Daniel Craig queria a morte de James Bond para sua despedida da franquia 007: “Não quero voltar”

Daniel Craig fez sua despedida do papel de James Bond nos cinemas em 007 – Sem Tempo Para Morrer (2021), sua quinta participação como protagonista na clássica franquia de espionagem. Na última cena de Craig em 007, temos a morte de James Bond – e o ator finalmente explicou os motivos para que essa decisão tenha sido tomada na produção.

Em entrevista ao Los Angeles Times, Craig explica que existiram dois grandes motivos para a morte de Bond no filme que marca a despedida do ator no papel, um beneficiando a franquia 007 e outro beneficiando ele mesmo. “Eu estava tipo, ‘bem, você precisa reiniciar novamente’. Então, vamos matar meu personagem e encontrar outro Bond e encontrar outra história. Comece aos 23 anos, comece aos 25, comece aos 30”, disse.

Craig explica que o outro motivo era para que ele pudesse seguir na carreira após muitos anos se dedicando ao papel de James Bond. “O outro era para que eu pudesse seguir em frente”, conta. “Não quero voltar. Acho que teria muita sorte se eles me chamassem de volta, mas o fato é que preciso seguir em frente. O sacrifício que ele faz no filme foi por amor, e não há maior sacrifício. Portanto, parecia uma boa coisa para terminar”.

Leia Mais
‘Jogos Vorazes’: Jennifer Lawrence revela cobrança para perder peso