Um dia de chuva em Nova York

Podemos dizer que esse é o pior filme de Woody Allen? Com certeza.
Na trama, seguimos Gatsby (Timothee Chalamet), um jovem bonito e rico que decide passar um fim de semana em Nova York acompanhando sua namorada Ashleigh (Elle Fanning). Aspirante a jornalista, Ashleigh conhece perturbado diretor de cinema Roland (Liev Schreiber), que será entrevistado por ela para o jornal da faculdade.
Gatsby sai vagando pela cidade e encontra por acaso com Shan (Selena Gomez), a irmã mais nova de sua ex-namorada, menina fútil que não se importa com ninguém.
Durante o fim de semana, Ashleigh e Gatsby terão diversos desencontros pela cidade. Conversando pelo celular, o casal não irá conseguir cumprir os planos de jantar num restaurante chique e depois beber drinks num piano bar, além de pegar uma chuva inesperada. Desse modo, Gatsby se vê numa enrascada ao encontrar com um casal de tios na rua e ser obrigado a ir numa festa organizada por sua mãe naquela noite.
Sem roteiro estruturado, o filme tem ar ultrapassado por não trazer nada novo. Gatsby é o personagem central, cheio de frases de efeito, manias bobas e medos sem sentido. Tudo que já conhecemos está ali. O casal principal não tem química alguma. Sua linda namorada de nada serve, apenas para vagar pela cidade igual a uma barata tonta e se tornar musa de 3 homens na mesma noite. Sem graça, ”Um dia de chuva em Nova York” é um filme sem alma e fadado ao esquecimento.
 
Cotação: Ruim

Leia Mais
Crítica: #blackAF [1ª temporada]