mais infos no site oficial e no Facebook.

PROGRAMAÇÃO

21/09 (quarta-feira)

17h – Que horas ela volta?| Anna Muylaert
(Brasil – blu-ray, 114 min, COR, 2015, classificação indicativa: 12 anos)

19h30 – Madeinusa| Claudia Llosa
(Peru – 35mm, 100 min, COR, 2005, classificação indicativa: 16 anos)

 

22/09 (quinta-feira)

17h – Um céu de estrelas| Tata Amaral
(Brasil – DVD, 70 min, COR, 1997, classificação indicativa: 16 anos)

19h30 – A mulher sem cabeça| Lucrecia Martel
(La Mujer Sin Cabeza – Argentina – 35mm, 87 min, COR, 2008, classificação indicativa: 16 anos)

 

23/09 (sexta-feira)

17h – A memória que me contam| Lúcia Murat
(Brasil – 35mm, 95 min, COR, 2012, classificação indicativa: 14 anos)

19h30 – Curtas

Blokes| Marialy Rivas
(Chile – blu-ray, 15 min, COR, 2010, classificação indicativa: 14 anos)

Jovem aloucada| Marialy Rivas
(Joven y Alocada – Chile – blu-ray, 96 min, COR, 2012, classificação indicativa: 14 anos)

 

24/09 (sábado)

14h – O pântano| Lucrecia Martel
(La Ciénaga – Argentina – 35mm, 100 min, COR, 2001, classificação indicativa: 14 anos)

16h – Pelo malo| Mariana Rondón
(Venezuela – 35mm, 95 min, COR, 2013, classificação indicativa: 14 anos)

18h – Trago comigo| Tata Amaral
(La Niña Santa – Argentina – 35mm, 106 min, COR, 2004, classificação indicativa: 14 anos)

20h – Mãe só há uma| Anna Muylaert
(Brasil – blu-ray, 82 min, COR, 2016, classificação indicativa: 16 anos

 

25/09 (domingo)

14h – Curtas

Cartão vermelho| Laís Bodanzky
(Brasil – DVD, 14 min, COR, 1994, classificação indicativa: livre)

Bicho de sete cabeças| Laís Bodanzky
(Brasil – 35mm, 84 min, COR, 2001, classificação indicativa: 14 anos)

16h DEBATE
(O Posicionamento da Mulher Latino-Americana no Mercado Audiovisual) “Magaly Solier, Laís Bodanzky e Mônica Campo”

18h – Quase dois irmãos| Lucia Murat
(Brasil – 35mm, 102 min, COR, 2004, classificação indicativa: 16 anos)

 

26/09 (segunda-feira)

17h – Hamaca paraguaya| Paz Encina
(Paraguai – 35mm, 78 min, COR, 2006, classificação indicativa: livre)

19h30 – Não haverá sessão

 

28/09 (quarta-feira)

17h – Chega de saudade| Laís Bodanzky
(Brasil – 35mm, 95 min, COR, 2008, classificação indicativa: 12 anos)

19h30 – A teta assustada| Claudia Llosa
(La Teta Asustada – Peru – 35mm, 95 min, COR, 2009, classificação indicativa: 12 anos)

 

29/09 (quinta-feira)

17h – Mãe só há uma| Anna Muylaert
(Brasil – blu-ray, 82 min, COR, 2016, classificação indicativa: 16 anos)

19h30 – Postais de leningrado| Mariana Rondón
(Postales de Leningrado – Venezuela – 35mm, 90 min, COR, 2007, classificação indicativa: 14 anos)

 

30/09 (sexta-feira)

17h – Quase dois irmãos| Lucia Murat
(Brasil – 35mm, 102 min, COR, 2004, classificação indicativa: 16 anos)

19h30 DEBATE
(O Posicionamento da Mulher Negra no Mercado Audiovisual) “Adélia Sampaio, Viviane Ferreira e convidada”

 

01/10 (sábado)

14h – Chega de saudade| Laís Bodanzky
(Brasil – 35mm, 95 min, COR, 2008, classificação indicativa: 12 anos)

16h – Hoje| Tata Amaral
(Brasil – 35mm, 87 min, COR, 2013, classificação indicativa: 12 anos)

