Tinha que ser ele?

Stephanie (a bonitinha Zoey Deutch, de ”Jovens, Loucos e Mais Rebeldes” e ”Tirando o Atraso”) tem 22 anos e estuda em Stanford. Seu pai Ned (Bryan Cranston, de ”Breaking Bad”) tem muito orgulho dela e sente saudades, pois ela mora na faculdade e eles só conseguem se ver nos feriados. Ela começa a namorar o bilionário Laird (James Franco, de ”127 horas” e ”Palo Alto”), que é dono de uma empresa de videogames, e após um incidente envolvendo um webcam, convida sua família a passar o Natal com eles na Califórnia.

Chegando lá, a família de Ned se depara com uma mansão incrível e são convidados a se hospedar lá, para alegria de Scott, o irmão de 15 anos de Stephanie. Ned tem algumas dúvidas sobre o namorado da filha, que é totalmente sem noção, xinga muito, é cheio de tatuagens e não terminou a faculdade – um típico empreendedor do Vale do Silício, para desespero do pai de família, que vê o feriado se tornar um pesadelo.

”Tinha que ser ele?” é o típico filme de comédia onde situações absurdas são apresentadas para deixar os personagens constrangidos – e os espectadores mais ainda. James Franco, que parece acostumado a interpretar papéis diferenciados (como ”127 horas” e ”A história verdadeira”), está ótimo no papel de Laird, que é a alma do filme. Sem ele, a história simplesmente não existiria.
A direção do longa ficou por conta de John Hamburg (”Quero ficar com Polly”).

 

Cotação: Regular

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV. Também colabora com o blog ''CuteDrop''.

  • Image
  • Image