Magic in the moonlight

DSCF9550.RAF

magic+in_

 

Woody Allen, como todos sabem, é um grande diretor. Ele foi responsável por filmes como ”Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”, ”Hannah e suas irmãs”, ”Contos de Nova York”, ”Melinda e Melinda”, ”Meia noite em Paris” e o incrível ”Blue Jasmine”. Porém, em ”Magic in the Moonlight”, seu mais novo trabalho, o diretor não acertou a mão.

Na trama, que se passa em 1928, Stanley Crawford (Colin Firth) é um mágico que se fantasia de chinês para fazer suas apresentações. Mostrando truques como pessoas sendo partidas ao meio e elefantes desaparecendo dentro de caixas, ele é totalmente cético, não acreditando em poderes sobrenaturais. Um dia, enquanto apresenta sua turnê em Berlim, Stanley recebe um convite: precisa acompanhar seu amigo Burkan (Simon McBurney) até o sul da França para o ajudar a desmascarar uma jovem que se diz ser médium.

Chegando lá, Stanley conhece a linda Sophie (Emma Stone), começa a observar a moça, que é protegida por sua mãe (Marcia Gay Harden). Sophie está sendo cortejada pelo milionário Brice (Hamish Linklater, o irmão de Christine na série ”The new adventures of Old Christine”) e pensa em se casar com ele. Achando coincidência demais que a jovem tenha se afeiçoado a Brice e tenha conquistado a simpatia da mãe dele, Grace (Jacki Weaver), uma inocente viúva, Stanley não esperava perder o rumo de seu trabalho… até se apaixonar.

Usando uma velha e interessante reviravolta nos minutos finais, Allen apresenta um filme fofo, bem filmado, mas que se arrasta e não empolga. Emma Stone, sempre viva, esperta e sarcástica, porém, a saga de sua personagem e o mistério que a envolve não é materializado da forma correta, deixando o espectador com a impressão de que falta alguma coisa.
Colin Firth, como sempre, dá um show como o irônico Stanley. O ator, que já tinha mostrado todo seu potencial no lindo ”O discurso do rei”, foi a escolha acertada para ao personagem. Fazem parte do elenco também Erica Leerhsen, Catherine McCormack, Eileen Atkins e Jeremy Shamos.

 

 

Cotação: Bom