CM+ | simples e completo //

All posts by Clarissa Cavalcante

Diretor de ‘Anna Karenina’ vai filmar “origem” de ‘Peter Pan’

peter_pan_(1)

 

O diretor Joe Wright (“Anna Karenina”) está em negociações com a Warner Bros. para dirigir um “filme de origem” de “Peter Pan”.
A informação é do site The Hollywood Reporter.

Mais conhecido por seus dramas de época estrelados por Keira Knightley, Wright irá comandar um roteiro de Jason Fuchs (“A Era do Gelo 4″), que está sendo descrito como o “Batman Begins” (2005) de “Peter Pan”. A produção está a cargo de Greg Berlanti (criador da série “Arrow”).

O projeto é um dos muitos envolvendo o personagem criado por J.M. Barrie no início do século 20. A Sony está desenvolvendo “Neverland” com produção do ator Channing Tatum (“Anjos da Lei”) e roteiro de Billy Ray (“Jogos Vorazes”). E a Disney, que fez a animação clássica que tornou o personagem conhecido mundialmente, prepara uma versão do romance “Peter e os Catadores de Estrelas”, história que se passa antes da trama original, com Gary Ross (“Jovos Vorazes”) atrelado como diretor.

O personagem também está sendo utilizado como vilão da atual temporada da série de fantasia “Once Upon a Time”. Além disso, a 20th Century Fox e o estúdio ImagineTV estão produzindo a série “The League of Pan”, que promete reinventar a mitologia do menino que não queria crescer.

 

 

Fonte: Pipoca Moderna

Disney quebra recorde de faturamento!

 

Universidade-Monstros

Os US$ 4 bilhões que a Disney pagou pela Marvel foram o dinheiro mais bem aplicado da história. Graças a dois filmes baseados em super-heróis da editora de quadrinhos, o estúdio está perto de atingir os mesmos US$ 4 bilhões apenas em 2013, com receitas mundiais obtidas por estreias deste ano.

“Homem de Ferro 3″ permanece o maior sucesso de bilheterias do ano, com US$ 1,2 bilhão de arrecadação mundial. Mas “Thor: O Mundo Sombrio”, que foi lançado no último fim de semana nos EUA, está mostrando o mesmo fôlego heroico.
Já soma US$ 326 milhões em todo o mundo. Com isto, o estúdio chegou à arrecadação de US$ 3,79 bilhões e está a US$ 100 mil de quebrar seu recorde histórico, obtido em 2010, quando “Toy Story 3″ e “Alice no País das Maravilhas” foram os grandes filmes do ano.

Além dos filmes da Marvel, a Disney obteve sucesso mundial com a animação da Pixar “Universidade Monstros”, que fez US$ 743 milhões de bilheteria, e a fantasia “Oz: Mágico e Poderoso”, com US$ 493 milhões.

“Com incríveis resultados com marcas da Marvel, Disney e Pixar, esta é uma conquista fenomenal e nós ainda temos sete semanas e três filmes interessantes para encerrar ano”, disse Alan Bergman, o presidente do Walt Disney Studios, em comunicado.

A Disney foi o primeiro estúdio a atingir US$ 1 bilhão de arrecadação nos EUA em 2013, o que aconteceu em julho. No mês seguinte, atingiu US$ 4 bilhões de faturamento mundial. E no início de novembro, o estúdio quebrou seu recorde de bilheteria internacional de US$ 2,3 bilhões, também definido em 2010.

A Disney ainda irá lançar a animação “Frozen – Uma Aventura Congelante”, que pode elevar ainda mais o recorde do estúdio. Entretanto, o lançamento só chegará ao Brasil no ano que vem, em 3 de janeiro.

18 coisas que você não sabia sobre Tom Hiddleston

thor-the-dark-world-loki-tom-hiddleston-poster

 

Desde 2011, Tom Hiddleston tem retratado o lendário vilão, Loki. Já foram três aparições nos cinemas, e tem gente que não se cansa de ver o irmão adotivo de Thor aprontando altas confusões.
Tom Hiddleston não apenas deu vida a Loki, como o consolidou oficialmente como um marco dos personagens das HQ’s no cinema.

