Anya Taylor-Joy relembra bullying na adolescência: “Tudo em mim estava errado”

A atriz Anya Taylor-Joy revelou que sofria bullying na época da escola e que adquiriu algumas táticas para lidar com a situação. Em entrevista recente, ela apontou que as críticas que recebia fizeram com que ela criasse seus próprios mecanismos de defesa.

A protagonista de “Furiosa: Uma Saga Mad Max” foi alvo de intimidação constante e cresceu sentindo que tudo nela estava “errado”. Com a maturidade, Taylor-Joy passou a acreditar que sua personalidade intensa pode ter assustado algumas pessoas.

“As mensagens que eu recebia na escola eram de que tudo em mim estava errado. Acho que a minha aparência contribuía para isso, e os extremos da minha personalidade definitivamente contribuíam para isso’’, explicou ela à revista GQ britânica.

“Se eu amava algo, eu amava intensamente. Eu não sou ponderada em nenhum aspecto, e isso pode ser assustador para as pessoas, eu acho”, disse.

A atriz então passou a fazer piadas consigo mesma como um meio de defesa em resposta ao bullying que enfrentou, mas mudou sua perspectiva à medida que ficou mais velha. “Como mecanismo de sobrevivência, você aprende a ser autocrítica e autodepreciativa. Você se enterra antes que qualquer outra pessoa o faça”, afirmou.

Agora, a atriz de 28 anos brincou sobre sua “reputação de lutar pela fúria feminina”. “Como posso dizer isso? Desenvolvi uma certa reputação por lutar pela fúria feminina, o que é algo estranho, porque não estou promovendo a violência – mas estou promovendo que as mulheres sejam vistas como pessoas. Temos reações que nem sempre são delicadas ou organizadas”, destacou.

Leia Mais
‘Deadpool & Wolverine’ | Ryan Reynolds e Hugh Jackman virão ao Brasil