Atrizes de séries são presas por suborno a universidades

As atrizes Felicity Huffman (Desperate Housewives) e Lori Loughlin (Fuller House) foram acusadas, juntamente com outras 48 pessoas, de participar de um esquema fraudulento de suborno que envolve algumas das universidades de elite dos Estados Unidos.

Os registros do tribunal mostram que as atrizes e outras pessoas supostamente pagaram grandes subornos de até US$ 6 milhões (R$ 23 milhões), para que seus filhos entrassem em várias faculdades de renome como Yale, Stanford, Georgetown e outras.Huffman e Loughlin foram presas e devem ser libertadas em breve sob fiança.

O suposto golpe foi descoberto depois que as autoridades encontraram um empresário da Califórnia que realizava essas operações para ajudar os estudantes a entrarem nas universidades de sua escolha.Segundo o jornal New York Post, as autoridades federais dizem que os pais pagavam ao homem uma quantia predeterminada que era o encarregado de repassar para os funcionários da universidade, envolvidos na fraude.

Loughlin e seu marido, Mossimo Giannulli, o fundador da grife Mossimo, supostamente pagaram US$ 500 mil (R$ 1,9 milhão) para que suas duas filhas fossem designadas como recrutas para a equipe de remo da USC, embora elas não tenham realmente praticado esse esporte.Já Huffman e seu marido, o ator William H. Macy, supostamente fizeram uma contribuição de caridade no valor de US$ 15 mil (R$ 57 mil) para apoiar o exame de admissão para a faculdade de sua filha mais velha. 

Leia Mais
”Tenet”: Robert Pattinson e John David Washington distorcem o tempo para evitar a 3ª Guerra Mundial