Na segunda parte da franquia do Deus do Trovão, Thor une forças com seu irmão adotivo para salvar os nove reinos de Malekith, o maldito, um vilão muito poderoso para Thor enfrentar por conta própria.
Pode ser que Hiddleston tenha feito sua última aparição como Loki, mas ainda há muito a se descobrir sobre essa estrela em ascensão.
1. Antes de se consagrar como Loki, Hiddleston fez o teste de elenco para o papel de Thor. O ator conseguiu 20 kg de músculos, mas o diretor Kenneth Branagh viu no inglês o perfil perfeito do deus das trapaças e travessuras.

2. Ele já interpretou o tigre Shere Khan, de Mogli, em uma peça na escola.

3. Hiddleston disse que se não fosse ator, gostaria de ser cowboy e se tivesse um cavalo, o chamaria de Baltazar.

4. Seus pais tentaram desencorajá-lo de seguir a carreira de ator.

5. Seu herói favorito é o Superman. Para ele, Christopher Reeve foi o primeiro herói da vida real.

6. Hiddleston estudou em Eton College, um colégio de prestígio da Inglaterra, ao lado de celebridades como Príncipe William.

7. Em Janeiro deste ano, ele viajou com a UNICEF para a Guiné, para visitar e dar apoio a crianças, famílias e comunidades carentes. O ator continua envolvido com a organização.

8. Seu drinque favorito é Jameson on the Rocks. Um coquetel irlandês que consiste em misturar Whiskey com gelo e casca de laranja.

9. Ele recebeu o prêmio de “Revelação” no Laurence Olivier Awards 2008, sendo considerado o melhor ator dos teatros londrinos.

10. Hiddleston jogou rugby na universidade de Cambridge, mas largou os esportes pelo amor à arte.

11. O filme favorito do ator é Fogo Contra Fogo.

12. Seu tatatatatatatatataravô, Sir Edmund Vestey, foi o maior fornecedor de alimentos para as tropas britânicas durante a Primeira Guerra Mundial.

13. Hiddleston foi considerado o segundo homem mais sexy do mundo, no top 100 de 2013 da revista Empire. 

14. Hiddleston tem Selachofobia, medo de tubarões, o ator diz que não consegue se afastar da praia, em direção ao mar, que a música do filme ‘Tubarão’ já começa a tocar em sua cabeça.

15. Com uma notável carreira nos teatros, Hiddleston já estrelou as grandes peças de Shakespeare como Otelo e Coriolano.
O ator é capaz de recitar Hamlet “de cabeça.”

16. Ele diz que Hamlet, de Shakespeare, foi sua principal inspiração para criar o vampiro de Only Lovers Left Alive de Jim Jarmusch.

17. A mãe de Hiddleston é ex-agente de imprensa e seu pai é um cientista, diretor de uma empresa farmacêutica.

18. Se for convidar Hiddleston para um chá, sirva chá com óleo de bergamota e uma gota de leite, é o seu favorito.

 

Via

Vídeo: Darth Vader, antes da dublagem

VADER

 

Na versão original de “Star Wars“, o vilão Darth Vader é reconhecido pelo traje preto e pela voz grave e ofegante de James Earl Jones, um ator que – no ranking de vozes semelhantes ao que imaginamos que seja a voz de Deus -, só perde para Morgan Freeman.

Talvez por isso o vídeo do post de hoje, que mostra uma voz pré-James Earl Jones do personagem seja tão estranho.

Jones foi responsável apenas pela dublagem de Vader; quem o interpretou fisicamente foi o ator David Prowse, cuja voz George Lucas nunca teve a intenção de usar no filme. Por que, vocês perguntam?

Apenas assistam ao vídeo abaixo, um mini making of que explica um pouco sobre a busca da “voz certa” para Vader, e tentem não rir de Prowse sambando de um lado para o outro na Estrela da Morte, dizendo as falas de Vader com um sotaque carregado e uma voz bem menos poderosa de pessoa normal.

 

LEGO + Star Wars, por Avanaut

O talentoso fotógrafo Avanaut (cujo nome verdadeiro é Vesa Lehtimäki) recriou algumas cenas, juntamente com algumas criações personalizadas, dos filmes Star Wars, utilizando figuras LEGO, e capturou-as de forma impressionante.

As cenas são super realistas.
Confira algumas das nossas fotos favoritas da série abaixo.
Você também pode acessar o sensacional Flickr do artista clicando aqui.

