Ex-empresários revelam que Johnny Depp não consegue mais memorizar roteiros

Os ex-empresários do ator Johnny Depp revelaram em um processo movido contra o ator que ele não consegue memorizar os roteiros de seus filmes e por isso investiu pesado em um sistema de ponto eletrônico para que uma pessoa sopre suas falas dentro dos sets de filmagem. “Ele insiste em sempre ter um engenheiro de som por perto para que não precise mais memorizar suas falas”, afirma o advogado dos ex-empresários, Michael Kump, em matéria publicada pelo site The Hollywood Reporter.

Segundo o processo, o ponto eletrônico é apenas um dos gastos excessivos e descabidos do astro, em relação ao qual os empresários afirmam terem sido contra. Depp acusa os antigos responsáveis pela administração de suas finanças de não o terem aconselhado de maneira profissional e correta, o levando a enormes perdas ao longo dos últimos anos. Já os empresários acusam o astro de gastar de forma incrontrolável e não aceitar nenhuma das recomendações indicadas por eles

“No final das contas, Depp, a irmã e a agente sempre compravam tudo o que ele desejava”, afirma o processo. Dentre as compras recentes realizadas nos últimos anos, os empresários citam 14 residências, 45 veículos de luxo, 70 guitarras e itens de produções hollywoodianas clássicas suficientes para lotar 14 armazéns.

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV. Também colabora com o blog de design e inspirações CuteDrop.

  • Image
  • Image