Que mal eu fiz a Deus?

A comédia francesa conta a história do casal Claude (Christian Clavier) e Marie (Chantal Lauby), que tem quatro filhas. Católicos, eles ficam arrasados quando as três mais velhas se casam com um chinês, um árabe e um judeu. Quando a caçula, Laure (Élodie Fontan), anuncia que está noiva, os dois esperam que dessa vez suas preces sejam atendidas, porém, ficam chocados quando descobrem que o ator Charles (Noom Diawara) é negro e sua família mora no Senegal.

Claude e Marie, então, precisam se controlar e aceitar o genro. Tentando disfarçar o desconforto, que rende algumas das melhores cenas do longa, a família recebe em sua casa os Koffi, parentes de Charles, que vão até a França para o casamento. O pai de Charles, o senhor André (Pascal Nzonzi), também é preconceituoso e contra o relacionamento do filho com uma mulher que não seja negra.

Com um argumento interessante e roteiro original, ”Que mal eu fiz a Deus?” é uma comédia leve e interessante. A sintonia de Christian e Chantal em cena é ótima, e eles conseguem desenvolver simpatia por parte do espectador, que não sabe se ri ou se chora com as reações dos dois, sempre exageradas.
A direção ficou por conta do também francês Philippe de Chauveron (de ”Débarquement immédiat”).

 

Cotação: Muito bom

 

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV. Também colabora com o blog ''CuteDrop''.

  • Image
  • Image