Ted 2

20150415-2015_ted_2_movie-3840x2160

Ted 2 é um filme proibido para politicamente corretos (assim como seu antecessor). Apesar do filme ser uma comédia, o humor não é o que predomina no filme, mas sim o drama com momentos engraçados. O filme faz uma sátira bem-humorada sobre direitos humanos e, em alguns momentos, tira gargalhadas dos espectadores com piadas inteligentes, mas, em outros, quase lágrimas.

Em Ted 2, John (Mark Wahlberg) está divorciado há seis meses. Quem está casado agora é seu amigo, o urso Ted. O urso-de-pelúcia-vivo é impedido de adotar uma criança, pois, pelas leis americanas, ele é considerado uma propriedade e não um ser humano.

Pelo mesmo motivo, Ted perde o direito a ter conta bancária, o emprego e seu casamento com Tami-Lynn (Jessica Barth) é considerado inválido. A partir de então os melhores amigos John e Ted procuram uma advogada inexperiente, interpretada por Amanda Seyfried, para enfrentar um julgamento afim de que Ted possa recuperar seus direitos civis.

ted_2-1

Há mais um problema para complicar a situação, o vilão do filme anterior Donny (Giovanni Ribisi) se une à fábrica que construiu Ted com intuito de abri-lo para descobrir o que tem dentro que o faz pensar para poderem produzir mais ursos falantes.

O irreverente Seth MacFarlane é produtor, roteirista, diretor e dublador de Ted. Seth é conhecido por ser um defensor dos direitos homossexuais e acredito que ele tenha usado sua melhor ferramenta (comédia) para falar desse assunto tão sério. No passado escravos lutaram pelo direito à liberdade, mulheres lutaram por igualdade, atualmente casais gays lutam contra o preconceito e neste filme é a vez do urso Ted exigir seus direitos iguais aos dos seres humanos já que, assim como todos, ele pensa, fala e sente.

O promotor contra o caso de Ted é Jack Wiles, interpretado pelo ator John Slaterry, que os apaixonados por séries de TV conhecem como Roger Sterling (Mad Men); Bill Kelly (Sex and the City) ou Victor Lang (Desperate Housewives).

ted2seyfried-xlarge

Um fato interessante, é que o ator Liam Nesson, que contracenou com MacFarland e Amanda Seyfried em “Um milhão de maneiras de pegar na pistola”, faz uma pequena aparição no filme totalmente sem importância para o enredo.

Ted 2 é engraçado, porém difere de uma comédia-pastelão de rolar de rir. Um grande ponto negativo no filme é a enrolação, tem muitas histórias paralelas ao longo do desenvolvimento do enredo principal o que acaba tornando o filme muito longo, mas mesmo assim vale a pena assistir.

Essa crítica foi escrita pela colaboradora Luciana Costa.

Influenciador digital, consultor de Cinema, TV e Web, crítico de cinema, editor de vídeos e revisor de textos.

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image