Documentário sobre origens de Coppola será exibido em Cannes

Francis Ford Coppola arrives at the DGA Awards in Los Angeles

 

A região da Basilicata, também chamada pelos seus habitantes de Lucânia, é uma terra que contou com um grande emigração no início do século 20. Nesse contexto, partem da pequena cidade de Beralda para os Estados Unidos, Agostino Coppola e Maria Zasa, os avós do renomado cineasta Francis Ford Coppola.  

A história da família Coppola, cheia de nomes importantes nas artes, é contada no documentário “The Family Wistle” do diretor de cinema italiano Michele Salfi Russo que será mostrado na 60ª edição do Festival Internacional de Cinema de Cannes na mostra especial Cannes Classics.

O filme, que acaba de ganhar o Indie Spec Best Cinematography Award do Festival de Boston, nos Estados Unidos, pela fotografia de Ugo Lo Pinto, foi produzido pela Associação Cultural Ulisse e recebeu ajuda da Cineteca Lucana.  

Filmado entre Itália e Estados Unidos, o documentário conta – através de entrevistas, reconstruções históricas e documentos de arquivos comunais, eclesiásticos e de narrações de cidadãos locais – as origens da família Coppola e das suas quatro gerações de talentos, de onde nascem o cineasta Francis, sua filha, a também diretora de cinema Sofia, e seu sobrinho, o ator Nicholas Cage.

Já o pai do cineasta norte-americano, Carmine, era flautista e foi responsável pela trilha-sonora de filmes como “O Poderoso Chefão II”.

Até o próprio Russo descobriu, após uma longa e trabalhosa pesquisa da sua árvore genealógica, que é um parente de Coppola e depois de um século conseguiu estabelecer contato com seus primos do outro lado do oceano.

 

via

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image