imagem via: https://resenhasalacarte.com.br

Review: ”Mulherzinhas”

O livro, um clássico da literatura norte-americana, foi publicado originalmente em 1868 e virar filme em breve com Emma Watson e Meryl Streep no elenco.  Na trama, conhecemos quatros irmãs March (Meg, Jo, Beth e Amy), que estão aprendendo a crescer e vão encarar lições sobre amor, perseverança e amizade.  O livro se passa ao longo de um ano, enquanto o pai delas está servindo no exército, durante a Guerra Civil Americana, e após a família ter perdido todo o dinheiro. 

Amparadas pela mãe, a senhora March, as meninas precisam amadurecer antes do tempo, numa jornada repleta de fortes conflitos emocionais. A mãe precisa trabalhar para sustentar a casa, e as filhas ajudam como podem. 

Meg, a mais velha, no auge dos seus 16 anos, é a mais séria e cuida das irmãs; Jo, 15 anos, é a mais impulsiva e geniosa. Betty, 13 anos, ainda que tímida, é muito leal; e Amy, a caçula, 12 anos, é loira e muito vaidosa. O livro é baseado nas experiências de infância da autora Louisa May Alcott  e de suas três irmãs. 

“Mulherzinhas” é um livro de época, fofo, fácil e rápido de ler. As personagens tem suas personalidades bem definidas e é interessante acompanhar a evolução e a maturidade de cada uma. O livro é bem escrito e interessante, provocando risadas, alegria, tristeza.
A vida das irmãs não é fácil, mas elas superam tudo com imaginação e alegria. O livro, talvez sem querer, possui tons feministas, que são mais marcantes na personagem Jo, uma moça um tanto diferente e que luta para ser dona de seu nariz. 

Sua relação com o doce Laurence (Laurie) também é mostrada, numa cumplicidade que entrou para a história da literatura. No longa, Timothée Chalamet interpretará o personagem. “Mulherzinhas” é o exemplo perfeito de que histórias bem escritas superam as barreiras do tempo. 

Cotação: Muito bom

_

Ficha técnica:

Autora: Louisa May Alcott
Editora: Via Leitura
Preço: R$ 39,00
Edição: 1ª edição, 2019
Idioma: Português
Tradução: Giu Alonso
Número de páginas: 256

Leia Mais
FLIPOP, evento literário da Editora Seguinte, será on-line em 2020