Coronavírus: Rio de Janeiro suspende teatros por 15 dias

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou uma série de medidas temporárias para combater o surto do novo coronavírus. Por meio de um decreto assinado nesta sexta-feira (13), o governador determinou a suspensão de atividades coletivas como cinemas e teatros durante 15 dias. 

“Estou determinando que, pelo prazo de 15 dias, a realização de eventos e atividades serão suspensos, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como eventos esportivos, shows, feiras, eventos científicos e passeatas em local aberto ou local fechado. Também estamos determinando pelos próximos 15 dias a proibição de atividades coletivas de cinema, teatros e afins”, disse Witzel em pronunciamento. Apesar de assinada, para ter efeito, a medida ainda precisa ser publicada no Diário Oficial.

Como consequência da medida, algumas instituições do Rio de Janeiro já anunciaram alterações em seu funcionamento. A Escola de Artes Visuais (EAV) do Parque Lage suspenderá suas atividades por 15 dias, a partir da próxima segunda-feira, 16. O Museu de Arte Moderna do Rio (MAM-RJ) também informou que limitará o acesso aos espaços de exposição a, no máximo, 100 visitantes simultâneos no Bloco de Exposição. A Cinemateca do museu está suspensa por 15 dias a partir deste sábado (14). O Museu do Amanhã aplicará medidas cautelares no final de semana e vai suspender todas as atividades a partir de segunda-feira (16) até, pelo menos, 22 de março.

Leia Mais
Crítica: ”Baixa Terapia”