Pequeno Dicionário Amoroso 2

maxresdefault (2)

 

Timing é tudo nessa vida.  😥

Na trama, que se passa 15 anos após o primeiro filme, o  ex-casal Luiza (Andrea Beltrão) e Gabriel (Daniel Dantas) volta a se encontrar no enterro do padrasto dela. Dona de uma galeria, Luiza desistiu de ser fotógrafa e está infeliz em seu casamento. Mãe de um adolescente, ela está arrastando sua relação com Alex (Marcelo Airoldi), um engenheiro bem sucedido, por pura preguiça.

Gabriel, depois de muitas separações, está namorando Jaque (Fernandinha de Freitas), uma mulher fogosa e muito mais jovem. A força do destino faz com que Luiza e Gabriel se reaproximem, relembrem os velhos tempos, uma coisa leva a outra e… eles ficam juntos.

A ideia geral da história – ex-casal-se-reencontra-percebem-que-se-amam-e-resolvem-enfrentar-tudo-e-todos-para-viver-esse-grande-amor – é bacana e bonitinha, mas não funciona. Os motivos de Luiza são rasos e ela parece sempre estar procurando algo melhor que Gabriel; enquanto ele, na primeira dificuldade,  começa a repensar o relacionamento inteiro.

Em 1997, tudo era novidade, e o filme fez sucesso exatamente por ser simples, bonito, bem feito e romântico. A continuação, tentando ser moderninha, derrapa em diversos aspectos, para tristeza do espectador – nem a montagem de Pedro Bronz salva. Uma pena.

 

Cotação: Ruim

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV. Também colabora com o blog ''CuteDrop''.

  • Image
  • Image