“Três Mulheres Altas” reestreia no Rio de Janeiro

Escrita por Edward Albee (1928-2016) no início da década de 90, ‘Três Mulheres Altas’ logo se tornou um clássico da dramaturgia contemporânea. Perversamente engraçada – como é a marca do autor –, a peça recebeu o Prêmio Pulitzer e ganhou bem-sucedidas montagens pelo mundo, ao trazer o embate de três mulheres em diferentes fases da vida: juventude, maturidade e velhice.

Após passar por sete cidades e ter quase 40 mil espectadores na plateia, a peça retorna ao Rio de Janeiro a partir de 4 de julho, no Teatro Copacabana Palace, onde estreou em 2022 e teve a temporada completa com lotação esgotada, assim como aconteceu na passagem por São Paulo. De lá para cá, Deborah Evelyn ganhou o Prêmio APTR de Melhor Atriz e o espetáculo somou indicações a prêmios como o Cesgranrio, Bibi Ferreira e Cenym.

Dirigida por Fernando Philbert, a nova versão da peça estreia traz no elenco Suely Franco, Deborah Evelyn e Fernanda Nobre, tem tradução de Gustavo Pinheiro e produção da WB Produções, de Bruna Dornellas e Wesley Telles.

Em cena, as atrizes interpretam três mulheres, batizadas pelo autor apenas pelas letras A, B e C. A mais velha (Suely Franco), que já passou dos 90, está doente e embaralha memórias e acontecimentos, enquanto repassa a sua vida para a personagem B (Deborah Evelyn), apresentada como uma espécie de cuidadora ou dama de companhia. A mais jovem, C (Fernanda Nobre), é uma advogada responsável por administrar os bens e recursos da idosa, que não consegue mais lidar com as questões financeiras e burocráticas.

Entre os muitos embates travados pelas três, a grande protagonista do espetáculo é a passagem do tempo e também a forma com que lidamos com o envelhecimento.

‘O texto do Albee nos faz refletir sobre ‘qual é a melhor fase da vida?’, além de questões sobre o olhar da juventude para a velhice, sobre a pessoa de 50 anos que também já acha que sabe tudo e, fundamentalmente, sobre o que nós fazemos com o tempo que nos resta. Apesar dos temas profundos, a peça é uma comédia em que rimos de nós mesmos’, analisa o diretor Fernando Philbert.

SERVIÇO:
TRÊS MULHERES ALTAS, de Edward Albee
Teatro Copacabana Palace- Av. Nossa Sra. de Copacabana, 261 
04 de julho a 29 de setembro*
Quintas, sextas e sábados, às 19h30. Domingos, às 17h.

INGRESSOS
Plateia, frisas e camarote: R$ 160,00 (inteira) e R$ 80,00 (meia-entrada).
Balcão: R$ 39,60 (inteira) e R$ 19,80 (meia-entrada) (visão parcial)

VENDAS
On-line pelo site ou app da Sympla
Na bilheteria do teatro durante a temporada, todos os dias de espetáculo 2h antes.
Gênero: Comédia Dramática
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 100 minutos

*Não teremos espetáculo nos dias 3 e 4 de agosto e 5, 6 e 7 de setembro

Leia Mais
Mateus Solano estreia seu primeiro monologo, ‘O Figurante’