Scorsese supera Spielberg e se torna diretor mais indicado ao Oscar

Concorrendo a melhor direção no Oscar 2024 por Assassinos da Lua das Flores (2023), Martin Scorsese se tornou o cineasta vivo com mais nomeações ao prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. Aos 81 anos, o diretor coleciona dez indicações, superando o recorde de Steven Spielberg. O nome por trás de A Lista de Schindler (1993) foi indicado nove vezes.

Scorsese venceu a categoria apenas uma vez em toda sua carreira. A primeira indicação veio em 1981, pelo longa-metragem Touro Indomável. O diretor também concorreu a melhor direção por A Última Tentação de Cristo (1989), Os Bons Companheiros (1991), Gangues de Nova York (2003), O Aviador (2005), Os Infiltrados (2007), A Invenção de Hugo Cabret (2012), O Lobo de Wall Street (2013) e O Irlandês (2020).

A única vez em que levou o prêmio foi por Os Infiltrados. O filme segue a história de Billy Costigan (Leonardo DiCaprio), um jovem policial, que recebe a missão de se infiltrar na máfia, no grupo comandado por Frank Costello (Jack Nicholson). Billy conquista a confiança do mafioso ao mesmo tempo em que Colin Sullivan (Matt Damon), um criminoso que atuou na polícia como informante de Costello, também ascende dentro da corporação. 

Leia Mais
Henry Cavill confessa que odeia gravar cenas de sexo