Festival do Rio 2016: ”Galo Frito” e a profissionalização enquanto youtuber

Fundador do coletivo de humor ”Galo Frito”, Mederi se considera um ”dinossauro da internet”.
Publicitário, ele é o nome por trás do também famoso ”5 alguma coisa” e do seu mais novo canal, o ”Mederi Show”, criado em 2015.  

Juntos, os 3 canais somam 12 milhões de inscritos e 1.7 bilhão de views. O ‘Galo Frito’ começou na faculdade, e depois de relativo sucesso também foi para a MTV. Na migração para o Youtube, o coletivo conseguiu seu primeiro viral, o ”Dancing Lula”, que foi ao ar em 2009. Mederi foi entrevistado por jornais, revistas, o vídeo viralizou e o segundo sucesso do canal veio com a paródia de ”Baby”, música de Justin Bieber. O vídeo tinha Pathy dos Reis e Helio de La Peña contracenando e cantando.

Mederi explica que antes as marcas investiam pouco em internet. ”Hoje em dia as marcas sabem as forças dos canais, de estarem conectadas. Em 2009, 2010, ninguém pensava nisso. Não se falava em monetização.”
O publicitário mora em Balneário Comboriú, e afirma que não é necessário morar no Sudeste para produzir bom conteúdo. ”Se você tem uma boa ideia, internet, uma câmera boa e tempo, dá pra fazer um bom trabalho. É óbvio que as coisas acontecem mais no eixo Rio-São Paulo, mas não é necessário morar em uma dessas cidades pra fazer sucesso e ser reconhecido”

Com o ”5 alguma coisa”, que mistura listas e animações, Mederi é assistido por um público jovem, entre 18 e 30 anos. Já anunciaram no canal grandes marcas como Coca Cola, HBO, Netflix e Sony.
Com a monetização, sua equipe aumentou, e ele também contratou um representando comercial para cuidar das propostas. Trabalhando em seus canais 5 vezes por semana, ele afirma que  ”produzir conteúdo é ótimo, exibir o que você faz, ter sucesso, difícil é se manter”.

Na palestra do Rio Market 2016, Mederi deu algumas dicas para quem está começando. Confira:

1. Saber quem é seu público é essencial. Como oferecer seu conteúdo para um possível patrocinador se você não sabe com quem fala?

2. Não desistir. Se o primeiro vídeo não fez sucesso, tenha foco e continue produzindo.

3. Conversar com seu público. Ler comentários, ver os feedbacks.

4. Produzir regularmente. Não adianta lançar 1 vídeo numa semana e 5 vídeos na semana seguinte. Faça uma tabela para se organizar, e veja nos dados do Youtube qual horário é o preferido do seu público.

5. Não imite ninguém. Faça do seu jeito, com a sua linguagem. O público percebe quando você quer ser outra pessoa, e isso não é legal.

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012. Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ''Coluna Clichê'' sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image