CM+ | simples e completo //

Tag Archives: senhor dos anéis

Pôsters incríveis da saga ‘O Senhor dos Anéis’

Confira estes incríveis posters criados pelo artista Marko Manev que mostram a saga do Senhor dos Anéis de uma forma extremamente única.

failwars-posters-1 failwars-posters-incriveis-senhor-dos-aneis-2 failwars-posters-incriveis-senhor-dos-aneis-3 failwars-posters-incriveis-senhor-dos-aneis-4 failwars-posters-incriveis-senhor-dos-aneis-5 failwars-posters-incriveis-senhor-dos-aneis-6

Trilogia ‘O Hobbit’ já custou o dobro de ‘O Senhor dos Anéis’

 Thumbnail

Se você acha que os belos efeitos visuais da trilogia ‘O Senhor dos Anéis’ devem ter custado caro, saiba que os novos efeitos da trilogia ‘O Hobbit’ exigem investimentos muito maiores.
O diretor Peter Jackson já gastou US$561 milhões na nova trilogia, e o segundo filme, O Hobbit: A Desolação de Smaug, ainda nem chegou aos cinemas.
Esses custos incluem 266 dias de filmagem, dois meses de filmagens adicionais e principalmente os efeitos especiais.
O fato de filmar em 3D e em 48 quadros por segundo contribuiu para aumentar os preços.

Pelo menos, o primeiro episódio, ‘O Hobbit: Uma Jornada Inesperada’, já ultrapassou US$1 bilhão nas bilheterias mundiais, cobrindo tranquilamente esses custos (que não incluem a publicidade do filme, vale lembrar).
De qualquer maneira, como os três filmes de ‘O Senhor dos Anéis’ tiveram custo inferior a US$ 300 milhões e arrecadaram cerca de US$ 3 bilhões, a segunda franquia deve ser muito menos lucrativa para os estúdios Warner.

 

Fonte: Total Film/ Box Office Mojo

O Hobbit

 O-Hobbit-Filme-1

Um dos filmes mais esperados do ano de 2012, ‘O Hobbit’ chegou aos cinemas no dia 14 de dezembro e já vendeu 391 mil ingressos somente no Brasil.
Nesse filme, que teve a direção do experiente Peter Jackson (‘As Aventuras de Tintim’ e ‘Percy Jackson’), conhecemos a história que antecede ‘O Senhor Dos Anéis’, obra prima de Tolkien.

O pacato Bilbo Bolseiro (Martin Freeman, de ‘O Guia do Mochileiro das Galáxias’ e atualmente em ‘Sherlock’) leva uma vida feliz quando, repentinamente, o mago Gandalf, o Cinzento (Ian McKellen, maravilhoso como sempre) aparece e o convence a partir em uma aventura junto com Thorin Escudo de Carvalho (Richard Armitage) e mais doze anões (Fili, Kili, Óin, Glóin, Balin, Dwalin, Bifur, Bofur, Bombur, Ori, Nori e Dori) em busca do tesouro dos anões que fora saqueado por Smaug, o dragão.

Bilbo é nomeado o ‘ladrão’ do grupo e passa por várias situações tensas, como enfrentar orcs e trolls, enquanto luta por sua sobrevivência. Ele e a Companhia contam também com a ajuda de Galadriel (Cate Blanchet) e Saruman (Christopher Lee).

Uma das partes mais emblemáticas do longa se dá quando, perdido numa caverna escura e sem noção do que se passava fora dela, Bilbo encontra um anel, o Um, perto de um lago.
Conhecemos assim, a origem do personagem Gollum (Andy Serkis, em seu trabalho mais impressionante), que joga com Bilbo um jogo de adivinhas e, caso perca, será devorado por ele.
Bilbo acerta todas as charadas, descobre, num golpe de sorte, que o anel o deixa invisível e assim, sai vencedor do jogo.

As cenas finais do longa são de arrepiar, e fazendo uso de uma tecnologia cinematográfica nunca antes vista, Peter Jackson conta uma história encantadora, cheia de magia e mistérios, que agrada aos fãs de Tolkien e também aos não fãs.
A segunda parte, chamada ‘A Desolação de Smaug’, chega aos cinemas em dezembro de 2013.

 

Cotação: Muito bom
Ideal para: fãs da série, pessoas que gostam de filmes de aventura/fantasia