”O Despertar da Primavera” ganha nova versão

A versão musical de ‘O Despertar da Primavera’, de Charles Möeller & Claudio Botelho, chegou aos palcos brasileiros em 2009, com uma encenação que marcou época, arrematou dezenas de prêmios e revelou uma série de talentos que dominariam a cena artística nacional nos próximos anos. Exatamente uma década após a estreia, os diretores voltam ao musical, que ocupará o palco do Theatro Net Rio a partir de 1 de novembro, com o elenco formado – mais uma vez – por jovens artistas, entre atores/cantores revelados em disputadas audições.

O espetáculo é uma adaptação da versão da Broadway de 2006, um eletrizante musical de rock vencedor de oito prêmios Tony, o mais importante do teatro americano. Baseado na obra de 1891 do dramaturgo alemão Frank Wedekind, um dos precursores do movimento expressionista, o espetáculo aborda o universo de um grupo de adolescentes que vivenciam situações de descoberta pessoal.

Com música de Duncan Sheik e letras de Steven Sater, “Spring Awakening” estreou na
Broadway em 2006, e recebeu inúmeras críticas favoráveis. Segundo o New York Times, “A Broadway nunca mais pôde ser a mesma após Spring Awakening”.

O espetáculo foi considerado um fenômeno cultural, sucesso de público e crítica, colecionou fãs e conquistou diversos prêmios. Cultuado por um público, em sua predominância formado por jovens e adolescentes, a maioria indo pela primeira vez ao teatro, o espetáculo marcou toda uma geração. A comoção era tanta que muitos voltavam para ver a peça, duas, três, 10, até 20 vezes, e organizavam encontros e eventos, como flash mobs.

A versão brasileira de ‘O Despertar da Primavera’ conseguiu autorização para ser a primeira non-replica no mundo. Assim, usando o mesmo texto e canções, Charles Möeller e Claudio Botelho (de ”Beatles num céu de diamantes”, ”A Noviça Rebelde”, ”Pippin”; ”Cole Porter – Ele Nunca disse que me amava” e ”Se Meu Apartamento Falasse”);realizaram a primeira direção e concepção artística diferente da original, obtendo um resultado primoroso e grande repercussão.

O Despertar Original e seu autor
‘O Despertar da Primavera’ se passa na Alemanha no final do século XIX e conta a história de Melchior e Wendla. Ele, um jovem brilhante e rebelde que ousa questionar os dogmas vigentes. Ela, integrante de uma família de classe média alta, educada por uma mãe com rígidos princípios morais e religiosos. O encontro dos dois irá provocar a explosão do desejo, da vontade de conhecer o sexo e o amor. A história deles se cruza com a de vários outros jovens, como o oprimido e trágico Moritz ou a bela Ilse, que tem a coragem de usufruir de sua liberdade e se aventurar pelo mundo.
Todos precisam enfrentar o peso da repressão e do conservadorismo, nos mais diversos estágios da sociedade. Questões como abuso sexual, violência doméstica, gravidez na adolescência, entre outros, vêm à tona na vida desses jovens. A peça original denunciava os preconceitos e o conservadorismo das três principais instituições que regem a educação do homem: a família, a igreja e a escola.

FICHA TÉCNICA:
Baseado na obra de Frank Wedekind
STEVEN SATER – Texto e Letras
DUNCAN SHEIK – Música
CHARLES MÖELLER – Direção
CLAUDIO BOTELHO – Versão Brasileira
Um espetáculo de CHARLES MÖELLER & CLAUDIO BOTELHO

https://mundodosmusicais.files.wordpress.com/2019/09/maria-brasil.jpg

Elenco:
Bel Kutner (Mulher Adulta), Augusto Zacchi (Homem Adulto), Rafael Telles (Melchior),
Tabatha Almeida (Wendla), João Felipe Saldanha (Moritz), Maria Brasil (Ilse), Bia Lomelino (Martha), Carol Pita (Anna), Daniele Thomaselli (Emma), Davi Pithon (Rupert), Diego Martins (Ernst), Gabriel Lara (Otto), Gabi Camisotti (Manu), Giovanna Rangel (Thea), Leonardo Rocha (Georg), Sara Chaves (Inga), Thiago Franzé (Hanschen) e Victor Leal (Dieter).

MARCELO CASTRO – Direção Musical
CLAUDIO BOTELHO – Supervisão Musical
ROGÉRIO FALCÃO – Cenário
MARCELO MARQUES – Figurinos
PAULO CÉSAR MEDEIROS – Iluminação
ALONSO BARROS – Coreografia
CHARLES MÖELLER – Direção de Movimento
ANDRÉ BRETAS e FELIPE MALTA – Design de Som
GABRIEL D ́ANGELO e ERICK FIRMAMENTO – Design de Som associado
CRIS REGIS – Visagismo
LUCIANA CONDE – Produção Executiva
TINA SALLES – Coordenação Artística
CARLA REIS – Coordenação de Produção
Realização: M&B PRODUÇÕES

SERVIÇO:
Local: Theatro Net Rio – Copacabana, RJ
Temporada: 01 novembro a 22 dezembro de 2019
Horários: Sexta 20h, sábado 19h, domingo 19h
Duração: 120 minutos
Classificação indicativa: 16 anos

Temporada SP:
Será realizada em 2020. Data e local serão divulgados em breve.

Leia Mais
Júlia Rabello estreia monólogo online “Romeu & Julieta (e Rosalina)”