“A Vida Invisível” ganha pré-estreias abertas ao publico

Com sessões lotadas por onde passou “A Vida Invisível” ganha agora pré-estreias abertas ao publico no final de semana, dias 1 e 2 de novembro. O filme, concorrente a uma vaga no Oscar 2020 representando o Brasil, será exibido nas seguintes cidades: Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Goiania, Jaboatão dos Guararapes, João Pessoa, Maceió, Natal, Niterói, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, Santos, São Paulo, Teresina e Vitória.
Os ingressos podem ser adquiridos pelos sites https://www.ingresso.com e https://www.veloxtickets.com ou nas bilheterias dos cinemas. 

Com distribuição conjunta da Sony Pictures e Vitrine Filmes, o sétimo longa-metragem da carreira de Karim Aïnouz vem conquistando prêmios importantes nos principais festivais do mundo, como o Grand Prix da mostra Un Certain Regard, no Festival de Cannes – inédito na história do cinema brasileiro –, além de prêmios do público de Melhor Filme e do júri de Melhor Fotografia, no Festival de Cinema de Lima; e o CineCoPro Award, no Festival de Munique, recentemente na Espanha, levou três prêmios da Semana Internacional de Cine de Valladolid, incluindo Melhor Atriz parar as protagonistas Carol Duarte e Julia Stokler e o prêmio da crítica internacional, o Fipresci

Nos EUA ‘A Vida Invisível’ terá distribuição da Amazon Studios e já foi vendido para mais de 30 países, incluindo Grécia; França; Polônia; China; Hungria; Eslovênia; Croácia; Luxemburgo; Bélgica; Holanda; Sérvia; Argélia; Egito; Irã; Israel; Jordânia; Líbia; Marrocos; Emirados Árabes; Reino Unido; Portugal; Itália; Coréia do Sul; Rússia; Cazaquistão; Ucrânia; Taiwan; Suíça; Espanha e Turquia.  

 

avida0102

SINOPSE  

Rio de Janeiro, 1950. Eurídice, 18, e Guida, 20, são duas irmãs inseparáveis que moram com os pais em um lar conservador. Ambas têm um sonho: Eurídice o de se tornar uma pianista profissional e Guida de viver uma grande história de amor. Mas elas acabam sendo separadas pelo pai e forçadas a viver distantes uma da outra. Sozinhas, elas irão lutar para tomar as rédeas dos seus destinos, enquanto nunca desistem de se reencontrar.     

 

Leia Mais
Os 12 melhores filmes de todos os tempos, segundo Tarantino