O Pior Trabalho do Mundo

WORST_JOB_0269

 

Russell Brand sendo Russell Brand.
Essa é a impressão que o espectador tem ao assistir ‘Get him to the Greek’ (no original). Nessa comédia bobinha dirigida pelo ótimo Nick Stoller (‘Sim Senhor’, ‘As viagens de Gulliver’), conhecemos a história de Aaron Green (Jonah Hill), um jovem que trabalha numa grande gravadora e que a pedido de seu chefe, Sergio (o rapper Sean ‘Diddy’ Combs), precisa guiar um rockstar, Aldous Snow (Russell Brand), até o Teatro Grego, em Los Angeles, para o show de sua banda ‘Infant Sorrow’.

Seria a missão perfeita se Aldous não fosse maluco, bêbado e drogado. Aldous é o ídolo de Aaron, mas, em 72 horas, ele consegue arranjar as maioes confusões, se reconcilia com sua ex, Jackie Q. (Rose Byrne), encontra seu pai em Las Vegas e faz com que Aaron se passe por ‘mula’ para transportar cocaína no aeroporto. Felizmente, tudo dá certo no final.

Russell Brand só consegue fazer humor se utilizando de piadas batidas. Não é um bom ator, mas o filme tem algumas piadas engraçadas.
Jonah Hill salva a história – seu personagem é excelente, bem construído e ideal para o ator.

Um dos grandes destaques da trama é a presença de diversas celebridades, como Tom Felton, P!nk, Christina Aguilera e Lars Ulrich, que aparecem em diversos momentos como conhecidos de Aldous.
A trilha sonora conta com clássicos como “London Calling” (The Clash), “Anarchy in the U.K.” (The Sex Pistols), “Come on Eileen” (Dexys Midnight Runners) e “Cretin Hop” (The Ramones).
Cotação: Ruim
Ideal para: pessoas que gostam de filmes no estilo ‘besteirol’

Editora-chefe do site e bacharel em Estudos de Mídia pela UFF, trabalha com redes sociais e produz conteúdo para web desde 2012.
Curiosa e apaixonada por cinema, escreve aqui em sua ”Coluna Clichê” sobre os filmes que assiste no cinema e na TV.

  • Image

Leave a comment