Liga da Justiça

Um dos filmes mais aguardados do ano, ”Liga da Justiça” chega para tirar o gosto amargo deixado por ”Batman vs Superman” e pelo triste ”Esquadrão Suicida”, muito criticados pelo público e pela imprensa em 2016. Agora, o time de heróis mais famoso do mundo tem como missão derrotar um vilão nas telonas e ganhar o coração (e o respeito) dos fãs dos quadrinhos.

A trama começa após o final de ”Batman vs Superman”. Superman (Henry Cavill) está morto e Bruce (Ben Affleck) precisa unir forças com Diana (Gal Gadot),mas logo percebem que apenas os dois não vão dar conta do recado. Eles então recrutam o jovem Barry (Ezra Miller, de ”As vantagens de ser invisível”) e Victor (Ray Fisher), remetendo então a uma cena de ”Batman vs Superman” onde os heróis aparecem pela primeira vez. Além deles existe também Arthur, o Aquaman (Jason Momoa, de ”Game of Thrones”).

A equipe se une para deter um grande inimigo: o Lobo da Estepe (voz de Ciarán Hinds) e seus parademônios de Darkseid, um vilão do passado que quer unir as poderosas caixas Maternas na Terra. As caixas estão escondidas em Atlântida (com Aquaman), Themyscira (Mulher Maravilha) e na Terra, e os heróis precisam impedir a destruição do mundo caso as três caixas se unam.
Mesmo parecendo um tema batido (vilão louco quer destruir a Terra sem nenhum motivo aparente bla bla bla), a trama funciona e em alguns momentos até inova, trazendo piadas e perdendo o tom sisudo, principalmente nas falas de Barry, o Flash.

Gal Gadot brilha na tela, como sempre. Além de linda, a atriz, uma das maiores revelações de 2017, faz sua Mulher Maravilha crescer em cena com força, mas ao mesmo tempo delicada. O fan service pode atrapalhar em alguns momentos, mas no geral, o filme empolga com boas cenas de luta, bem orquestradas e empolgantes. Os atores estão em sintonia e isso fica claro durante todo o tempo.
Sobre o vilão, pouco a se falar: sem graça e em alguns momentos, risível. Serve para unir o time e fazer o filme ter mais ação – e só.
O roteiro é de Joss Whedon (”Buffy”, ”Angel”, Avengers: Era de Ultron” e do vindouro ”Batgirl”) e a direção é de Zack Snyder (”300”, ”Watchmen”), amado por uns, odiado por outros, mas competente como diretor de filmes de ação.

 

Cotação: Bom

ATENÇÃO: o filme tem duas cenas pós créditos

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012.
Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ”Coluna Clichê” sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image

Leave a comment