Gabie Fernandes dá dicas de leitura durante a pandemia

Muito versátil, Gabie foi inspirada por Fernanda Torres, Mônica Martelli e Astrid Fontenelle a seguir seu sonhos e publicar o livro ”23 motivos para não se apaixonar”, que será lançado pela Editora Planeta, e conta com ilustrações fortes de Nestor Jr.

O livro discute diferentes tipos de amor e traz uma reflexão sobre crises e autoestima, com previsão de lançamento para o mês de junho. Com 1,4 milhões de seguidores em seu Instagram, a atriz, youtuber e escritora de 25 anos tornou-se referência em comportamento para o público feminino e jovem adulto. Com uma relação bem próxima com a literatura desde muito cedo, Gabie reuniu 5 dicas de leitura para esse momento de quarentena, confira:

1- As Coisas que Você Só Vê Quando Desacelera – Haemin Sunim

Escrito por Haemin Sunim, “As coisas que você só vê quando desacelera: Como manter a calma em um mundo frenético” é sutil, tem lindas ilustrações e transmite uma sensação de sossego. Tudo isso o torna perfeito e indispensável na sua cabeceira, durante o período de quarentena. “Somos bombardeados por um monte de informações o tempo todo – principalmente agora! Então ler um livro como esse é um exercício para deixar a mente mais tranquila e leve”

2 – Divã – Martha Medeiros 

Gabie essalta sua importância durante o isolamento social e as crises de ansiedade bastante recorrentes no período. Sobre autoconhecimento e autoestima, a história é ficcional, mas qualquer mulher é capaz de se identificar com a personagem principal por conta das questões abordadas e de sua trajetória. “É sobre uma mulher de 40 anos, que acha que tudo na sua vida está bem… até começar a fazer análise e perceber que tem muitas coisas que ela guarda dentro de si mesma e que precisa se curar, que não está tudo tão bem assim”.

3 – Fim – Fernanda Torres

“Fim” conta a história de alguns amigos que se conheceram na praia e viveram vidas muito loucas. Chegando ao fim da vida, eles resumem toda a sua trajetória. Meio amargo, o livro traz alguns personagens contando versões de sua história de maneira triste, alguns percebendo que deixaram de viver há muito tempo, outros entendendo que as expectativas que tinham sobre o futuro foram frustradas. Ainda assim, o livro escrito por Fernanda Torres tem um toque de comédia, e essa mistura o torna bem realista. “O livro te prende, porque parece que não é ficção, parece que você tá ouvindo histórias do seu vizinho… e de uma maneira muito bonita, poética”.

4 – Cuide dos seus pais antes que seja tarde – Fabrício Carpinejar

Dá para perceber que o livro fala da situação pessoal do autor, sobre ter que cuidar dos seus pais, e não mais ser cuidado por eles. Mas Carpinejar escreve de uma maneira que gera fácil identificação. É um livro feito para causar reflexões, e combina muito com esse momento de quarentena, questionando como são as nossas relações.
“A gente sempre coloca coisas como trabalho ou estudo na frente das relações com a família, como se fosse uma união que não demanda cuidado. Essa leitura te faz perceber isso: que você precisa olhar pro lado que as pessoas que você ama nem sempre vão estar ali, e elas precisam ser valorizadas enquanto há tempo”.

5 – 1984 – George Orwell

Por mais que seja um livro antigo, lançado originalmente em 1949, ele é extremamente atual! O livro fala sobre uma distopia, um mundo onde tudo parece perfeito por conta de manipulações, até que um homem que percebe que as coisas não estão certas como aparentam, e começa a questionar algumas coisas.
A questão que a faz recomendar o livro para todas as pessoas, e que o tornou um de seus favoritos, é o espírito questionador. É importante ler e perceber que não se anuncia o começo de uma ditadura, por exemplo, que é necessário ficar informado e repensar algumas situações e verdades.

Siga a Gabie no Instagram
Siga a Gabie no Twitter

Leia Mais
FLIPOP, evento literário da Editora Seguinte, será on-line em 2020