Doentes de amor

”Doentes de amor” une três gêneros num só filme: drama, comédia e romance.
Baseado na vida real do ator Kumail Nanjiani, o filme conta a história do comediante paquistanês Kumail e a estudante de mestrado Emily  (Zoe Kazan), que se apaixonam, mas encontram dificuldades para fazer o romance dar certo quando suas culturas entram em conflito.
 
Kumail precisa se casar com alguém de sua cultura e sofre imensa pressão de seus pais para que isso aconteça logo. Logo ele se vê vivendo uma vida dupla, mas tudo muda com uma ligação que informa que Emily passou muito mal e foi levada ao hospital. Chegando lá e vendo que a situação é mais séria do que imaginava, Kumail precisa falar com os pais de Emily, Beth (Holly Hunter) e Terry (Ray Romano) para que eles venham até Chicago ficar com a filha. Assim, nessa atmosfera de medo, os três precisam conviver e aceitar as diferenças.
 
 
O roteiro do filme é comovente e engraçado ao mesmo tempo. Kumail, um grande fã de cinema, insere referências dos filmes “A noite dos mortos-vivos” (1968), de George A. Romero e “Forrest Gump” (1994), de Robert Zemeckis. A presença do trio principal em cena (Holly, Ray e Kumail) ilumina a tela. Enquanto a nervosa Beth quer saber a todo momento o que fazer com a filha, Terry mostra calma e evidencia uma crise no casamento de mais de 30 anos. Kumail se vê mais uma vez dividido entre fazer o que é certo e fazer o que seu coração quer. Assim, todos os personagens buscam redenção, cada um de seu modo.
O filme foi um dos sucessos do Festival do Rio 2017 e também foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original em 2018.
 
 
Cotação: Muito bom

Leia Mais
Cadê você, Bernadette?