Temporada do musical “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos” está chegando ao fim

mban_creditopapricafotografia_cena_00078

 

Uma comédia musical adaptada do clássico do cinema espanhol de Pedro Almodóvar, com versão brasileira e direção assinadas por Miguel Falabella, “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos” está em cartaz no Teatro Oi Casa Grande até 8 de maio, com sessões de sexta a domingo.

No palco, a história de três mulheres com problemas amorosos se cruza e revela toda a complexidade dos relacionamentos e da vida feminina. Pepa (Marisa Orth), uma atriz que guarda em segredo sua gravidez, é abandonada pelo amante e se vê perdida. Candela (Helga Nemeczyk), sua melhor amiga, se apaixona por um terrorista e decide pedir ajuda a sua confidente temendo parar na cadeia como cúmplice. Lúcia (Stella Miranda), mulher do amante de Pepa, resolve se vingar do ex-marido nos tribunais depois de ter sido deixada por ele. O resultado é um dia conturbado de encontros e desencontros, em um espetáculo que não deixa de lado o humor que conduz uma comédia musical.

As principais figuras masculinas dessa narrativa são Ivan (Juan Alba), amante de Pepa e ex-marido de Lúcia, e seu filho Carlos (Daniel Torres), que acaba se envolvendo em toda a confusão quando sua noiva, Marisa (Carla Vazquez), bebe por engano um sonífero preparado por Pepa. Em “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos”, não faltam a histeria, a obsessão e o drama de mulheres intensas.

Em uma produção imperdível, o público brasileiro será capaz de se identificar e se divertir com a confusão amorosa vivida pelos protagonistas no ano de 1987, em uma das coberturas mais luxuosas da Espanha. Pepa é a peça principal  desse espetáculo. Apaixonada por Ivan, perde o chão quando é abandonada por ele, mas não mede esforços para encontrá-lo – nem que para isso precise seguir sua ex-esposa.

 “A Pepa é meio trapalhona, mas tem um jeito de amar desesperado. Quando ela está chorando, o público está rindo; e quando está rindo, o público provavelmente estará chorando.Essa personagem mostra um carinho pela mulher e, ao mesmo tempo, uma autoavacalhação”, avalia Marisa Orth.

Do lado oposto de Pepa está Lúcia, que viveu seu verdadeiro amor ao lado de Ivan, ainda que tenha sido tantas vezes deixada por ele em detrimento de uma nova aventura. A última delas (Pepa), no entanto, levou seu marido muitos anos atrás, o que a motiva a preparar uma vingança para ele nos tribunais. Uma louca determinada, no fim das contas só quer de Ivan aquilo que mais anseia: tê-lo de volta.

mban_creditopapricafotografia00001-2136-jpg

“Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos” ainda tem espaço para o casal Carlos (Daniel Torres) e Marisa (Carla Vasquez). Os noivos estão às vésperas do casamento e a procura por um lugar para morar os leva até o apartamento de Pepa, a amante do pai de Carlos. 

Assistindo a todos os encontros e desencontros das casas de Lúcia e Pepa está o taxista vivido por Ivan Parente, uma espécie de narrador, que observa e interage com os personagens. “Ele é quase um psicólogo das pessoas que passam pelo seu táxi, isso o coloca dentro da história”, afirma Juan Alba.

A peça oferece à plateia um show de latinidade e irreverência. ”A cenografia conta com dois palcos giratórios que remontam uma  Madrid da década de 80, além de colocar em cena uma moto e um carro em tamanhos reais. Ao todo são retratados 25 lugares diferentes, entre apartamentos, ruas e cabines telefônicas” detalha o cenógrafo J.C. Serroni.

Serviço:

Período: até 08 de maio de 2016
Local: Teatro Oi Casa Grande (Shopping Leblon – Rua Afrânio de Melo Franco, 290 – Leblon/RJ)
Horários: Sexta 21h; Sábado 17h30 e 21h30; Domingo 17h30
Duração: 2h30 (com intervalo)
Capacidade: 926 lugares
Preços dos Ingressos: entre R$ 50,00 e R$ 180,00

Vendas pela bilheteria do Teatro Oi Casa Grande e pelo site www.ingresso.com — Mais informações no telefone (21) 2511-0800.

Classificação etária: 12 anos

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV. Também colabora com o blog ''CuteDrop''.

  • Image
  • Image