“Duna”: 5 curiosidades sobre filme com Timothée Chalamet e Zendaya

Duna (2021) é um dos filmes mais aguardados do ano e estreará nos cinemas em 21 de outubro. A produção de ficção científica acompanha Paul Atreides (Timothée Chalamet), jovem de família aristocrata em um futuro distópico, forçado a viajar para o deserto.
Lá, conhece Chani (Zendaya), quem o protege dos perigos de Arrakis. 

Stellan Skarsgård passou mais de 80 horas se maquiando

Em Duna (2021), Stellan Skarsgård interpreta o Barão Harkonnen —  e revelou ao Indie Wire ter gastado 30% do tempo das filmagens sentado na cadeira de maquiagem.

Segundo o Screen Rant, o ator passava oito horas por dia se maquiando e sua participação na produção não é tão grande quanto o esperado. Com isso, é possível dizer que o astro passou mais tempo se preparando para o personagem do que realmente atuando. 

Hans Zimmer criou instrumentos musicais para trilha sonora

Lendário compositor dos cinemas, Hans Zimmer é fã declarado dos livros originais de Duna e aceitou o complexo desafio de compor para o filme. Segundo a Variety, ele inventou novos instrumentos e desenvolveu uma linguagem própria para os arranjos, tudo isso para a partitura da música aparentar ser “de outro mundo,” assim como a narrativa.

Mais de mil fantasias foram feitas

Sem dúvidas, os trailers de Dunamostraram como a produção é grandiosa em diversos aspectos — incluindo figurino. Mais de mil fantasias foram produzidas pelos figurinistas Jacqueline West e Bob Morgan. Para trazer o ar atemporal do filme, as roupas tiveram inspiração na mitologia grega e romana, de acordo com o Screen Rant

Duna mexeu com o ego dos atores

Duna se destaca pelo elenco de peso, com nomes importantes na indústria, como Timothée Chalamet, Zendaya, Oscar Isaac, Jason Momoa e muito mais. Pensando assim, é fácil imaginar que houve conflitos entre os astros, mas, curiosamente, o filme mexeu com o ego dos atores. 

Em entrevista a Stephen ColbertRebecca Ferguson e Josh Brolin explicaram como estar no meio do deserto para as filmagens os ajudaram a perceber um ponto interessante: “O quão insignificantes eles eram.”

Filme mais difícil da carreira de Denis Villeneuve 

Com nome consagrado na indústria, Denis Villeneuve tem grandes sucessos na filmografia, como A Chegada (2016) e Blade Runner 2049 (2017). No entanto, Duna foi o filme mais difícil da carreira dele. 

“[Duna] foi, de longe, a coisa mais difícil que fiz… Tenho uma espécie de dispositivo autodestrutivo dentro de mim para dirigir projetos que estão fora do meu alcance. [Mas] não devo temer,” contou o cineasta em entrevista ao Total Film.

Leia Mais
“Cowboy Bebop” ganha pôsters e data de estreia