Crítica: ”No good Nick”

A série adolescente, disponível na Netflix, conta a história de Nicole (Siena Agudong), de 13 anos, que um dia surge na porta da família Thompson dizendo que é uma parente distante e que agora irá morar com eles. Nick conta uma história triste e convence todos os membros: Liz (Melissa Joan Hart), Ed (Sean Astin), Molly (Lauren Donzis) e Jeremy (Kalama Epstein). A família de bom coração nem desconfia de que, na verdade, Nick é uma trapaceira que está armando para eles.
Nick foi criada por dois golpistas, que desde cedo a ensinaram os maiores truques. Juntos, os três vão dar um golpe na família Thompson e tirar muito dinheiro deles, mas o plano muda quando Nick percebe que a família realmente gosta dela. Dividindo o quarto com a  ativista social Molly, que se torna uma verdadeira amiga, Nick fica em dúvida sobre sua verdadeira missão na casa. E agora? Nick vai ser uma boa pessoa ou vai seguir seu plano de vingança?
A série é bonitinha, além de tratar temas atuais como internet, valor do dinheiro e planejamento para o futuro. A protagonista Siena é carismática e está muito bem no papel da esperta Nick. A série original Netflix não é apelativa, tem classificação livre e um total de 10 episódios.
Cotação: Bom

Leia Mais
Cadê você, Bernadette?