FBI comprova que Angelina Jolie foi agredida por Brad Pitt

Novos detalhes sobre o conturbado fim do relacionamento de Angelina Jolie e Brad Pitt vieram à tona. Documentos do FBI mostram imagens onde a atriz aparece com ferimentos e queimaduras nas mãos e cotovelos, após enfrentar uma briga com o ator.

De casal queridinho por Hollywood, eles passaram a enfrentar intensas brigas familiares envolvendo gritarias, acusações e até agressões por parte de Brad, tanto com Angelina como com os próprios filhos. Inclusive, a própria Angelina teria enviado tais imagens ao FBI, a fim de comprovar a violência doméstica sofrida no banheiro do jato particular do ex-casal, que viajavam da França aos Estados Unidos. Jolie contou ao FBI que Pitt “a agarrou pela cabeça”, “a agarrou pelos ombros”, além de tê-lá sacudido, empurrado e gritado com ela.

Segundo a atriz, o diálogo durante a briga teria sido: “Você está f%$#@ essa família”, disse Brad. “Você está bem, mamãe?”, perguntou um dos filhos do casal. “Não, mamãe não está bem. Ela está arruinando essa família. Ela é louca”, teria dito Pitt, segundo o relatório. “Não é ela, é você, seu m%$#@”, disse outro filho do casal, o que acabou enfurecendo o ator, fazendo-o partir para cima da criança. Jolie tentou apartar a briga, mas Brad a jogou para trás, o que teria causado as lesões nas costas e no cotovelo da atriz.

Em uma das páginas do relatório, Angelina afirma que Brad disse sobre um de seus filhos: “Parece um garoto de Columbine”, fazendo referência ao massacre orquestrado por garotos à escola localizada no Colorado. Apesar dos inúmeros acontecimentos, o aclamado ator não foi preso ou acusado pelos incidentes.

Leia Mais
Maya Hawke quer série focada na amizade de Robin e Steve