18h – A menina santa| Lucrecia Martel
(La Niña Santa – Argentina – 35mm, 106 min, COR, 20043, classificação indicativa: 14 anos)

20h – Trago comigo| Tata Amaral
(Brasil – blu-ray, 90 min, COR, 2016, classificação indicativa: 12 anos)

 

02/10 (domingo)

14h – Curtas

Blokes| Marialy Rivas
(Chile – blu-ray, 15 min, COR, 2010, classificação indicativa: 14 anos)

Jovem aloucada| Marialy Rivas
(Joven y Alocada – Chile – blu-ray, 96 min, COR, 2012, classificação indicativa: 14 anos)

19h30 DEBATE
(O Posicionamento da Mulher Latino-Americana no Mercado Audiovisual) “Marialy Rivas, Paz Encina e Kátia Lund”

18h – Um céu de estrelas| Tata Amaral
(Brasil – DVD, 70 min, COR, 1997, classificação indicativa: 16 anos)

 

03/10 (segunda-feira)

17h – Mãe só há uma| Anna Muylaert
(Brasil – blu-ray, 82 min, COR, 2016, classificação indicativa: 16 anos)

19h30 – Madeinusa| Claudia Llosa
(Peru – 35mm, 100 min, COR, 2005, classificação indicativa: 16 anos)

 

05/10 (quarta-feira)

17h – Que horas ela volta?| Anna Muylaert
(Brasil – blu-ray, 114 min, COR, 2015, classificação indicativa: 12 anos)

19h30 DEBATE
(O Posicionamento da Mulher Latino-Americana no Mercado Audiovisual) “Lucrecia Martel, Sara Silveira e convidada”

 

06/10 (quinta-feira)

17h – Trago comigo| Tata Amaral
(Brasil – blu-ray, 90 min, COR, 2016, classificação indicativa: 12 anos)

19h30 – A menina santa| Lucrecia Martel
(La Niña Santa – Argentina – 35mm, 106 min, COR, 20043, classificação indicativa: 14 anos)

 

07/10 (sexta-feira)

17h – Pelo malo| Mariana Rondón
(Venezuela – 35mm, 95 min, COR, 2013, classificação indicativa: 14 anos)

19h30 DEBATE
(O Posicionamento da Mulher Latino-Americana no Mercado Audiovisual) “Mariana Rondón, Tata Amaral e convidada”

 

08/10 (sabádo)

14h – Curtas

Cartão vermelho| Laís Bodanzky
(Brasil – DVD, 14 min, COR, 1994, classificação indicativa: livre)

Bicho de sete cabeças| Laís Bodanzky
(Brasil – 35mm, 84 min, COR, 2001, classificação indicativa: 14 anos)

16h – Hoje| Tata Amaral
(Brasil – 35mm, 87 min, COR, 2013, classificação indicativa: 12 anos)

18h – A mulher sem cabeça| Lucrecia Martel
(La Mujer Sin Cabeza – Argentina – 35mm, 87 min, COR, 2008, classificação indicativa: 16 anos)

20 – Jovem aloucada| Marialy Rivas
(Joven y Alocada – Chile – blu-ray, 96 min, COR, 2012, classificação indicativa: 14 anos)

 

09/10 (domingo)

14h – Postais de leningrado| Mariana Rondón
(Postales de Leningrado – Venezuela – 35mm, 90 min, COR, 2007, classificação indicativa: 14 anos)

16h – A teta assustada| Claudia Llosa
(La Teta Asustada – Peru – 35mm, 95 min, COR, 2009, classificação indicativa: 12 anos)

18h – A memória que me contam| Lúcia Murat
(Brasil – 35mm, 95 min, COR, 2012, classificação indicativa: 14 anos)

 

10/10 (segunda-feira)

17h – O pântano| Lucrecia Martel
(La Ciénaga – Argentina – 35mm, 100 min, COR, 2001, classificação indicativa: 14 anos)

19h30 – Hamaca paraguaya| Paz Encina
(Paraguai – 35mm, 78 min, COR, 2006, classificação indicativa: livre)

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image