CM+ | simples e completo //

Tag Archives: tolkien

Resumão: o que rolou no painel de ”O Hobbit” na Comic Con

battle-of-the-five-armies-600x399

 

O painel de O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos na Comic-Con 2014 reuniu quase todo o elenco principal do filme. Não vieram a San Diego apenas Ian McKellen, Martin Freeman e Richard Armitage, que interpretam Gandalf, Bilbo e Thorin Escudo-de-Carvalho.

Cate Blanchett, Benedict Cumberbatch, Evangeliny Lily, Luke Evans, Lee Pace, Elijah Wood, Andy Serkis, Peter Jackson e a roteirista Phillipa Boyens sentaram no painel e passaram cerca de 40 minutos falando sobre o filme antes de qualquer material exibido.
Antes do falatório, foi exibido um vídeo com erros de gravações de ambas as sagas, O Hobbit e O senhor dos Anéis.

Confira um resumo de fatos que aconteceram no painel:

– Peter Jackson disse que espera abrir um museu de O Senhor dos Anéis um dia.
– Cate Blanchett disse que não usou roupa de baixo enquanto filmava O Hobbit.
– Elijah Wood disse nunca ter lido O Hobbit ou O Senhor dos Anéis.
– P.J. disse também que o tom de O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos mudará do meio para o final, afim de encaixar o filme com O Senhor dos Anéis.
– P.J. revelou que existe uma versão ainda mais longa de O Senhor dos Anéis que pode vir a ser lançada um dia.
– Benedict Cumberbatch falou sobre a Captura de Movimento do dragão Smaug. “Eu ficava rolando em um carpete no chão como um lunático”.
Andy Serkis, que faz o mesmo trabalho com Gollum, foi ovacionado pela plateia.

– Andy declarou “A magia é ter atores brilhantes no set… e não deixar a tecnologia dominar tudo” (sobre Captura de Movimento)
– Cumberbatch imitou a voz de Smaug para um fã e foi ovacionado pela plateia.
– O trailer exibido foi um teaser que mostrava um pouco da preparação para a Batalha dos Cinco Exércitos.
Pouco foi mostrado, mas havia um sentimento de nostalgia. A frase final foi “Você me seguirá… uma última vez?”.

O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos estreia em 11 de dezembro no Brasil.

 

via: CineMarcado

Amizade dos autores de “Nárnia” e “O Senhor dos Anéis” será contada no cinema

13325

Attractive Films está planejando um filme sobre a vida do autor da saga O Senhor dos Anéis, J.R.R. Tolkien. O longa focaria na amizade de Tolkien com outro autor de sucesso, C.S. Lewis, criador de As Crônicas de Nárnia, enquanto eram colegas na Universidade de Oxford, segundo o Hollywood Reporter. A direção fica por conta de Simon West.

A maior parte do filme se passaria durante o início da Segunda Guerra Mundial, quando Tolkien, um veterano da Primeira Guerra, era assombrado pela memória de seus falecidos amigos. A relação dos dois escritores se estreita quando Tolkien, um católico devoto, converte Lewis para o cristianismo. Logo, a relação dos dois escritores é envenenada por ciúmes, paranoia e diferenças religiosas. “Lewis se tornar um garoto-propaganda do cristianismo chateou Tolkien“, disse o presidente da Attractive Films,Wernher Pramschufer.

A intenção é lançar Tolkien & Lewis durante o feriado de Páscoa, mas o executivo não disse em que ano. O projeto vem para concorrer com outro filme sobre a vida do autor de O Senhor dos Anéis; a Chernin Entertainment está desenvolvendo Tolkien para a Fox Searchlight, com roteiro do irlandês David Gleeson.

J.R.R. Tolkien nasceu na África do Sul em 1892, mas cresceu na Inglaterra. Além de escritor, era filólogo e professor universitário. O autor faleceu em 1973.

O Hobbit

 O-Hobbit-Filme-1

Um dos filmes mais esperados do ano de 2012, ‘O Hobbit’ chegou aos cinemas no dia 14 de dezembro e já vendeu 391 mil ingressos somente no Brasil.
Nesse filme, que teve a direção do experiente Peter Jackson (‘As Aventuras de Tintim’ e ‘Percy Jackson’), conhecemos a história que antecede ‘O Senhor Dos Anéis’, obra prima de Tolkien.

O pacato Bilbo Bolseiro (Martin Freeman, de ‘O Guia do Mochileiro das Galáxias’ e atualmente em ‘Sherlock’) leva uma vida feliz quando, repentinamente, o mago Gandalf, o Cinzento (Ian McKellen, maravilhoso como sempre) aparece e o convence a partir em uma aventura junto com Thorin Escudo de Carvalho (Richard Armitage) e mais doze anões (Fili, Kili, Óin, Glóin, Balin, Dwalin, Bifur, Bofur, Bombur, Ori, Nori e Dori) em busca do tesouro dos anões que fora saqueado por Smaug, o dragão.

Bilbo é nomeado o ‘ladrão’ do grupo e passa por várias situações tensas, como enfrentar orcs e trolls, enquanto luta por sua sobrevivência. Ele e a Companhia contam também com a ajuda de Galadriel (Cate Blanchet) e Saruman (Christopher Lee).

Uma das partes mais emblemáticas do longa se dá quando, perdido numa caverna escura e sem noção do que se passava fora dela, Bilbo encontra um anel, o Um, perto de um lago.
Conhecemos assim, a origem do personagem Gollum (Andy Serkis, em seu trabalho mais impressionante), que joga com Bilbo um jogo de adivinhas e, caso perca, será devorado por ele.
Bilbo acerta todas as charadas, descobre, num golpe de sorte, que o anel o deixa invisível e assim, sai vencedor do jogo.

As cenas finais do longa são de arrepiar, e fazendo uso de uma tecnologia cinematográfica nunca antes vista, Peter Jackson conta uma história encantadora, cheia de magia e mistérios, que agrada aos fãs de Tolkien e também aos não fãs.
A segunda parte, chamada ‘A Desolação de Smaug’, chega aos cinemas em dezembro de 2013.

 

Cotação: Muito bom
Ideal para: fãs da série, pessoas que gostam de filmes de aventura/fantasia