Brad Pitt processa Angelina Jolie por vender propriedade de R$ 146 milhões

Brad Pitt está processando a ex-esposa, Angelina Jolie, por vender a parte dela em uma vinícola que o casal comprou em 2008. A propriedade francesa Château Miraval é avaliada em R$ 146 milhões e, de acordo com ator, Jolie não o consultou para vendê-la, o que tornaria a ação ilegal.

Segundo documentos divulgados pelo TMZ (via Quem), Pitt afirma que havia um acordo que nenhum dos dois poderia vender a propriedade sem falar com o outro antes. Além disso, ator diz que investiu “muito tempo e dinheiro” no local ao longo dos anos e o fez ser bem-sucedido “sozinho.”

Atriz afirmou durante o processo de divórcio, em julho de 2021, que fez um acordo com Pitt para vender a parte dela da vinícola para um comprador anônimo. Em setembro, ator afirmou que autorizou a ex-esposa a fazer a negociação, mas que ela não poderia finalizá-la sem conversar com ele antes, pois ele só autorizaria ou negaria dependendo de quem fosse o comprador.

Brad Pitt diz que Jolie nunca o procurou para falar sobre a finalização do processo de venda e teria escondido termos da negociação com o empresário russo Yuri Shefler, quem comprou a parte dela da propriedade e estaria “causando problemas” para o ator no gerenciamento da vinícola. Pitt agora exige o cancelamento da venda e uma indenização por danos.

Leia Mais
GNT terá Mônica Martelli e Marcelo Adnet em programa inédito sobre relacionamentos