Jack Reacher – Never go back

O novo filme da franquia ”Jack Reacher” tinha tudo para dar errado, mas graças a boas personagens femininas, isso não acontece.
Na trama, Jack (Tom Cruise, o Ethan Hunt dos filmes de porradaria e crush das adolescentes dos anos 80) é um ex major que está envolvido num novo problema: ele foi acusado de matar um advogado do exército dos Estados Unidos e acaba preso. Sua amiga Susan (Cobie Smulders), major do exército, também foi vítima de uma investigação e agora seus superiores acham que ela é uma espiã.
Juntos, os dois conseguem fugir de Washington D.C. ou então acabarão mortos.

No meio disso tudo está a adolescente Samantha (Danika Yarosh) que tem 15 anos e aparentemente é filha de Jack, embora ele negue.
Durona, desconfiada e com um passado difícil, ela viaja com Jack e Susan para Nova Orleans, onde eles poderão achar respostas para o misterioso esquema que quer eliminar os dois, além de escapar de um implacável assassino de aluguel (Patrick Heusinger).

Unindo as clássicas cenas de perseguição, tapas, tiros e muito sangue, o filme poderia entrar na famosa categoria de ”mais um trabalho razoável do Tom Cruise”, porém a presença de Danika e Cobie na tela eleva o nível da trama. Suas personagens são fortes, destemidas, falam o que pensam e volta e meia roubam o protagonismo do galã dos filmes de ação, para alegria do espectador.
Essa é a segunda franquia que Thomas Cruise (”Jerry Maguire”,”O último samurai”, ”Entrevista com o Vampiro”, ”Vanilla Sky”) pode chamar de sua  – seus trabalhos de maior sucesso foram os 5 longas ”Missão Impossível”.
O filme foi dirigido por Edward Zwick (”Diamante de sangue”, ”Amor e outras drogas”).

 

Cotação: Bom

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012.
Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ”Coluna Clichê” sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image

Leave a comment