 

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-2

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-3

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-4

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-5

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-6

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-7

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-8

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-9

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-10

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-11

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-12

LEGO-Star-Wars-Photography-by-Avanaut-1

Disco de Alanis Morissette vai virar musical

 

alanis_morissette_j

Não é de hoje que o namoro entre a Broadway e a música pop vem gerando os mais diversos musicais. Como não lembrar de Mamma Mia!, que passeia por todo o repertório do Abba? Sem falar de Motown : The Musical, Jersey Boys (com a história do Four Seasons), A Night With Janis Joplin e Beautiful : The Carole King Musical (cujas previews começam na semana que vem), só para citar alguns.

Mas, junto a este movimento, parece que há uma tendência, mais específica, de usar um álbum completo como ponto de partida para um novo espetáculo, tais como Here Lies Love (inspirado no disco homônimo de David Byrne) e American Idiot (do Green Day).
Esse é o caso de Alanis Morissette, cujo premiado CD Jagged Little Pill será tranformado em musical com estreia prevista para o ano que vem.

Este novo musical, que está sendo tratado como uma produção experimental, terá todas as faixas do disco, além de outros sucessos da cantora, e também canções originais.
Apesar do elenco ainda não ter sido anunciado, um nome de peso já foi confirmado na equipe criativa: orquestração e arranjos estão por conta de ninguém menos que Tom Kitt (vencedor do Tony e do Pulitzer por Next to Normal, além de ter no currículo musicais como Bring It On, American Idiot e, mais recentemente, If/Then, com Idina Menzel). Jagged Little Pill será produzido por Ethan Arvind David e Vivek J. Tiwary (que já trabalhou com Kitt na adaptação do disco do Green Day).

O álbum Jagged Little Pill vendeu mais de 33 milhões de cópias no mundo inteiro e é reconhecido como o disco mais vendido da década de 1990 . Ele liderou o topo 200 da Billboard 200 por 12 semanas após seu lançamento e ganhou o Grammy de Álbum do Ano. Metade de suas faixas se transformaram em singles de sucesso, como You Oughta Know, que ganhou o Grammy de Melhor Canção de Rock.

 

 

Fonte: Billboard

Baterista da banda The Who vai ganhar cinebiografia

The-Who_1400x1050

 

O baterista Keith Moon, da banda The Who, vai ganhar uma cinebiografia.

O projeto está sendo desenvolvido o apoio do vocalista Roger Daltrey e vai traçar a curta e selvagem vida do músico, que se tornou famoso não só por sua percussão maníaca nos shows da banda, que geralmente envolviam a destruição de seu kit de bateria, mas também por seus excessos alucinados com as fãs em quartos de hotel.
Responsável por inventar a bateria com dois tom-toms (montagem básica do rock atual) e por batizar a banda Led Zeppelin, Moon também se destacou no cinema, estrelando seis filmes, entre eles a clássica opera rock “Tommy” (1975). Ele faleceu vítima de uma overdose em 1978.

“É um projeto muito querido e fico feliz por poder revigorá-lo”, disse Daltrey em comunicado, evocando outras oportunidades em que a cinebiografia do baterista chegou a ser considerada.

O filme será o primeiro projeto da nova produtora Da Vinci Media, que está agora em busca de parceiros na Europa e um roteirista. “Sou um grande fã do Who e considero Keith Moon o maior baterista de todos os tempos”, disse Wendy Rutland, uma das sócias da Da Vinci Media.
“E pude sentir a paixão de Roger e a perspectiva detalhada para esta história única desde nosso primeiro telefonema. Estamos muito animados com o projeto”.

Expos em SP: Chanel e Kubrick

01chanelli_b_426x639

 

The Little Black Jacket – Chanel’s Classic revisited by Karl Lagerfeld and Carine Roitfeld
Era pra ser um casaqueto preto, apenas, mas falando em Chanel, o básico é sempre o extraordinário. A exposição chegou ao Brasil no final de outubro, na OCA (parque Ibirapuera) em São Paulo. A marca de luxo, vendedora de sonhos, revolucionou a indústria da moda com peças originais, transparecendo simplicidade e elegância desde que Coco Chanel viu seu talento para moda.
De todas as peças clássicas e únicas, foi o tailleur preto quem teve maior destaque e até hoje, depois de ser reiventado, exala paixão e encanto.

