Minha família já te ama!

O simpático Julien (Arthur Dupont, ”Os sabores do palácio”) mora em Paris e cria aplicativos para smartphones. Apaixonado pela jornalista Eva (a linda Déborah François, de ”’A Datilógrafa”), sua namorada, ele a pede em casamento, ela aceita e então os dois vão passar um fim de semana na Ilha de Ré, onde a família dela mora. Julien ainda não conhece os sogros e o cunhado, por isso fica nervoso com a situação.

Chegando lá, os dois são recebidos por Jean-Seb (Jérôme Commandeur), o irmão de Eva, e por sua esposa, a triste Corinne (Valérie Karsenti), que leva o casal até a casa de seus pais, Jean (Thierry Lhermitte) e Marie-Lau (Marie-Anne Chazel). A família a princípio parece perfeita, mas durante o fim de semana Julien vai descobrindo que eles são mesquinhos, invejosos e preconceituosos. As descobertas abalam seu relacionamento com Eva, que parece em dúvida sobre o casamento.

O filme é leve e diverte – a cena da sauna é uma das melhores do longa. Arthur e Déborah formam um ótimo casal, dando credibilidade ao roteiro. O filme segue a mesma linha de outras ótimas produções francesas, como ”Relacionamento à francesa” e ”Que mal eu fiz a Deus”? – filmes com roteiros inteligentes que misturam comédia e drama no tom perfeito, sem ofender e sem precisar apelar. O longa teve a direção de Jérôme Commandeur (”Mamãe, voltei!” e ”Em cima do muro”).

 

Cotação: Bom

 

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012.
Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ”Coluna Clichê” sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image

Leave a comment