Kick Ass 2

Kick Ass 2

 A COLUNISTA ASSISTIU AO FILME A CONVITE DA DISTRIBUIDORA.

Mais ágil. Mais forte. Mais violento.
O super herói mais bizarro dos últimos tempos está de volta – melhor do que nunca!

Na segunda parte das aventuras de David Lizewski (Aaron Taylor-Johnson), seus atos insanos do passado inspiraram diversas pessoas a saírem nas ruas fantasiadas e usando codinomes para combater o crime.
Porém, após presenciar diversas mortes, ele abandonou a fantasia de Kick Ass e está tentando se formar no colégio e levar uma vida normal.

A adolescente Mindy (Chloë Moretz, maravilhosa) segue sua rotina de treino e combate o crime escondida de seu tutor Marcus (Morris Chestnut). David, disposto a voltar a combater o crime, convoca Mindy para ser sua treinadora e assim ganhar força e habilidade.
Marcus descobre que Mindy está sendo desobediente e a coloca de castigo – e isso inclui participar de uma festa do pijama na casa de uma patricinha da escola.

Enquanto tenta convencer Mindy a voltar ao combate, David conhece outro super herói, que logo se torna seu amigo: o publicitário Dr. Gravidade (Donald Faison, da série ‘Scrubs’).
Dr. Gravidade apresenta David a seu grupo de amigos super heróis: Homem Inseto (Robert Emms), Night Bitch (Lindy Booth) e Battle Guy (Clark Duke), que são chefiados pelo maluco Coronel Estrelas e Listras (Jim Carrey).

Porém, nem tudo é felicidade na vida dos combatentes: o malvadinho Chris D’Amico (Christopher Mintz-Plasse) está disposto a usar todo o dinheiro de seu pai, falecido no primeiro filme, para acabar com a vida de Kick Ass e seu grupo.
Com a ajuda de seu empregado (e única família que lhe restou) Javier (John Leguizamo), ele convoca uma gangue da pesada: a lutadora Mother Russia (Olga Kurkulina), Black Death (Daniel Kaluuya), The Tumor (Andy Nyman) e Genghis Carnage (Tom Wu).

Chris D’Amico agora atende por um nome ainda mais bizarro do que no primeiro filme: The Motherfucker.
As cenas de luta são sensacionais.
Os atores estão bem preparados e o trio principal (Chloë, Aaron e Christopher) dá um show. São jovens e atuam bem.
Os diálogos, bem construídos, são obra do roteirista Jeff Wadlow (‘Cry Wolf’).
Momentos engraçados são intercalados com cenas de emoção, principalmente quando Mindy se lembra de seu pai.

Se você é do tipo que se apega a personagens, cuidado: nesse filme, qualquer um pode morrer a qualquer momento.

 

Cotação: Muito bom

Ideal para: fãs do primeiro filme, fãs da HQ, pessoas que querem se divertir

 

 

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image
  • Pingback: CARRIE()

  • Leonardo Nazareth

    Espero que tenha o 3 😀