A exposição é um projeto Karl Lagerfeld com a ajuda de Carine Roitfeld, ex-editora da Vogue francesa. O estilista fotografou suas musas Chanels e amigos descolados vestindo a jaqueta de maneiras próprias e únicas. Há muita gente famosa: de Sarah Jessica Parker, quem transformou a sua jaqueta em vestido de cabeça, até Vanessa Paradis, que a desliza pelos ombros.
A modelo britânica Alice Dellal prefere adaptar a dela para refletir seu estilo inspirado no punk.

A exposição vem para o Brasil depois de passar por vários países como Tokyo, Nova Iorque, Berlim, Paris, Milão entre outro, e traz consigo 113 fotos de celebridades de grande influência nos últimos anos, vestindo a peça da maison francesa, fotografadas por Karl Lagerfeld, designer da marca de 1983.
A partir do dia 31 de outubro até o dia 01/dez/13, todos os dias, das 10 as 19h. Entrada gratuita.

.

 

tn2_stanley_kubrick_1

Retrospectiva e Exposição Stanley Kubrick

Stanley Kubrick, um dos cineastas mais brilhantes dos últimos anos, vai ganhar destaque em uma homenagem na 37ª Mostra Internacional de Cinema. Será realizada uma retrospectiva de seus filmes, junto à uma exposição.

 Algumas das obras mais renomadas do cineasta, roteirista, produtor e fotógrafo estarão de volta às telonas no MIS – Museu da Imagem e do Som em São Paulo com objetivo de reviver as singularidades estéticas, cheias de peculiaridades filosóficas entrelaçadas as obras de Stanley.

Entre os títulos em exibição estarão: Laranja Mecânica, O Iluminado, Spartacus, AI: Inteligência Artificial (dirigido por Steven Spielberg) e uma edição especial mostrando sua trajetória em Stanley Kubrick: A Life in Pictures (direção Jan Harlan, 2001).
A exposição contará com audio e video de matérias, documentos originais, objetos que fizeram parte de cenas de suas obras, e fotos de seus longas -metragens.

Mais do que trazer uma cronologia do artista, desde o início de sua carreira até os últimos filmes que concebeu, a exposição apresenta a singularidade de sua obra e suas influências em seções dedicadas aos clássicos como Lolita (1962), 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968), Laranja Mecânica (1971) e O Iluminado (1980).

A exposição acontece até o dia 12 de janeiro de 2014 (terças a sextas, das 12h às 21h; sábados das 10h às 22h; domingos e feriados das 11h às 20h).

No MIS, os ingressos estão custando R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia).
Ingressos para a mesma data da visitação à venda nos horários: quartas às sexta-feiras, das 12h às 20h; sábados, das 10h às 21h; domingos e feriados, das 11h às 19h. Terças-feiras: Ingresso gratuito.

Franquia ‘Jogos Vorazes’ pode ganhar parque temático

the-hunger-games

 

A franquia literária/cinematográfica “Jogos Vorazes” pode ganhar um parque temático. A informação é do site The Hollywood Reporter.

“Nós fomos abordados em dois territórios diferentes sobre as potenciais oportunidades de um parque temático, o que dá uma sensação do impacto cultural da franquia”, afirmou Jon Feltheimer, CEO da Lionsgate. “Estamos entusiasmados com as oportunidades e estão indo atrás disso”, completou.

Até o momento, nada foi definido em relação à construção de um parque temático. Já o segundo filme da franquia, intitulado “Jogos Vorazes: Em Chamas”, chega aos cinemas brasileiros em 15 de novembro.

Na trama da continuação da ficção científica adolescente, Katniss (Jennifer Lawrence) e Peeta (Josh Hutcherson) voltam para a casa após vencerem os Jogos Vorazes, mas devem deixar suas famílias e amigos para embarcar numa turnê pelos distritos.
Temendo que sua popularidade crescente inspire uma rebelião está para acontecer, o Presidente Snow (Donald Sutherland) planeja novos jogos, que podem mudar Panem para sempre. O filme tem direção Francis Lawrence (“Água para Elefantes”).

 

Fonte: Pipoca Moderna