Ela

ela

 

Na trama, Theodore (Joaquin Phoenix) é um homem triste e melancólico vivendo num mundo imerso em tecnologias inovadoras. Ele escreve para o site ‘Cartasescritasamao.com’ e recentemente se separou de sua esposa Catherine (Rooney Mara).

Para tentar aliviar a solidão, ele compra o computador OS1. O aparelho permite que Theodore tenha acesso a Samantha (voz de Scarlett Johanson), o sistema interno do OS1.
Samantha é intuitiva, esperta e engraçada, e acaba se tornando uma boa companhia para Theodore. Ela lê seus emails, organiza seus arquivos, dá dicas para alcançar um novo nível no videogame e tem uma voz maravilhosa.

Eles entram em um relacionamento, se apaixonam, e começam a ter diversos problemas. Em um encontro com sua ex, Theodore começa a pensar no que está fazendo, o que deixa Samantha preocupada. A trilha sonora colabora para o clima de solidão do longa. Destaque para a música ‘The Moon Song’, interpretada por Karen O.

Spike Jonze leva o espectador a uma linda jornada de 2 horas de emoções, sorrisos, dúvidas, amor e frustrações, mesmo que mediadas por uma máquina.  O filme, delicado e sincero, é um dos melhores do diretor, que também foi o responsável pelos incríveis ‘Quero ser John Malkovich’ e ‘Onde vivem os monstros’. Ele atuou como diretor, produtor e roteirista do longa, que concorre ao Oscar 2014 nas categorias ‘roteiro original’, ‘melhor filme’ e ‘melhor trilha sonora’.
A fotografia do suíço Hoyte van Hoytema (‘O Vencedor’) é maravilhosa e é um dos pontos altos do longa; e 
Joaquin Phoenix está excelente como o protagonista Theodore.

 

Cotação: Muito bom

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image
  • Image